Diferenças entre edições de "Provérbios portugueses"

maia 5400 provérbios
(+ proverbios de galinhas)
(maia 5400 provérbios)
{{ABC}}
==A==
* "A acção é filha do pensamento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e a galinha, com o Sol recolhida."<ref name="APR" /><ref name="APR">{{citar web |URL=https://books.googleusercontent.com/books/content?req=AKW5QadlbMVPPQjwGLb4Xf1fju0HH9N35d5m-4Utw-tevcQ-vjmXRJ9_qNrbbDC_JSLkJZvnZlzYYn7oawuKlu8DsDGz6yOObaiJ-q0I-XtnZX-HXFa0cGw8hlyS3pTjpIl5xAgwFmYWUhyqvYm5OzW1cRT4riqQXmgvepEPj1cb3vtwdZuxI1j4cjsMsj91I5Y_KQLfOTBOESCCLUyhFETLF8Ja8UE4Wqbu9HADw4rwGhsxIJNFXPk7EU5rdnC8UxtlK_wc3iaEi1pB7law0olEdRFMm-TDvDYdYbSRLRTl2LSV6zyD0ek |título= Adágios, Provébios e Rifãos|autor=ROLLAND, Francisco |publicação=Typ. Rollandiana, Lisboa |data=1780 }}</ref>
* "A galinhaaçorda dafaz minhaa vizinha é maismulher gorda do que a minha."<ref name="APR"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A adulação procura amigos; a verdade inimigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A paixão é cega."<ref name="LDP">{{citar web |URL=https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/31719/1/ulfd133977_tese.pdf |título= Legispertinagem da Paremiologia|autor=LOPES, Filipe Vasques do Nascimento Neto |publicação=UL-Faculdade de Direito |data=2017 }}</ref>
* "A afeição cega a razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A velha galinha, faz gorda a cozinha."<ref name="APR" />
* "A água corre sempre para o mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vida não tem preço."<ref name="LDP" />
* "A água de Janeiro vale dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As aparências iludem."<ref name="LDP" />
* "A água lava tudo menos as más-línguas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A água que no Verão há-de regar, em Abril há-de ficar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A albarda nunca pesou ao burro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A alegria é para todo o mal remédio universal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A alfaiate pobre, a agulha se lhe dobra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A amar e a rezar, ninguém se pode obrigar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ambição cerra o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ambição é a cruz dos ambiciosos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ambição é filha do orgulho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ambição é uma doença que só tem cura na sepultura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A amizade desaparece quando a dívida aparece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A amizade firme, sempre portas abertas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A amizade não tem preço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A amizade vive de provas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A apressada pergunta, vagarosa resposta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A arte é para os artistas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A árvore caída, todos vão buscar lenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A avareza é a origem de todo o mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A aveia, até Abril, está a dormir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A azeitona e a fortuna, às vezes muita, às vezes nenhuma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A balança quando trabalha não conhece ouro nem chumbo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A balas de prata e bombas de ouro rendeu a praça ao mouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A bebida quer-se comida e a comida bebida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A beleza depressa se acaba."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A beleza é como uma flor, que nasce e depressa morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A beleza é potente, mas a riqueza é omnipotente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A beleza está nos olhos de quem a vê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A beleza não se põe à mesa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A besta que muito ande, não falta quem a tanja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A besta que muito ande, não falta quem a toque."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A boa filha duas vezes vem para casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A boa fogueira faz a boa cozinheira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A boa guerra faz a boa paz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A boa mãe faz a boa filha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A boa vida é a mãe de todos os vícios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À boca da barra, se perde o navio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A boca fala da abundância do coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A boca não admite fiador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A boca que diz sim, também diz não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A boda e a baptizado, não vás sem ser convidado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A bodas e baptizados, só vão os convidados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A bom capelão, melhor sacristão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A bom dizedor, bom ouvidor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A bom entendedor, meia palavra basta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A bom ou mau comer, três vezes beber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A bondade e o perdão só fazem ingratidão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A boniteza não se põe à mesa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A bons senhores, choram os olhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A brincar a brincar, com as verdades me enganas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A brincar se dizem as verdades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A burro velho, capim novo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A burro velho, erva tenra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cabra da minha vizinha dá mais leite que a minha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cada bacorinho vem o seu S. Martinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cada dia dá Deus a dor e a alegria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cada panela o seu testo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cada um aquilo que é seu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cão fraco, acodem as moscas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cão mau, corda curta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cão mordido, todos mordem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cão velho a raposa cospe-lhe na cara."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A capa e a merenda nunca pesaram ao pastor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A carapuça é para quem a enfia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A caridade bem entendida começa por nós."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A caridade começa em casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A caridade começa por nós próprios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A carneiro capado, não apertes o rabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À casa da tua tia, não irás cada dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À casa de teu irmão, não vás sem ter razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A casa do amigo, irás sendo requerido e à do necessitado, sem ser chamado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A casa do mentiroso está em cinzas e ninguém acredita que ela ardesse."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A casa do teu amigo, não irás sem ser requerido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À casa do teu amigo, não vás sem ser convidado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A casa que não tem gatos tem muitos ratos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A Cascais, uma vez e nunca mais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A castanha tem uma manha, vai com quem a apanha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cauda é a mais difícil de esfolar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cavalo dado, não se olha ao dente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cavalo novo, cavaleiro velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ceia quer-se sem sol, sem luz e sem moscas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cem avisa, quem um castiga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A chuva de S. João, tolhe a vinha e não dá pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ciência é mãe da dúvida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cisma é pior que uma doença."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A clérigo feito frade, não confies tua comadre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A clérigo sandeu, parece-lhe que todo o mundo é seu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cobiça rompe o saco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A comprar, só o que se pode pagar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A concórdia aumenta o pouco, a discórdia arruina o muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A confraria é rica, os padres é que são pobres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À conta dos ciganos, todos furtamos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A coragem vence a guerra, que não armas boas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A corda da mentira é muito curta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A corda quebra sempre pelo lado mais fraco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A coroa não cura a dor de cabeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A crítica é fácil, mas a arte é difícil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A cuco não cuques, a ladrão não furtes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A culpa é sempre dos ausentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A culpa morreu solteira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A curiosidade matou um frade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A desconfiança é mãe da segurança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À desgraça ninguém foge."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A destreza pode muito, mas mais a perseverança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A diligência é mãe da boa ventura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A doença a sentes, a saúde não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A doença começa na mente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A doença e a dor conhecem-se na cor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A doença é o celeiro do médico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A doença vem a cavalo e vai a pé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A dormir não se alcançam vitórias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A dúvida é a sala de espera do conhecimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A economia é a base da riqueza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A educação é riqueza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A erva má nunca morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À erva ruim não queima a geada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A escusas de mau pagador, orelhas de mercador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A espada vence e a palavra convence."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A esperança é a última a morrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A estrada do vício conduz ao precipício."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A estupidez não te mata mas faz-te suar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À eternidade chega-se sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A excepção faz a regra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A experiência corrige."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A experiência é mãe da ciência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A experiência é mestra da vida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fadiga é a melhor almofada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A falar é que a gente se entende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A falar no diabo e ele a aparecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À falta de pão, até migalhas vão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A falta do amigo há-de-se conhecer, mas não aborrecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fama e o som fazem as coisas maiores do que elas são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A familiaridade provoca desrespeito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fartura faz bravura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fé é que nos salva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A felicidade é como o sol - sorri e depois põe-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A felicidade é proporcional ao grau de esforço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A felicidade está onde cada um a põe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A felicidade não tem limites."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ferro quente, malhar de repente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ferrugem gasta o ferro, e o cuidado, o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A Fevereiro e ao rapaz perdoa-se quanto faz, desde que o Fevereiro não seja secalhão nem o rapaz ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fidelidade compra-se com a fidelidade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A folha quando ruge é porque lhe dá o vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome é boa cozinheira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome é inimiga da virtude."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome é má conselheira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome é negra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome e o frio metem a lebre a caminho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome e o frio metem a pessoa com seu inimigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome é o melhor tempero."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome faz sair o lobo do mato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome não espera pela fartura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome não tem lei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome torna doces as favas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fome, grande mestra, até os animais adestra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A força está na constância."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fortuna ajuda os fortes e rejeita os tímidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fortuna é de vidro: resplandece mas é frágil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fortuna é madrasta da prudência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fortuna muda as feições."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fortuna varia, hoje a favor, amanhã contraria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A fruta proibida é a mais apetecida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A função faz o órgão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A galinha da minha vizinha é mais gorda do que a minha."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "A galinha da vizinha é sempre melhor que a minha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A galinha que canta como galo corta-se-lhe o gargalo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A galinha, onde tem os ovos, tem os olhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A gente ganha dinheiro, mas o dinheiro não faz gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A gente pensa que se benze e parte o nariz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A gente preta não se faz a cara vermelha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A gente só aprende quando é tarde demais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A gratidão é a memória do coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A guerra e a ceia, começando se ateia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A homem aventureiro, a filha lhe nasce primeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A homem calado e mulher barbada, em tua casa não dês pousada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A homem em cólera, água na boca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A hora de comer é a da fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A hora de comer é a mais curta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À hora de comer, sempre o Diabo traz mais um."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ignorância do bem é a causa do mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ignorância é má conselheira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ignorância e o vento são do maior atrevimento"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ignorância é um mal, mas não contagioso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À Índia, mais vão do que tornam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A Índia, ou vende caro o que tem, ou troca com vantagem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ingratidão é a mão esquerda do egoísmo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A inveja é como a ferrugem: corrói quem a tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A inveja morreu solteira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A irritação não tem olhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A isca é que engana, e não o pescador que tem a cana."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A judeu e a porco, não metas no teu horto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A justiça a todos guarda, mas ninguém a quer em casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A justiça começa em casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A justiça de Deus tarda, mas não falha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A justiça tem sete mangas e cada manga sete manhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A lã nunca pesou ao carneiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ladrão da casa nada é vedado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ladrão de casa não se fecham as portas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A lavrador descuidado os ratos comem o semeado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A lei apanha as moscas, mas deixa livres os moscardos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A lei é dura, mas é a lei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A língua das mulheres é a sua espada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A língua é a origem de todos os males."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A língua não mente o que o coração sente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A má chaga sara e a má fama mata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A má chaga, má erva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A má companhia torna o bom, mau, e o mau, pior."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À má vizinha, dá agulha sem linha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mãe é uma libra e a filha meia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A magreza é sinal de pobreza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A maior ventura é a que menos dura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mais mouros, mais ganância."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mal desesperado, remédio heróico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A Maria Nabiça quanto vê quanto cobiça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A Maria vai com as outras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A marido, serve-o como amigo e guarda-te dele como inimigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mau agricultor, cada enxada dá dor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A melhor cepa, Maio a deita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A melhor esposa é aquela de quem ninguém diz mal nem bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A melhor medicina é a vida ordenada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A melhor mostarda é a fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A melhor palavra é a que está por dizer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A melhor vitamina que existe extrai-se da alegria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A memória é uma peneira: o pequeno cai, o grosso fica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A meninos e a santos de altar não prometas para faltar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mentira corre mais que a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mentira dá flores, mas não frutos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mentira é o autor de toda a maldade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mentira só dura enquanto a verdade não chega."