Diferenças entre edições de "Gilmar Mendes"

480 bytes adicionados ,  13h03min de 25 de agosto de 2020
sem resumo de edição
:- ''Por conta de militares integrarem o governo [[Jair Bolsonaro|Bolsonaro]] e o [[w:Ministério_da_Saúde_(Brasil)|Ministério da Saúde]] estar, nos tempos da COVID-19, sob o comando do general de divisão [[w:Eduardo_Pazuello|Eduardo Pazuello]]'' — 12 de julho de 2020
:- Fonte: ''[https://jovempan.com.br/programas/jornal-da-manha/gilmar-mendes-exercito-genocidio-saude.html Jovem Pan]''
 
* "Devolva essa pergunta ao seu editor e manda ele enfiá-la na bunda. Isso é molecagem; isso é desrespeito".
:- ''Em voo para [[Portugal]], respondendo a um repórter da [[w:Folha_de_S.Paulo|Folha de S. Paulo]] que lhe questionara se a viagem tinha sido paga pelo [[w:Supremo_Tribunal_Federal|STF]]''
:- Fonte: [https://www.diariodolitoral.com.br/politica/manda-o-seu-editor-enfiar-essa-pergunta-na-bunda-disse-gilmar/110531/ Diário do Litoral] — 30 de março de 2018
 
* “Na verdade, o que se instalou no [[país]], nesses últimos anos, está sendo revelado na Lava Jato. É um modelo de governança corrupta, algo que merece o nome claro de cleptocracia. É isso que se instalou. Isso é evidente. Veja o que fizeram com a Petrobras, veja o valor da Petrobras hoje. Por isso que se defende, eu já falei isso… por isso que se defende com tanta força as estatais. Não é por conta de dizer que as estatais pertencem ao povo brasileiro, porque pertencem a eles. Eles tinham se tornado donos da Petrobras. Esse era o método de governança. Infelizmente para eles, e felizmente para o [[Brasil]], deu errado. Isso revelou e nós estamos nesse caos por conta desse método de governança corrupta. Nós temos hoje, como método de governança, um modelo cleptocrata.”
538

edições