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mentira tem pernas curtas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A minha pobre casinha, é pobre mas é minha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A missa é longa quando a devoção é curta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mocidade ociosa, velhice trabalhosa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A moderação no comer dispensa o médico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A montanha pariu um rato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A morte da bezerra é negra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A morte liquida as contas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A morte não escolhe idades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A morte não poupa nem o fraco nem o forte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mouro morto, grande lançada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A muitos, o bem faz mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher ainda que rica seja, se pedida mais deseja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher bela faz de ti sentinela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À mulher casada, o marido lhe basta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher chora com um olho e ri com o outro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher dos outros é sempre a mais bonita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e a cereja para seu mal se enfeita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e a galinha, com o Sol recolhida."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "A mulher e a ovelha, com sol à cortelha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e a pescada, querem-se da mais grada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e a sardinha querem-se da mais maneirinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e a sardinha, querem-se da mais pequenina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e o dinheiro dos outros é sempre melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e o melão, o calado é o melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e o passarinho, com Sol ao ninho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e o peixe no mar são difíceis de agarrar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e o rapaz são pouco amigos de paz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e o vidro estão sempre em perigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e o vinho enganam o mais fino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e o vinho fazem errar o caminho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher e o vinho tiram o homem do seu juízo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher honrada sempre deve ser calada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A mulher ri quando pode e chora quando quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À mulher roca e ao marido espada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À mulher, nenhum espelho chamou feia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A muro cadente não se apoia o prudente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A natureza dá a vida, mas a vida ensina a viver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A natureza ensina a falar e a razão a calar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A natureza puxa mais que cem cavalos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A navio roto, todos os ventos são contrários."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A necessidade aguça o engenho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A necessidade é inimiga da virtude."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A necessidade faz os homens espertos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A necessidade não tem barreiras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A nenhum coxo esquecem as muletas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A noite é boa conselheira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A noite é mãe dos pensamentos; e a manhã dos trabalhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À noite todos os gatos são pardos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A novo negócio, novo conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A obediência por medo, pouco dura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A obra louva o artista."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ocasião faz o ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ociosidade é a mãe de todos os vícios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ordem é pão, a desordem é fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A paciência abranda a dor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A paciência é amarga, mas o seu fruto é doce."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A paixão é cega."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "A paixão torna o homem cego, surdo e burro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A palavra é de prata e o silêncio é de ouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A palavra não é uma seta, mas fere."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A palavras loucas, orelhas moucas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A passo e passo, anda-se por dia um bom pedaço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A pé de pobre todo o calçado serve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A pedra e a palavra, depois de lançada não volta atrás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A pele branca supre os outros defeitos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A pensar morreu um burro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A pequeno passarinho, pequeno ninho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A perder se ganha e a ganhar se perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A perdiz é perdida, se quente não é comida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A pergunta insolente, resposta valente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A pergunta tola não dês resposta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A perseverança sempre alcança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A pia é a mesma, os porcos é que mudam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A pior tinta é sempre melhor que a melhor memória."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A poder de perguntar se chega a Roma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A política é para os políticos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A porta da rua é a serventia da casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A pouco e pouco a ave faz o seu ninho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A prática ensina mais que os livros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A prática faz o mestre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A precaução vale mais que a cura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A preguiça é a chave da pobreza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A preguiça mal acaba e bem começa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A preguiça morreu à fome à beira da água."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A preguiça morreu à míngua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A preguiça morreu de sede à beira um rio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À primeira quem quer cai, à segunda cai quem quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A procissão ainda vai no adro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A qualidade pesa mais que a quantidade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A Quaresma e a cadeia para pobres é feita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem a fortuna pintou negro, nenhum tempo o pode fazer alvo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem aborreçam maldades, fuja dos homens."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem bem me mantém, chamo pai e mãe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem Deus ajuda, o vento lhe junta a palha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem Deus bem quer dá-lhe fortuna, não lhe dá mulher."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem Deus não deu filhos, deu o diabo sobrinhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem Deus quer dar vida, água da fonte é mezinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem disseste o teu segredo, fizeste senhor de ti."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem dói o dente é que vai ao dentista."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem dói o queixal, é que sabe do seu mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem é rico não faltam parentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem erra perdoa uma vez e não três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem faz casa ou se casa, a bolsa lhe fica rasa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem má fama tem, nem acompanhes nem digas bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem madruga, Deus ajuda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem muito foi dado, muito será pedido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem muito quer saber, nada se lhe diga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem nada tem Deus o mantém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem não pede, Deus não ouve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem não quer acreditar, são inúteis todos os sermões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem nasceu para ser pobre, o ouro se torna em cobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem o demo tomou uma vez, sempre lhe fica um jeitinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem se faz mel, as moscas o comem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem tarde se levanta, cedo anoitece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem tem fome, dá o teu pão; ao triste dá-lhe o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem tem muito, dão-lhe mais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem tudo quer saber, nada se lhe há-de dizer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem tudo quer, nada se lhe dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A quem vos fala por trás, o rabo lhe responda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A rã, por não pedir, ficou sem cauda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A ração não é para que se talha, é para quem a come."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A rapariga feia dá a culpa ao espelho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A rapidez consegue-se com calma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A raposa ama enganos, o lobo cordeiros, e a mulher louvores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A raposa da barba ruiva, conforme faz, assim cuida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A raposa dormente, não lhe amanhece galinha no ventre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A raposa faz o que o leão não consegue."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A raposa tem sete manhas e a mulher, manha por sete raposas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A razão das razões é a experiência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A razão é a prova da verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A razão e a verdade fogem quando ouvem disputas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A razão espanta o medo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A razão, ainda que severa, é sempre amiga e sincera."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A razão, quanta mais melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A receber, todos vão a correr; a pagar, devagar, devagar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A rico não devas e a pobre não prometas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A riqueza cria inveja e ódio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A rir, a rir, muitas verdades se dizem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A roda da fortuna tanto anda como desanda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À rola e ao pardal, não engana o temporal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A roupa suja lava-se em casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A sabedoria vem de Deus e a astúcia do demónio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A sabedoria vem do escutar, do falar vem o arrependimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A santos que não conheço, não lhe rezo nem ofereço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A sardinha mal guardada faz o gato ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A saudade é a companheira dos que não têm companhia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A saúde das pessoas é a doença dos médicos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À saúde dos abades, bebem os reitores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A saúde é um bem precioso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A saúde nos velhos é muito remendada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A semente da mão pegará ou não, mas a da boca pega toda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A serenidade vence o furor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A seu tempo se colhem as pêras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A simpatia dá amigos, o interesse companheiros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A sombra de um homem vale mais que cem mulheres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A sombra passa, a luz fica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A sorte ajuda às vezes, o trabalho sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A sorte anda com os cães."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A sorte bate uma vez à porta de cada um."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A sorte é para quem a tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A temperança é a mãe da saúde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A tenda é para os tendeiros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A tenda quer-se com quem a entenda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A terra atrai tanto os velhos que caminham curvos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A terra o criou, a terra o há-de comer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À terra onde fores ter, faz como vires fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A três de Abril, o cuco há-de vir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A tristeza aperta o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A tristeza é a sombra do diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A tua boca seja o cárcere da tua língua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A tua fama longe soa e mais depressa a má que a boa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "À tua mesa, nem à alheia, não te sentes com a bexiga cheia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A tudo se pode atrever, quem tudo sabe sofrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A última gota é a que faz transbordar o copo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A união faz a força."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A uns morrem as vacas, a outros parem os bois."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vaca do pobre, quando há-de parir, morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vantagem é sempre de quem sorri."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A velha galinha, faz gorda a cozinha."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "A velhice faz o homem prudente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdade contenta-se com poucas palavras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdade é amarga, a mentira é doce."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdade é como o azeite, vem sempre à tona da água."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdade é filha de Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdade é manca, mas chega sempre a tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdade é para ser dita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdade não quer enfeites."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdade não tem pés e anda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdade tem asas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdade, manda Deus que se diga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdadeira amizade dura uma eternidade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A verdadeira caridade não mede o que dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vida é bela, o que é preciso é saber vivê-la."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vida é bela, os homens é que dão cabo dela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vida é como uma vela acesa ao vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vida é feita de momentos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vida é um banquete: no melhor momento é preciso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vida é um pau ensebado com uma nota falsa presa na ponta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vida não é só prazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vida não tem preço."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "A vida quanto mais se estica, mais curta fica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A viola e o tambor querem-se na mão do tocador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A viola quer-se na mão do tocador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vontade de comer faz a velha correr."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A vontade vale tanto ou mais que a acção."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "A voz do povo é a voz de Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Abelha mestra não tem sesta, e, se a tem, pequena e lesta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Abelha mestra não tem sesta, e, se a tem, pouca e depressa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Abelha perto do monte, com fonte e casa abrigada, produz mel e cera dobrada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aberto para Castela, chuva para terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Abre o poço antes que tenhas sede."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Abre um olho para vender e dois para comprar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Abril frio e molhado, enche o celeiro e farta o gado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Abril frio: pão e vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Abril, águas mil coadas por um funil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Abunda a malícia onde falta polícia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Acabada a festa, desarma-se o trono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aceita o bem, conforme vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Acender uma vela a Deus e outra ao diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Achar e guardar é furtar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Acompanha com os bons, serás um deles. Acompanha com os maus serás pior que eles."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Acudam Cela, Parada e Outeiro, que arde o centro da religião do mundo inteiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Adeus mundo cruel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Adiante, que atrás vem gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Adivinhar é bom, mas saber ainda é melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Adquire fama e deita-te na cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aduba as terras e verás como medras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Adular não é meio de vida mas ajuda a viver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Advogados na minha terra são porcos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Afoga-se mais gente em vinho do que em água."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Agarra o tempo pelos cabelos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Agora é que a porca torce o rabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Agora é tarde e Inês é morta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Agora, agora, quem tem um filho tem uma nora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Agosto amadurece, Setembro vindimece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Agosto debulhar, Setembro vindimar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Agosto madura, Setembro vindima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Agosto não caminhar, Dezembro não marear."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Agosto nos farta, Agosto nos mata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água corrente não mata a gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água cria boa gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água dá, água leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água de Agosto, açafrão, mel e mosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água de Fevereiro mata o onzeneiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água de Maio, pão todo ano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água do rio corre para o mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água e conselhos só se dão a quem os pede."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água fervida alimenta a vida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água fria e pão quente nunca fizeram bem ao ventre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água fria lava e cria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água mineiro, que seca o ribeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água mole em pedra dura, tanto bate até que a fura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água mole em pedra dura, tanto dá até que fura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água quente, saúde para o ventre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Água suja, sempre lava."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Águas paradas, cautela com elas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Águas passadas não movem moinhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Águas verdadeiras, por S. Mateus as primeiras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ai Miguel, Miguel, que não tens abelhas e vendes mel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aí vem o meu irmão Março, que fará o que eu não faço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ainda está para nascer o que agrada a todos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ainda que enterrem a verdade, não sepultam a virtude."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ainda que negro é, alma tem, honra e fé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ainda que negros, gente somos e alma temos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ainda que o galo não cante, a manhã rompe sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ainda que sejas prudente e velho, não desprezes o conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ajuda-me e eu te ajudarei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Albarda-se o burro à vontade do dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Albarde-se o cavalo à vontade do dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Alcança quem não cansa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aldeã é a galinha e vai à mesa da rainha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Além ou aquém, sempre vejas com quem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Alentejanos, algarvios e cães de caça, é tudo da mesma raça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Alfaiate mal vestido, sapateiro mal calçado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Alfaiates não são homens, carpinteiros também não, homens são os lavradores que nos trabalham o pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Alho e limão são meio cirurgião."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Alho e pimenta, o fastio aumenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Alimenta um corvo e ele te arrancará os olhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Altas ou baixas, em Abril vêm as Páscoas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Alto e pára o baile!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Alto mar e sem vento, não promete seguro o tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Alto, a burra deu um salto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ama a cruz, que ao céu te conduz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ama a quem te ama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ama ao bom para que te ame e ao mau para que não te difame."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amanhã também é dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amar é dar a alguém o poder de nos causar sofrimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amar e saber não pode ser."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amar e saber só a Deus se concede."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amar muito é simplesmente amar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amarra-se o cavalo à vontade do dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo a pedir, inimigo a restituir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo certo conhece-se na fortuna incerta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo de bom tempo muda-se com o vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo de mesa não é de firmeza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo de muitos, confidente de poucos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo de todos, amigo de nenhum, tudo é um."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo de um, inimigo de nenhum."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo do meu amigo, meu amigo é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo e vinho querem-se velhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo fiel e prudente é melhor do que parente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo fiel e prudente vale mais do que parente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo fiel e prudente, vale muito mais que um parente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo na necessidade é amigo de verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo não empata amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo que não presta e faca que não corta, que se percam, pouco importa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo reconciliado, inimigo dobrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo verdadeiro vale mais do que dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo verdadeiro, ave rara."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigo, até à bolsa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigos conhecem-se nas ocasiões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigos de longe, contas de perto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigos dos meus amigos, meus amigos são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigos e livros, poucos e bons."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigos no emprestar, inimigos no entregar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigos que desaparecem, esquecem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amigos, amigos, negócios à parte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amizade de genro, sol de Inverno."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amizade de um dia, recordação de um minuto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amizade reconciliada é ferida mal sarada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amizade renovada é como sopa requentada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amo impertinente faz criado desobediente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor antigo não enferruja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor apaixonado não admite arrazoado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor ausente, amor para sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor com amor se paga e com desdém se apaga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor com amor se paga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor de menino, amor pequenino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor de mulher e amor de cão, nada valem se nada lhes dão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor de praia fica enterrado na areia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor de velho, ciúmes de novo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor do coração, que só de boca não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor e fé, nas obras se vê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor e morte, nada é mais forte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor e senhoria não querem companhia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor forasteiro, amor passageiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor grande, amor de mãe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor que nasce de súbito mais tempo leva a curar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor que pica sempre fica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor sem dinheiro não é bom companheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor sem vintém não governa ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor verdadeiro não envelhece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor, a quanto obrigas!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Amor, dinheiro e cuidado não está dissimulado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Anda de teu amo ao sabor, se queres ser bom servidor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Anda direito, se queres respeito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Anda em capa de letrado muito asno disfarçado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Anda meio mundo a enganar outro meio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Anda mouro na costa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Anda quente, come pouco, bebe assaz e viverás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Andar de Anás para Caifás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Anda-se toda a vida a aprender e morre-se sem saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ande eu farto e quente, e ria-se a gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ande o frio por onde andar, no Natal cá vem parar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ande o frio por onde andar, pelo Natal cá vem parar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ande o frio por onde andar, pelo Natal há-de chegar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ande o Verão por onde andar, pelo S. João há-de chegar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ande onde andar o Verão, há-de vir no S. João."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ano de ameixa, ano de muita queixa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ano de nevão, ano de muito pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ano de neve, paga o que deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ano Novo, vida nova."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ano seco, ano bom."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Anojam-se os compadres, quando lhes dizem as verdades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antão era pastor, olhava cabras e tocava tambor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes a criança chore que a mãe suspire."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes a morte que a má sorte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes a pobreza honrada que a riqueza roubada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes bolinhos comer, que flores de cerejeira ver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes burro que me leve que cavalo que me derrube."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes burro vivo que sábio morto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes casada arrependida, que freira aborrecida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes da sopa, molha-se a boca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes dar ao gato do que leve o rato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes de entrares, pensa na saída."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes de escarneceres do coxo, vê se andas direito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes de falar, põe-te um pouco a pensar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes de falares uma vez, pensa duas vezes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes deitar sem ceia que acordar com dívidas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes deixar a ladrão que pedir a santo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes desejado que aborrecido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes dinheiro de cobre do que luxo de pobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes escorregar do pé que da língua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes filho de pobre que escravo de rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes homem sem dinheiro, que dinheiro sem homem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes invejado que lastimado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes má estrada que mau companheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes minha face com fome amarela que vergonha nela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes morrer arruinado que viver esfomeado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes morrer da doença que da cura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes morte, que má sorte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes para a cadeia, que para hospital."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes para nós um baguinho que dois figos para o vizinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes pobre e honrado, do que rico e ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes pobre honrado que rico injuriado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes pobre, mas honrado, do que rico, mas ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes que cases, olha o que fazes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes que cases, vê o que fazes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes que conheças, não louves nem ofendas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes que o filho acorde já Deus pensou no leite."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes que o mal cresça, corta-se-lhe a cabeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes quebrar que torcer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes quero asno que me leve, que cavalo que me derrube."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes sem ceia do que sem candeia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes ser martelo que bigorna."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes só que mal acompanhado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes tarde do que nunca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes trabalhar que chorar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes um pobre alegre que um rico apaixonado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes uma vez no céu que dez à porta dele."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Antes vergar do que torcer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao afortunado, até os galos põem ovos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao amigo e ao cavalo, não apertá-lo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao amigo generoso nada lhe faz injúria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao amigo molestar, nem a rir nem a brincar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao amigo o segredo diz, ter-te-á preso pelo nariz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao amigo que não é certo, um olho fechado e outro aberto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao amigo que pede não se diz amanhã."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao amigo, ama-o com o seu vício."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao ano andar, aos dois falar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao avarento, tanto lhe falta o que tem como o que não tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao bem busca-o e ao mal espera-o."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao boi que remói, nada lhe dói."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao bom cavalo espora, ao bom escravo, açoite."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao Diabo e à mulher nunca falta que fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao doente forte, a água é medicina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao fim de um ano tem o criado as manhas do amo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao homem aplicado todos lhe dão a mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao homem farto, as cerejas amargam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao homem ousado a fortuna dá a mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao ignorante sempre aborrece o sabedor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao luar de Janeiro se conta o dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao mau todos perseguem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao médico e ao abade, falar verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao médico, ao advogado e ao abade, falar a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao médico, ao advogado e ao padre, diz-se-lhe a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao médico, ao letrado e ao abade, falar verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao meio-dia ou chove ou aluvia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao menino e ao borracho põe Deus a mão por baixo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao mentiroso não se guarda verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao mesmo tempo soprar e sorver, não pode ser."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao minguante de Janeiro, corta o madeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao pé do feto não busques tâmaras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao pé dos tomateiros não há maus cozinheiros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao pecado velho, penitência nova."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao pequeno passarinho trata com carinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao pobre até os cães ladram."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao pobre falta muito e ao avarento tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao pobre falta o pão, ao rico o apetite."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao pobre não prometas e ao rico não devas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao que de mais comer, abre-lhe o garfo a cova."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao que erra perdoa-se uma vez, mas não três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao que mal vive, o medo o persegue."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao que muitos burros toca, sempre algum lhe fica atrás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao ruim, não há mal que lhe chegue."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao servo mau convém punição, ao bom galardão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao terceiro dia, maior dor na ferida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao velho muda-lhe o ar, vê-lo-ás acabar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ao vilão, dão-lhe o pé e toma a mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aonde está o Papa, aí é Roma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aonde falta o poder, ninguém pode responder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aonde há bom saber, poucas vezes há que repreender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aonde te querem muito, não vás amiúde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aonde vai a inclinação, aí vai a sentença."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aos mortos e aos ausentes, não os insultes nem atormentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aos olhos da inveja todo o sucesso é crime."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aos peixes não se ensina a nadar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aos quarenta ou vai ou arrebenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aos seis assenta, aos sete adenta, ao ano andante, aos dois falante."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aos soldados o perigo, ao general a honra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aos vinte anos cabeça louca, aos trinta riqueza pouca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Apaixonado não admite conselhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Apanha com o cajado, quem se mete onde não é chamado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Apanham-se mais moscas com um litro de mel que com um barril de fel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Apanha-se mais depressa um mentiroso que um coxo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aparelha-se o cavalo à vontade do dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Apartamento, esquecimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aperto de mão, aperto de coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aprende e saberás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aprende e serás mestre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aprender até morrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Apressado come cru."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aproveite Fevereiro quem folgar em Janeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aquele que agradaria a todos morreu antes de nascer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aquele que conta dez amigos, não tem um."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aquele que traz é sempre bem recebido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aquele que traz é sempre bem-vindo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aqui há gato!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aquilo que Deus uniu, jamais o homem poderá separar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aquilo que o olho não vê, o coração não crê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aquilo que sabe bem ou é pecado ou faz mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aquilo que se começou está meio feito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ar de importância, diploma de ignorância."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ar e vento, é meio sustento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Arco da velha por água espera."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Arranjai razões fortes, mas palavras doces."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Arranjar sarna para se coçar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Arre cá, orelhudo, diz o asno ao burro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Arrenda a vinha e o pomar se os queres desgraçar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Arrenego do amigo que come o meu comigo e o seu consigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Arrenego do judeu e do burguês e do homem de Cavês, mas vem o Vilarês que é o pior dos três e do cigano no seu contrato é o pior dos quatro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Arrenego do mouro e do judeu e do homem de Viseu, mas lá vem o braguês que é pior que todos três e o do Porto, no seu contrato, é o pior de todos os quatro, mas o ilhéu é de se lhe tirar o chapéu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Arrobas não são quintais, nem as coisas são iguais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Arte de agradar, arte de enganar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As acções falam mais alto que as palavras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As adversidades são uma escola de sabedoria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As águias não caçam moscas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As aparências iludem."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "As boas acções recomendam o homem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As boas contas fazem os bons amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As boas maneiras são a melhor carta de recomendação."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As chaves de ouro abrem as portas de ferro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As coisas bem feitas bem parecem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As contas adiantadas saem sempre furadas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As conversas fazem grandes os dias pequenos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As crianças e os loucos dizem a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As culpas dos pais recaem nos filhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As desgraças são como as cerejas: uma chama a outra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As desventuras são a escola da sabedoria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Às dez, mete na cama os pés."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As fazendas é fazê-las."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As feridas da ternura, quem as faz é que as cura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As grandes dores são mudas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As ideias não pagam portagem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As injúrias são as razões de quem está do lado errado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As lágrimas aliviam o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As lágrimas não choradas são as mais dolorosas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As lindas palavras agradam muito e custam pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As mais feias se querem mais louvadas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As mãos ociosas são o reino do demónio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As mentiras são como os coxos, que se conhecem de longe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As moscas apanham-se com mel e não com fel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As mulheres sempre são melhores para o ano que vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As notícias dianteiras são sempre as mais verdadeiras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As nove horas deita-te homem, se guardas para as dez, burro és."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As nuvens vão para onde as leva o vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As obras mostram o que cada um é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As palavras boas são, se assim for o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As palavras mostram o que cada um realmente é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As palavras não proferidas são as flores do silêncio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As palavras são como as cerejas, atrás de umas vêm as outras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As palavras são como as cerejas, saem umas atrás das outras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As palavras são femininas e os factos são masculinos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As palavras voam, os escritos ficam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As paredes têm ouvidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As pessoas são governadas mais pelos exemplos que pelas leis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As portas do excelente estão rodeadas de um muro de suor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As preocupações dão grandes sombras a pequenas coisas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As promessas cativam as mulheres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As pulgas vêm com as favas e vão com as uvas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Às romarias e às bodas vão as loucas todas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As rosas desfolham-se, ficam os espinhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Às três é de vez."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Às vezes muito ameaça quem de medroso não passa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Às vezes sai dum tição e mete-se noutro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Às vezes, vem o bem de quem menos se espera."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As visitas mais agradáveis são as visitas breves."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "As vitórias têm muitos pais; as derrotas são órfãs."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Às vontades corrompidas, nojenta é a razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Asneira puxa asneira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Asno chapado crescerá sem ser regado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Asno com oiro tudo alcança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Asno contente vive eternamente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Asno é quem asno tem, mas mais quem o não tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Asno que a Roma vá, asno vem de lá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Asno que a Roma vá, asno volta de lá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Assim como cada qual é, assim ensina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Assim como vive o rei, vivem os vassalos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atar e pôr ao fumeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até a formiga quer companhia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até a morte não é grátis: custa-nos a vida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até ao dar da mão há arrependão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até ao lavar dos cestos é vindima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até ao S. Pedro o vinho tem medo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até aos quarenta bem eu passo, dos quarenta em diante: ai a minha perna, ai o meu braço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até as rãs mordiam, se tivessem dentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até morrer, fazer bem e deixar dizer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até o demónio era belo quando era jovem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até o diabo se ri!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até o sol tem as suas manchas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até os bois do rei não têm mais que dois chifres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até os sábios se enganam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Até S. Pedro o vinho tem medo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atirei no que vi e acertei no que não vi."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atrás da mentira, mentira vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atrás de mim virá quem de mim bom fará."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atrás de tempo, tempo vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atrás de um grande homem há sempre uma grande mulher."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atrás do beijo vem o desejo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atrás do consentimento anda perto o arrependimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atrás do isco vem o anzol."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atrás do perdido não há que correr."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atrás do perdido ninguém vai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Atrás do trabalho vem o dinheiro com descanso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ausência aparta amor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ave de bico nunca fez o dono rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ave só não faz ninho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aveia de Fevereiro enche o celeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Aves da mesma pena andam juntas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Azar ao jogo, sorte nos amores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Azeite de cima, vinho meio e mel do fundo, não enganam o mundo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Azeite, vinho e amigo, o mais antigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Azul e verde, escarro na parede."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==B==
* "Baleias no canal, terás temporal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa é a galinha que outrem cria."<ref name="APR" />
* "Barbeiro não paga a barbeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barbeiro novo aprende nas barbas do tolo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barca, jogo e caminho, de estranho fazem amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barco parado não faz viagem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barcos virão, novas trarão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barqueiro a barqueiro, não leva dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barriga cheia e pé dormente, não dura sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barriga cheia, cara alegre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barriga cheia, companhia desfeita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barriga cheia, pé dormente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barriga vazia não conhece alegria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barriga vazia não escuta sermões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barrigudo não dança, só sacode a pança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Barro e cal encobrem muito mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Basta um espinho para esvaziar um balão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Basta um frade ruim para dar que falar a um convento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Basta uma ovelha ranhosa para perder um rebanho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bate no bom e ele melhora; bate no mau e ele piora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Batendo ferro é que se fica ferreiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bebe do bom vinho, e deixa a água ao moinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bebé que não ri ao fim do mês ou é tolo ou o pai que o fez."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bebe vinho, mas não bebas o siso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Beber vinho mata a fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bebidas fortes, homens fracos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bela mãe e bela filha, disputas na família."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bela, boa, rica e casta é mulher de quatro andares."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Beleza e folia andam muitas vezes em companhia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Beleza sem bondade não vale metade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Beleza sem virtude é rosa sem cheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Belo é quem o bem pratica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem ama quem não esquece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem canta Marta depois de farta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem come o vilão, se lho dão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem começado é meio feito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem dissimular, para bem governar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem dizer e bem ouvir é arte de conversar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem dizer faz rir, bem fazer faz calar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem está o que bem acaba."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem está São Pedro em Roma se ele tem que coma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem está São Pedro em Roma, como Ambrosia em redoma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem está, quem está no céu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem estou com meu amigo que come o seu pão comigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem fazer nunca se perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem jejua quem mal come."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem mal ceia quem come de mão alheia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem mal ceia quem come por mão alheia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem parece o bem fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem prega Maria, em casa vazia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem prega quem bem vive."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem querer e bem fazer; muito importa para bem viver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem querer não é ofender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem sabe a burra, diante de quem zurra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem sabe mandar quem bem sabe obedecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem se lambe o gato, depois de farto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem se pode criar sem ser mãe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem torneada, não há mulher feia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem toucada, não há mulher feia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem-vindo o hóspede que não fica muito tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bem-vindo seja quem dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bendita a ferramenta que pesa mas alimenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Benefício oferecido vale mais que pedido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bens mal adquiridos, vão como vieram."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Besteiro mau, aos seus atira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa amizade, segundo parentesco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa árvore não dá ruim fruto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa árvore, bons frutos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa bigorna não teme martelo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa demanda, má demanda: escrivão pela minha banda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa é a galinha que outrem cria."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Boa fama granjeia quem não diz mal da vida alheia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa leitura, tristeza cura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa mulher nunca está ociosa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa noite após mau tempo, traz depressa chuva ou vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa palavra custa pouco e vale muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa porta com boas maneiras abrem portas estrangeiras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa romaria faz, quem em sua casa fica em paz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa romaria ou festa faz, quem em casa fica em paz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boa vida, pai e mãe olvida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boas contas fazem boas amizades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boca de mel, coração de fel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boca de rico, bolsa de pobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boca fechada não mete mosca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boca que diz que sim, também diz que não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boca que pedes, coração que desejas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boca que se beijou nunca mal se desejou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bocado comido não ganha amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bocado engolido, sabor perdido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bocejo longo ou é fome, ou sono, ou ruindade do dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bocejo longo, fome, sono, preguiça ou manhã."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boda molhada, boda abençoada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boi em terra alheia é vaca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boi solto, lambe-se todo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boi velho gosta de erva tenra ."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Boi velho, sulco direito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bolo torto não perde o gosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bolos e abraços de raparigas não se podem desperdiçar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bolsa aberta ganha cidades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bolsa cheia, bom passaporte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bolsa cheia, coração alegre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bolsa de jogador não tem fecho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bolsa de pobre e boca de rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bolsa despejada, cara amargurada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bolsa vazia afugenta amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom ano, mau ano, quatro no escano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom comer traz mau dormir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom comer, três vezes beber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom conselho desprezado há-de ser muito lembrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom dia, boa obra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom é o que Deus dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom é saber que pão te há-de manter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom é ter amigos, nem que seja no inferno."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom é ter Mãe, ainda que seja uma silva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom exemplo, meio sermão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom livro, bom amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom lume é meia mantença."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom marido será o que foi bom filho e bom irmão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom nome é melhor que riqueza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom pagador, escrupuloso senhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom pão, bom vinho, boa sardinha, levanta-te corpo, cava pretinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom político, mau cristão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom rei, se quereis que vos sirva, dai-me de comer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom saber é calar, até ser tempo de falar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom silêncio vale mais que uma pergunta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom tempo e mau tempo, não duram todo o tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom tempo no inverno e mau no estio; mau ano de fome, bom ano de frio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom tempo no Janeiro e mau no estio, bom ano de fome, mau ano de frio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom vinho escusa pregão; bom peso faz vender o pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bom vinho, má cabeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bonitas palavras não engordam gatos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bonito é o que bonito parece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bons amigos, bons conselhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bons dias em Janeiro enganam os homens em Fevereiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Bons dias em Janeiro vêm a pagar-se em Fevereiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Borboleta branca, Primavera franca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Borreguinha mansa, mama a sua teta e a alheia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Branco é, galinha o põe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Branco em Janeiro, sinal de pouco dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Brigas de namorados, amores dobrados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Burra velha não toma carreira, anda sempre da mesma maneira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Burro com fome, cardos come."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Burro mau, indo para casa corre sem pau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Burro morto, cevada ao rabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Burro nunca chega a carroceiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Burro que geme, carga não teme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Burro velho não aprende línguas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Burro velho não toma andadura e, se toma, pouco lhe dura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Burro velho não toma andadura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==C==
* "Cá fica o anho no meio do rebanho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cesteiro que faz um cesto faz um cento."<ref name="LDP" />
* "Cá se fazem, cá se pagam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cabeça pelada depressa é lavada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cabeça que não tem juízo, quem o paga é o corpo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cabrito e leitão de um mês e cordeiro de três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caça, guerra e amores: por prazer mil dores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada cabeça, cada sentença."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada casa com seu tolo e cada tolo com a sua mania."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada coisa a seu tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada doçura custa uma amargura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada macaco no seu galho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada maluco com sua mania."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada mocho a seu souto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada ovelha com sua parelha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada passarinho gosta do seu ninho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada qual aprende à sua própria custa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada qual com o seu igual."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada qual considera a sua cruz a mais pesada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada qual faz a guerra conforme pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada qual leva a água no seu moinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada qual no seu ofício."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada qual puxa a brasa para a sua sardinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada qual sabe o que ferve na sua panela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada qual sabe onde lhe aperta o sapato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada qual sente o seu mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada roca tem seu fuso, cada terra tem seu uso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada santo quer sua vela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada sujeito com seu defeito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada terra com seu uso, cada roca com seu fuso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada tolo tem a sua mania."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um acha prazer onde o encontra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um acode onde mais lhe dói."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um colhe conforme semeia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um come do que gosta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um come o que é seu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um constrói a sua felicidade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um deve varrer diante da sua porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um é como cada qual, e cada qual é como é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um é como é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um é para o que nasce."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um é senhor na sua casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um em sua casa e Deus na de todos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um enterra o seu pai, como pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um fala como quem é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um governa-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um no seu oficio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um olhe por si e já não faz pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um pede para seu santo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um por si e Deus por todos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um procura o que lhe convém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um sabe as linhas com que se cose."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um sabe de si e Deus de todos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um sabe de si."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um sabe onde lhe aperta o calo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um sair aos seus não é pecado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um se contente com o que Deus lhe dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um sente o frio, conforme a roupa que tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um sente o seu e ninguém o alheio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um só goza a paz que o vizinho quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um tem aquilo que merece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um tem de viver com aquilo que tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um tem o seu fraco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um tem o seu gosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um tem o seu S. João."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cada um vê mal ou bem, conforme os olhos que tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cães e lobos comem todos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cães grandes nunca se mordem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caindo o Natal à segunda-feira, o lavrador tem de alargar a eira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cair-lhe em cima com sapatas de galego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Calar a verdade é enterrar ouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Calar é a sabedoria dos tolos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Calcanhar de homem, cu de mulher e focinho de cão, nunca sentem o Verão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caldo de nabo, escalda o diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caldo que muito ferve sabor perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caldo requentado faz mal ao doente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caldo sem pão só no inferno o dão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caldos de galinha nunca fizeram mal a doentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cale o que deu, fale o que recebeu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Calma, que Deus é grande e o mundo é pequeno."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caminho começado é meio caminho andado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caminho de Roma, nem mula manca nem bolsa vazia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caminho plano não leva ao céu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Candeia que vai à frente alumia duas vezes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Canta Marta, depois de farta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Canta que logo choras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cantar, andando, encurta caminho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cantigas não vão à feira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cão de caça vem de raça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cão faminto não tem medo do pau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cão na igreja, toda a gente o apedreja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cão que ladra não morde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cão que não ladra, guarda-te dele."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Capa e merenda nunca pesaram."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Capoeira onde há galo não canta galinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Capoeira onde há galos, não cantam galinhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Capricho teimoso não cede à razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Caranguejo que dorme, maré que o leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Carne de ontem, peixe de hoje e vinho de outro Verão fazem o homem são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Carne e peixe na mesma comida encurtam a vida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Carne que baste, vinho que farte e pão que sobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Carro alugado não anda sem ser untado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Carro parado não ganha viagem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa arruinada e bolsa vazia dão esperteza, mas tardia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa de esquina, ou morte ou ruína."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa de ferreiro, espeto de pau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa de pais, escola de filhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa de Rei nunca pediu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa em que não há cão nem gato, é casa de velhaco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa onde comem dois, comem três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa onde entra o sol, não entra o médico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa que não é ralhada, não é bem governada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa roubada, trancas à porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa sem criancinhas, gaiola sem passarinhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa sem mulher, lanterna sem chama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa teu filho com teu igual e de ti não dirão mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa varrida e mulher penteada, parece bem e não custa nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casados, separados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casamento e mortalha no céu se talha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casamento feito, noivo arrependido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casamento, apartamento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casamento, nem fazê-lo nem desfazê-lo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casar e compadrar, cada um com seu igual."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casar soa bem e sabe mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casarás, amansarás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casa-te e verás, perdes o sono e mal dormirás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Casos há para que a lei não dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Catar pulgas a cães, lavar o focinho a porcos, pregar a padres e converter judeus, é tempo perdido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cautela e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cava e esterca de Agosto, ao lavrador alegra o rosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cava fundo em Novembro para plantares em Janeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cavalo que voa não quer espora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cavalo velho não pega andadura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cavas em Março e arrenda pelo S. João, todos sabem mas poucos o dão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cedo ou tarde, tudo quanto se faz se sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cego de amores não vê senão paredes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cego é o que não quer ver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ceia longa vida curta, ceia curta vida longa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cem amigos é pouco, um inimigo é muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cento de um ventre, cada um de sua mente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cerra a porta e farás a tua vizinha boa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cessa a prudência quando falta a paciência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cesteiro que faz um cesto faz um cento."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Chaga de amor, quem a faz a sara."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chama por mim e defende-te por ti."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chão pisado não dá erva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chapa ganha, chapa batida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chapa ganha, chapa gasta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chegar a Roma e não ver o Papa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chegar, ver e vencer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chega-se o bem para o bem e o mal para quem o tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chega-se o ouro para o tesouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cheira-te o monte a lobos e a casa a ovos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Choro de viúva é água de chuva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chovam trinta Maios e não chova em Junho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chuva civil não molha militares."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chuva com sol, casamento de espanhol."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chuva de Ascensão não dá palhas nem pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chuva de São João, cada pinga vale um tostão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chuva de São João, talha/tira vinho e não dá pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chuva de verão, chove agora e logo não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chuva fina por Sto. Agostinho é como se chovesse vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chuva no S. João, bebe o vinho e come o pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chuva no S. João, nem bom vinho nem bom pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Chuva que não acaba ao meio-dia, é chuva para todo o dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ciência é loucura, se o bom siso a não cura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cinquenta/duzentos galegos não fazem um homem, senão quando comem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coelho casa com coelha e não com ovelha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coisa adiada não está acabada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coisa bem começada é meio acabada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coisa emprestada, coisa arriscada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coisa julgada é tida por verdadeira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coisa rara, coisa cara."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coisa ruim não tem perigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Colcha feita, noivo à espreita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com a barriga cheia raciocina-se melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com a barriga vazia, ninguém sente alegria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com a língua posso-te ajudar, mas não com o meu dar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com a mulher e dinheiro, não te burles, companheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com a mulher e o dinheiro, não zombes, companheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com a verdade me enganas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com a vinha em Outubro, come a cabra, engorda o boi e ganha o dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com água, ninguém canta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com as lágrimas não se repararam os males."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com as mãos nos bolsos não se vai muito longe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com bananas e bolos é que se enganam os tolos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com boas maneiras tudo se consegue."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com bons te ajuntarás se quiseres viver em paz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com Deus, tudo, sem Deus nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com dinheiro à vista, toda a gente é benquista."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com direito por teu lado, nunca receies dar brado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com homem perdido ninguém se meta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com jeito e com arte irás a toda a parte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com malvas e água fria, faz-se um boticário num dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com mau tempo, não te mates; com bom tempo, não te poupes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com o Diabo não se brinca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com o fogo não se brinca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com o lume não se brinca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com o mal dos outros ninguém se governa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com o que Pedro sara, Sancho adoece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com o tempo tudo se esquece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com os males dos outros posso eu muito bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com papas e bolos se enganam os tolos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com quem bem nos fala e mal nos quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com um olho no burro e o outro no cigano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com um tiro matam-se dois coelhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com vento se limpa o trigo, e os vícios com o castigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com vinagre não se apanham moscas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com vinho mau faz-se vinagre bom."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Com você, senhor Diabo, antes de bem que de mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coma o mau bocado quem comeu o bom."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comamos e bebamos e nunca mais ralhamos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Come como são, bebe como doente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Come e folga, viverás boa vida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Come no teu gosto e veste ao gosto dos outros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Come o que tens e não o que sonhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Come pão, bebe água, viverás sem mágoa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Come para viver, não vivas para comer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Come pouco e bebe pouco e dormirás como louco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer até adoecer, jejuar até sarar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer até enfermar, jejuar até sarar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer e beber, só o que apetecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer e coçar está no começar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer e dizer mal é manha de Portugal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer e falar, o mal é começar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer gato por lebre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer o pão que o diabo amassou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer que nem um abade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer quente, gosta toda a gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comer sem pão, é comer de lambão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comida fina em corpos grossos faz mal aos ossos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comidas apimentadas fazem borbulhas às carradas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Como canta o abade, assim responde o sacristão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Como falares, assim ouvirás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Como fizeres, assim acharás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Como quem foge de Deus será desgraçado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Como semeares assim colherás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Comparação não é razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Composta, não há mulher feia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Compra a quem herdou que não sabe o que custou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Compra a quem herdou, que não sabe o que lhe custou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Confia o teu segredo a um mudo e falará."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Confiar em Deus que é santo bom."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Confiar no futuro, mas pôr a casa no seguro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Confissão obrigada não vale nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conforme o pássaro, assim o ninho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conforme o santo, assim é a oferta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conforme somos, assim julgamos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conhece a ocasião e não fales de antemão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conhece os teus vizinhos antes de construíres a casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conhecer-se a si próprio é a primeira das ciências."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conhece-se o marinheiro quando vem a tempestade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Consciência manchada faz o homem tímido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conseguir vender areia na praia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conselho de amigo, aviso do céu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conselho de mulher vale pouco e quem o toma é louco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conselho de raposas, morte de galinhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conselho de vinho, falso caminho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conselho do velho e ajuda do jovem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Conselho sem remédio é corpo sem alma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Consultar quem sabe já é saber metade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contas adiadas saem furadas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contas com Jorge e Jorge na rua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contas são contas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contra à força de nada serve a razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contra a morte não há coisa forte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contra factos não há argumentos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contra força de vilão, ferro na mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contra maus humores, grandes suores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contra o medo não há remédio na farmácia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contra o vício de pedir, há a virtude de não dar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Contrato de casamento leva consigo o testamento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coração apaixonado não ouve razões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coração determinado não sofre conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coração fraco não merece dama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coração magoado fala demasiado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coração não fala, mas adivinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coração que suspira não tem o que deseja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coração sem arte não cura maldade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Corpo deitado aguenta muita fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Corra o ano como for, haja em Agosto e Setembro calor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cortiça em Junho, vai a punho, em Agosto vai a mascoto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Coze-se o pão enquanto o forno está quente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cozinha gorda, testamento magro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cresce e aparece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cria corvos e eles te comerão os olhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cria fama e deita-te na cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Criado e bois, um ano até dois."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Criado que faz o seu dever, orelhas moucas deve ter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Criados e bois um ano ou dois."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Criança feia, mulher bonita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Criança mimada, criança estragada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Criança muito acariciada nunca foi bem educada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Criaste, não castigaste, mal criaste."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cuida bem no que fazes e não te fies em rapazes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cuida em ganhar, que tempo tens para o gastar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cuida na pega, se é branca se é preta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cuida o mentiroso que todos são como ele."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cumpre o teu dever, aconteça o que acontecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cumpre sempre o teu dever, se te não queres arrepender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Cunhadas são unhadas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Curar todos com o mesmo unguento é mau pensamento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Custa caro o que sabe bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Custa muito pedir e mais ainda servir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==D==
* "Da discussãoabundância nascevem ao luztédio."<ref name="LDP"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dá ao teu filho bom nome e bom ofício."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Da galinha a preta, da pata a parda."<ref name="APR" />
* "Da árvore caída todos fazem lenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar a César o que é de César."<ref name="LDP" />
* "Da burra que faz him e mulher que sabe latim, livra-te tu e a mim."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Das duas, uma."<ref name="LDP" />
* "Dá Deus nozes a quem não tem dentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De galinhas e más fadas, cedo se enchem as casas."<ref name="APR" />
* "Dá Deus toucinho aos judeus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deixar entrar pela porta o que saiu pela janela."<ref name="LDP" />
* "Da discussão nasce a luz."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Doze galinhas e um galo, comem mais que um cavalo."<ref name="APR" />
* "Dá duas vezes quem de pronto dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Duas cabeças pensam melhor do que uma."<ref name="LDP" />
* "Da fadiga, a fortuna é amiga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Da galinha a preta, da pata a parda."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Da guerra, o dano vem cedo e tarde o proveito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Da má mãe nascem más filhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Da má mulher te guarda e da boa não fies nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Da mesma flor a abelha tira o mel e a vespa o fel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Da noz, o figo é bom amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Da proibição nasce a tentação."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dádiva mal dada, para Deus não vale nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dádivas aplacam homens e deuses."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dai-me brancura, dar-vos-ei formosura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dai-me mãe acautelada, dar-vos-ei filha guardada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dá-me dinheiro, não me dês conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dá-me tu a mim dinheiro e dá ao demo conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dá-o Deus na eira, tolhe-o Maria na masseira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Daqui até lá, só Deus sabe o que será."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Daquilo que nem lhe sabe, não reparte o frade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar a bofetada e esconder a mão, é de vilão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar a César o que é de César."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Dar antes de morrer, é dispor-se a sofrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar com os narizes em pano galego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar é honra, pedir é desonra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar e ter que é viagem da Índia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar esmola não empobrece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar o dito por não dito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar o seu a seu dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar tempo ao tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar uma bofetada de luva branca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dar uma no cravo e outra na ferradura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Das águias não nascem pombos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Das aves, boa é a perdiz, mas melhor é a codorniz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Das castanhas ao cerejo bem mal me vejo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Das cerejas à castanha bem a gente se amanha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Das duas, uma."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Das grandes ceias estão as sepulturas cheias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Das grandes coisas estão as sepulturas cheias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dás uma cama a um mendigo, ele paga-te com um piolho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De água mansa me livre Deus, que da brava me livrarei eu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De algodão velho não se faz bom pano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De alto cai quem alto sobe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De amigo reconciliado, guarda-te dele como do diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De amor se vive, de amor se morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De ave de bico encurvado, guarda-te como do diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De boa árvore, bom fruto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De boa cepa, a vinha; e de boa mãe, a filha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De boas intenções e grandes ceias, estão as sepulturas cheias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De boas intenções está o inferno cheio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De bom mestre, bom discípulo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De bom vinho, bom vinagre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De borla, ninguém trabalha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De burros não se espera senão coices."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De calar ninguém se arrepende, e de falar, sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De Castela, nem costumes, nem ciúmes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De contente se ri o dente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De cunhado, nunca bom bocado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De Deus vêm as graças e de nós as desgraças."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De Deus vem o bem e das abelhas o mel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De Espanha só vem o bom sol."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De Espanha, nem bom vento nem bom casamento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De esperança vive o homem até à morte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De falso bem, o verdadeiro mal vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De filhas a casar e filhos a estudar, é livrar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De fio a pavio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De focinho de cão não se tira manteiga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De galinhas e más fadas, cedo se enchem as casas."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "De graça, nem os cães vão à caça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De grandes senhores, grandes favores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De grão a grão enche a galinha o papo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De homem para homem não vai força de boi."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De hora a hora Deus melhora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De livro fechado não sai letrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De longe se faz perto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De Maio a Abril, há muito que pedir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De mal agradecidos está o Inferno cheio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De manhã ao monte, de tarde à fonte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De manhã se começa o dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De mau corvo, mau ovo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De maus costumes nascem boas leis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De médico e de louco, todos temos um pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De médico, de sábio e de louco todos temos um pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De médico, padre e advogado todos temos um bocado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De nada duvida quem de nada sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De noite todos os gatos são pardos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De noite, à candeia, parece bonita a feia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De onde menos se espera é que vem a ingratidão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De pai mau e filho bom lá virá neto que sai ao avô."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De pai santo, filho diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De pai vilão, filho fidalgo, neto ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De pequenino é que se torce o pepino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De pequeno verás, que filho terás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De pessoa calada, afasta a tua morada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De prudência é não querer o que se não pode haver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De quem não é prudente, afaste-se a gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De raminho em raminho, o passarinho faz a seu ninho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De ruim cabeça não sai bom conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De ruim homem e disfarçado, guarda-te dele como do diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De sangue misturado e de moço refalsado nos livre Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De Santa Catarina ao Natal, mês igual."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De tal gente, tal semente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De tarde madrugar e tarde casar te hás-de lamentar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De todos desconfia o coração culpado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De Todos os Santos ao Advento, nem muita chuva nem muito vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De um sim e um não, nasce toda a questão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De uma asneira nasce um cento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De uma só cajadada matar dois coelhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De uma vaca não se podem tirar duas peles."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "De velhinho se torna a menino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Debaixo do céu e da lua não há firmeza alguma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Debaixo dos pés se levantam os trabalhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dedo que a lei corta não causa mais dano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Defeitos de meu amigo, lamento mas não maldigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deita-te corpo, estica-te perna, que lá vem quem te governa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deitem o noivo no poço, se com a noiva não brincar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deixar entrar pela porta o que saiu pela janela."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Deixa-te de grelos, que é roubo de azeite."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deixemo-nos de implicar uns com os outros e falar a sério."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deixemos os Pais e Avós, sejamos bons por nós."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Demasiada alegria torna-se sofrimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Demasiada cera põe fogo à igreja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Demasiada confidência faz perder a reverência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Demasiada curiosidade faz cair o pássaro na rede."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dente por dente, olho por olho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois da batalha, aparecem os valentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois da festa, coça na testa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois da filha casada, não faltam pretendentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois da tempestade vem a bonança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois das sopas molham-se as bocas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois de chuva, nevoeiro, tens bom tempo marinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois de comer e beber, cada qual dá o seu parecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois de comer não faltam colheres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois de comer, nem uma carta ler."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois de fartos, não faltam pratos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois de que o menino nasceu, tudo cresceu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois de Ramos, na Páscoa estamos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois de um belo gesto, não faças um manifesto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois de um bom poupador, um bom gastador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois do almoço, deitar; depois da ceia, passear."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois do mal acontecido, todos o tinham adivinhado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois do Natal, saltinho de pardal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois dos Santos, neve nos campos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depois que o Menino nasceu, tudo cresceu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depressa e bem, há pouco quem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depressa e bem, não o faz ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depressa feito, depressa desfeito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Depressa se gasta o que depressa se ganha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Desconfia daquele a quem fizeste o bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Desconfiar de chuva que para de noite e mulher doutro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Desconfiar do homem que não fala e do cão que não ladra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deseja o melhor e espera o pior."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Desejo proibido é o mais apetecido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Desmanchar e fazer, tudo é aprender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Desmentir com razão é bofetada sem mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Desta vida nada se leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus acuda ementes não acaba a lenha na moreia e a carne na toucinheira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus ajuda a quem cedo madruga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus ajuda a quem se ajuda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus ajuda quem trabalha, que é o capital que menos falha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus ajudando, vai em Julho mercando."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus castiga sem pau nem pedra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus consente, mas não sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus criou o tempo, não a pressa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus criou uma erva para cada doença."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus cura os doentes e o médico recebe o dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus dá a barba a uns e a vergonha a outros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus dá as nozes, mas não as parte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus dá o frio conforme a roupa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus dá o mal e a mezinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus dá o pão, mas não amassa a farinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus dá-os e eles juntam-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus desavenha quem nos mantenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus deu-nos a família; os amigos escolhemos nós."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus disse que quem ganhasse que se risse."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus é bom e o diabo não é mau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus é bom trabalhador, mas gosta que o ajudem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus é mais largo em dar que nós em pedir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus é pai, não é padrasto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus entre aqui e o diabo em casa dos padres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus escreve direito por linhas tortas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus faz o que quer e o homem o que pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus fecha uma porta e abre um cento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus manda lutar, não manda vencer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus me dê paciência e um pano para a embrulhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus me dê pai e mãe na vida e, em casa, trigo e farinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus me defenda do amigo, que do inimigo me defendo eu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus não dorme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus não é de vingança, mas castiga pela mansa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus nos livre de bocas abertas e pessoas mal certas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus nos livre de fogo em palheiro velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus nos livre de inimizades de amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus nos livre de maus vizinhos ao pé da porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus nos livre de peste, fome e guerra e Bispo na terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus nos livre de quem mal nos quer e bem nos fala."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus nos livre de tratar com fraca mulher."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus nos livre do mau vizinho dó pé da porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus nunca fechou uma porta que não abrisse outra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus o dá, Deus o leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus os fez, Deus os juntou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus quer, o homem pensa e a obra nasce."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus tarda, mas não falha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus te ajude, lavrador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus te assinalou, algum defeito te achou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus tem mais para dar que o diabo para tirar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus vê o que o diabo esconde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus venha com a fartura que a fome ninguém a atura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Deus, assim como dá a doença, dá o médico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Devagar com o andor que o Santo é de barro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Devagar morreu um burro à beira do riacho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Devagar se vai ao longe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Devagar, que o Santo é de barro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Devagar, que tenho pressa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dezembro com Junho ao desafio, traz Janeiro frio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dezembro molhado, Janeiro geado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dia de purga, dia de amargura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dia de S. Barnabé, seca-lhe a palha pelo pé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dia de S. Lourenço, vai à vinha e enche o lenço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dia de S. Martinho, vai à adega e prova o vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dia de S. Silvestre, nem no alho nem na reste."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dias de Maio, dias de amargura, mal amanhece é logo noite escura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dias de tudo, vésperas de nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Digna de nome e fama é a mulher que não tem fama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro adiantado, dinheiro mal parado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro atrai dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro compra pão, não compra gratidão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro de padre e brasileiro, não chega a terceiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro emprestado sai rindo e volta chorado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro emprestado, dinheiro arriscado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro emprestaste, inimigo ganhaste."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro guardado dura muito tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro mal ganho, água o deu, água o levou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro não conhece dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro não fala."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro não tem cheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dinheiro, assim como veio, assim vai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Discípulo, com cuidado, e mestre, bem pago."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Discurso breve, bom discurso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dispensaste auxílio alheio, carregas o saco cheio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ditados velhos são evangelhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dito de criança e repente de mulher, aproveite-o quem quiser."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dívidas e pecados, quem os faz é que os paga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dívidas e pecados, quem os faz paga-os."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dividir o mal pelas aldeias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Diz o roto ao nu: Porque não te vestes tu?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Diz o são ao doente: Deus te dê saúde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dizem em Roma que a mulher fie e coma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dizem os serrinhas: Agacha-te aguieiras, ergue-te peitaças."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dizer à sogra, para que a sogra entenda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dizer é fácil, o difícil é fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dizer é fácil, o pior é fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dizer e fazer não comem à mesma mesa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Diz-me com quem andas, dir-te-ei as manhas que tens."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Diz-me o que comes, dir-te-ei quem és."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Diz-me o que tens e onde o tens, dir-te-ei quanto vales."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Diz-me quem são teus pais, dir-te-ei a quem sais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do adulador, quanto mais longe melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do amigo não esperes aquilo que tu puderes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do amigo, o que te quiser dizer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do bom é fazer bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do dito ao feito vai um grande eito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do dizer ao fazer, há muita coisa a ver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do dizer ao fazer, vai uma grande distância."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do erro alheio tira o prudente conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do homem, a praça, da mulher, a casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do indigente ninguém é parente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do instrumento vem o sustento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do mal, o menos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do Natal à Santa Luzia cresce um palmo em cada dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do pão do nosso compadre, grande fatia ao afilhado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do peixe, a pescada; da carne, a perdiz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do pouco saber vem o muito ousar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do poupar vem o ter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do prato à boca se perde a sopa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do que uns não querem, enchem outros a barriga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do rio manso me guarde Deus, que do bravo eu me guardarei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do saber nascem cuidados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do trabalho e da experiência, aprendeu o homem a ciência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Do vinho e da mulher, livre-se o homem se puder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dobrada é a maldade, feita com cor de verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dobrado tem o perigo, quem foge do inimigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Doce, serás comido; amargo, serás cuspido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Doença bem tratada poucas vezes é demorada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Doença de lobos, sede de cordeiros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dois pobres à mesma porta, um deles fica sem esmola."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dom de Espanha, Excelência de França, Senhoria de Portugal, não valem meio real."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Domingos Afonso e sua mulher fizeram a cama de trás do pixel, veio a filha mais velha buliu-lhe no ponto, toca rabeca Domingos Afonso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Donde menos se espera é que elas saem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Donde se não cuida salta a lebre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Donde vem a Pedro falar galego?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Donde vens? - Venho da festa (triste)."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dor compartilhada é dor aliviada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dormem os gatos, descansam os ratos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dormir com janela aberta, constipação quase certa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dos cheiros, o pão; do sabor, o sal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dos erros comem os escrivães."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dos fracos não reza a História."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dos males, o menor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dos Santos ao Advento, nem muita chuva nem muito vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dos Santos ao Natal, Inverno natural."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dos Santos ao Natal, perde a padeira o cabedal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dos Santos ao Natal, vai um salto de pardal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Doze galinhas e um galo, comem mais que um cavalo."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Duas cabeças pensam melhor do que uma."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Duas mulheres e um ganso fazem um mercado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Duas mulheres fazem um mercado, quatro uma feira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Duas mulheres fazem uma guerra, quatro uma feira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Duas pedras duras não fazem farinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Duas terras mantêm um homem, quatro matam de fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Duas vezes é perdido o que ao ingrato é concedido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Dura a mentira, enquanto não chega a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Duro com duro não faz bom muro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Duro de cozer, duro de roer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É a prosperidade que nos dá amigos, mas é a adversidade que os põe à prova."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É areia de mais para a minha camioneta!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É bastante rico quem nada deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É bem casada a que não tem sogra nem cunhada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É bem vindo quem vier por bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É bom às vezes calar, para discórdias evitar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É bom o pão duro, quando não há nenhum."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É bom ser o que se quer parecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É cão que não conhece dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É como a Maria nabiça: tudo o que vê, tudo cobiça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É como cair em saco roto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É como chover no molhado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É como o Vinho do Porto, quanto mais velho, melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É como S. Benedito, não come nem bebe e anda gordito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É da proibição que nasce a tentação."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É de louco falar muito e não falar pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É difícil agradar a Gregos e Troianos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É dito e feito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É dos carecas que elas gostam mais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É duas vezes tolo o que faz o mal e o apregoa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É Espírito Santo de orelha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É fatal como o destino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É fino como um rato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É frequente o riso na boca de quem não tem siso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É leve o fardo nos ombros dos outros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É má como as cobras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais difícil conservar que juntar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais difícil guardar uma mulher que um saco de pulgas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "E mais fácil aconselhar que praticar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais fácil ao burro perguntar que ao sábio responder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais fácil bem-dizer que bem contradizer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais fácil demolir que construir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais fácil dizer que fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais fácil presumir que saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais fácil prometer que dar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais fácil ser um herói que um cavalheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais prudente louvar o morto que o vivente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É mais prudente pensar e falar do que falar e pensar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É malhar em ferro frio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É melhor pensar e falar do que falar e pensar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É melhor perder um amigo, que uma resposta merecida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É muito mau de contentar quem quer sol na eira e chuva no nabal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É na ausência que se conhece a falta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É na cara dos pobres que os barbeiros aprendem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É na intenção que está o valor da acção."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É nos momentos difíceis que se conhecem os amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É nos tempos maus que se conhecem os amigos bons."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É para o que der e vier."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É pelo estômago que se governam os homens."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É pelo saber que vem o ter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É pior a emenda que o soneto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É preferível um não gracioso que um sim despeitoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É próprio do mês de Abril, as águas serem mil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É prudente desconfiar de quem é desconfiado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É quando faz escuro que vemos as estrelas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É rainha a galinha que põe os ovos na vindima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É rico quem se contenta com pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É rico quem tem amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É sempre mau o caldo que muita gente tempera."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "É tarde para economia quando a bolsa está vazia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==E==
* "Elogio aberto à censura secreta, sai caro aos amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão."<ref name="LDP" />
* "Em casaAbril deabre Gonçalo,a maisporta podeà avaca galinhae que odeixa-a galoir."<ref name="APR"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Abril águas mil coadas por um funil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em política, o que parece é."<ref name="LDP" />
* "Em Abril águas mil, canta o carro e o carril."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre marido e mulher não metas a colher."<ref name="LDP" />
* "Em Abril águas mil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Abril cada pulga dá mil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Abril carrega a velha o carro e o carril."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Abril guarda o gado e vai onde tens de ir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Abril vai a velha onde tem de ir, a sua casa vem dormir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Agosto aguilhoa o preguiçoso e sê cuidadoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Agosto apanha macela, que livra da botica o uso dela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Agosto dá o sol pelo rosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Agosto deve o milho ferver o carolo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Agosto secam os montes, em Setembro as fontes e o Outubro seca tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Agosto secam os montes, em Setembro as fontes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Agosto, suor no rosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Agosto, toda a fruta tem gosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Agosto, toda a fruta tem seu gosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em amores, bolsa aberta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em ano chuvoso, o diligente é preguiçoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em ano de fome, não há ruim pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em ano geado há pão dobrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em boca fechada não entra mosca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em briga de irmãos não metas as mãos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em caminho francês, vende-se gato pela rês."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa cheia, depressa se faz a ceia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa de doente, o lugar não se aquente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa de ferreiro, espeto de pau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa de Gonçalo, mais pode a galinha que o galo."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Em casa de homem honrado, carne gorda, pão delgado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa de letrado, nunca faltam razões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa de mouro não fales algarvia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa de mulher rica, ela manda e ela grita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa de viúvo a limpeza deixa muito a desejar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa do Gonçalo mais manda a galinha que o galo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa do ti Gonçalo quem manda é a galinha, não é o galo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Em caso de necessidade, casa a freira com o frade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em cima do leite, nada lhe deite."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Dezembro treme o frio em cada membro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em dia de festa, barriga atesta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em dia de S. José, come-se, bebe-se e bate-se o pé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em dia de S. Lourenço, vai à vinha e enche o lenço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em dia de S. Tiago, vai à vinha e acharás bago."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em dia de Santa Luzia, cresce a noite e mingua o dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Fevereiro chuva, em Agosto uva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Fevereiro neve e frio, é de esperar ardor no estio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em França como francês, em Roma como romano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em frente da arca aberta, o justo peca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Janeiro sobe o outeiro, se vires verdejar, põe-te a chorar, se vires torrear põe-te a cantar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Janeiro, sete casacos e um sombreiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Janeiro, têm os dias um saltinho de carneiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Janeiro, um porco ao sol, outro no fumeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Janeiro, um salto de carneiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Julho abafadiço, fica a abelha no cortiço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Julho ceifo o trigo e o debulho, e em o vento soprando o vou limpando."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Julho reina o gorgulho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Julho, ao quinto dia verás que mês terás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Junho, ainda a velha esfrega o punho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Junho, foicinha no punho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em longa geração, há conde e há ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em louvor de Santa Marta quem o quiser que o parta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em lugar para dois, não cabem três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em má inclinação, não pode haver bom saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Maio, comem-se as cerejas ao borralho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Maio, come-se a cereja ao borralho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Março, chove cada dia um pedaço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Março, o sol rega e a chuva queima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Março, tanto durmo como faço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em matéria de ofender, antes réu que autor ser."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em mesa redonda não há cabeceira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em mouro morto, grande lançada. ."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em muralha cadente não se apoia o prudente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Outubro manda o boi para o palheiro e o barco para o muro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Outubro pega tudo e recolhe tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Outubro pega tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Outubro semeia e cria, terás alegria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Outubro, centeio ruivo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em política, o que parece é."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Em rio que tem piranha, jacaré nada de costas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Roma, sê romano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Setembro ardem montes e secam as fontes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Setembro, lavra, semeia e colhe que é mês para tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Setembro, ou secam as fontes ou alargam açudes e pontes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Setembro, planta, colhe e cava, que é mês para tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em Sevilha o fizeste, em Sevilha o pagaste."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em sua casa cada um é rei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em tardes de Março recolhe o teu gado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em tempo de figos, não há amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em tempo de guerra, não se limpam armas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em tempos de cuco, de manhã molhado, à tarde enxuto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em terra de cegos, quem tem um olho é rei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em terra de lobos, uiva-se com eles."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em terra de mouros, cristão é mouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em terra ruim, não se gaste boa semente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em tua casa não tens sardinha e na alheia pedes galinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Em velha gamela também se faz boa sopa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Embora Deus saiba trabalhar muito bem, quer que o ajudes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Emenda em ti o que te desagrada em mim."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ementes dura o pão da boda, nada falta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ementes dura, vida doçura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Empreitada quer-se vigiada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Encobrir o erro é errar outra vez."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Encomenda sem dinheiro, esquece no primeiro regueiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Encomendas sem dinheiro, ficam no cais de Aveiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Encostar a barriga ao balcão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enfermo paciente faz o médico cruel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Engana menino e papa-lhe o pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Engana-me no preço e não no que compro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Engorda o menino para crescer e o velho para morrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto chove, trabalha Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto disputam os cães, come o lobo a ovelha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto dura, vida é doçura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto fui nora, nunca tive boa sogra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto há dinheiro, há amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto há dívidas, não há herança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto há saúde, quedos estão os santos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto há vida, há esperança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto não acabes, não te gabes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto não alcances, não descanses."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto o cão se arranha, a lebre escapa-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto o médico estuda, o doente morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto o ouro luz, os amigos são de truz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto o pau vai e vem, folgam as costas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto se canta, não se assobia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto se descansa, vamos aqui rachar esta lenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enquanto se vai e vem, não está o caminho sem gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ensinar a Pai Nosso ao vigário."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ensinar é aprender duas vezes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ensinar o gato a apanhar ratos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Então que tal? Antes assim que mais mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entra o beber, sai o saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entra por um ouvido e sai pelo outro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entrada de leão, saída de carneiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre amigos honrados, cumprimentos são escusados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre dois irmãos, duas testemunhas e um notário."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre gato e fritura mete uma fechadura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre judeus, judeu como eles."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre marido e mulher não metas a colher."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Entre marido e mulher ninguém meta a colher."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre marido e mulher, cortesia se quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre mortos e feridos, alguém há-de escapar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre muitos, falar pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre o prometer e o dar, tua filha hás-de casar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre parentes e irmãos, ninguém meta as mãos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre ricos e pobres, não há parentesco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entre um e outro, o diabo que escolha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Entregar a carta a Garcia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Enxame de Maio, a quem o pedir, dai-o."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Era bom, mas acabou-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Errar é humano, perdoar é divino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Errar é humano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Errar é próprio do homem, perdoar é próprio de Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Errar é próprio do homem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Erros de filhos, culpas de mães."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Erros de médico, a terra os encobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Erva daninha depressa cresce."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "És esperto, mas não caças ratos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Escândalo aparta amor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Escorregar não é cair."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Escravo e besta muar se hão-de poupar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Escreve, antes que dês, e recebe, antes que escrevas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Escuta mil vezes e fala só uma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Esmolou S. Mateus; esmolou para os seus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Espada por espada, lança por lança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Espera do filho o que fizeste ao pai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Esperança no ganho diminui canseira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Espirro de bode é sinal de chuva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Está na cadeia, mas não foi por roubar nada a ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Estar a olhar para qualquer coisa como um boi para um palácio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Estar com o judeu no corpo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Estar com os pés para a cova."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Estar com um olho no burro, outro no cigano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Estar como o bêbado no meio da ponte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Estar como um boi a olhar para um palácio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Este conselho só: causa inveja, não causes dó."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Estômago vazio não tem ouvidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Estrada de mil léguas começa por uma passada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Estuda e saberás, guarda e terás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Excesso de justiça faz injustiça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Experiência que não dói pouco ou nada aproveita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==F==
* "Faca aguçada não se afia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho és, pai serás, conforme fizeres, assim acharás."<ref name="LDP" />
* "Faça-as quem as fizer, quem as paga é a minha mulher."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Folgar galinhas que o galo está em vindimas."<ref name="APR" />
* "Fala baixo que as paredes têm ouvidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fala com o coração, e até os surdos entenderão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fala pouco e bem, ter-te-ão por alguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fala pouco, diz a verdade, gasta pouco e não devas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Falai no mau e aprontai o pau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Falai no mau, aparelhai o pau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Falai no Mendes, aqui o tendes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Falar bem, não custa a ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Falar não enche barriga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Falar para com os seus botões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Falar sem cuidar é atirar sem apontar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Falar sem pensar, vem muitas vezes a talhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Falas-me a gaguejar, estás-me a enganar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Falso amor, umas vezes dá alegria outras dor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fama é melhor que dourada cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fama sem proveito dá dor de peito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Favas me fartam, favas me matam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz a teu filho teu herdeiro e não teu despen­seiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz bem jejuar, depois de jantar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz bem, não olhes a quem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz da noite, noite, e do dia, dia, e viverás com alegria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz mais quem quer do que quem pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz o mal, espera igual."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz o mal, espera outro tal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz o que deves fazer, suceda que suceder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz o que eu digo e não faças o que eu faço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz o que tens a fazer, e Deus fará o resto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz trabalhar a cabeça e dá feriados à língua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz tua seara onde catita a cigarra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazei bem ao demónio; tereis o inferno por recompensa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazenda alheia não faz herdeiros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazenda da Índia não luz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazenda herdada é menos estimada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer a festa e deitar os foguetes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer bem a velhaco é largar água em saco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer bem sem olhar a quem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer bem sem saber a quem seus perigos tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer das tripas coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer dele gato sapato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer e desmanchar, tudo é trabalhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer o dever e não temer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer ouvidos de mercador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer trinta por uma linha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer um pequeno gasto para obter um grande lucro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fazer uma tempestade num copo de água."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Faz-se caminho ao andar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fé de mulher é pena sobre água."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Febre outonal, ou longa ou mortal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Feita a lei, cuidada a malícia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Feliz ao jogo, infeliz aos amores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Feliz é quem por feliz se tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Feliz é quem só quer o que pode e só faz o que deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ferradela de licranço não tem cura nem descanso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ferreiro da maldição quando tem ferro não tem carvão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ferro que não se usa, gasta-o a ferrugem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Festa acabada, músicos em pé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fevereiro enganou a mãe ao soalheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fevereiro matou a mãe ao soalheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fevereiro quente, trás o diabo no ventre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fevereiro trocou dois dias por uma tigela de papas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fevereiro: primeiro jejuarás; segundo guardarás; terceiro irás para o S. Brás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fiambre e fiado sabem bem e fazem mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fia-te na Virgem e não corras e verás o tombo que levas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fia-te na Virgem e não corras, e verás o trambolhão que dás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ficar a ver navios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ficar tudo em águas de bacalhau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ficou como quem cevou e não matou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fidalgo sem renda e alforge sem merenda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fidalguia sem comedoria é gaita que não assobia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filha casada, não faltam casões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filha casada, pretendentes à porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filha má, dota-a e casa-a."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho aborrecido, não teve bom castigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho alheio come muito e chora feio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho bastardo, muito bom ou muito velhaco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho de burro um dia dá coice."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho de gato mata rato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho de peixe sabe nadar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho de viúva, mal criado ou mal acostumado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho és, pai serás, assim como fizeres, assim acharás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho és, pai serás, como fizeres assim acharás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho és, pai serás, conforme fizeres, assim acharás."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Filho sem dor, mãe sem amor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filho tardio fica órfão cedo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filhos criados, trabalhos dobrados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filhos e dinheiro nunca sobejam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filhos não tenho, netos me dão canseiras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Filhos quem os tem, que os mantenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fizeste o mal, pensa; fizeste o bem, esquece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Flor no peito, um burro perfeito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Foge da água choca e do cão mudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Foge das más companhias e serás de todos o espelho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Foge de contas com parentes e de dívidas com ausentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Foge do maldizente, como da serpente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Folgar galinhas que o galo está em vindimas."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Fora de horas urinar é sinal de enfermar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Formosa é de rosto a que é boa de seu corpo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Formosura de mulher não enriquece o homem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fraco é o padeiro que diz mal do seu pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Frade e mulher, duas garras do diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Frade que pede para Deus pede para dois."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "França e Roma não se fez num dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Francês não é de natura, se não quebra o que assegura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Frango de Janeiro canta à Meia-Noite em ponto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fraqueza não é vício, mas conduz ao precipício."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Frei modesto nunca faz prior."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Freio de oiro não melhora o cavalo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Frio a valer, trabalho para aquecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Frio de Julho, abrasa em S. Tiago."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fruto proibido é o mais apetecido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Frutos e amores, os primeiros são os melhores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fugir a boca para a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fugir caladinho com o rabo entre as pernas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fui a casa do meu vizinho, envergonhei-me, vim para casa, remediei-me."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Fumo, goteira e mulher faladora põem os homens pela porta fora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==G==
* "Gaba-te cesto que vais à feira e ficas sem fundo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Galinha que em casa ficaa, sempre pica."<ref name="APR" />
* "Gaba-te cesto, que logo vais à vindima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gato escaldado, de água fria tem medo."<ref name="LDP" />
* "Gado de bico não faz o dono rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gato escondido com o rabo de fora."<ref name="LDP" />
* "Gado de bico, nunca fez ninguém rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gira o disco e toca a mesma."<ref name="LDP" />
* "Gado fraco, tudo são moscas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Grão a grão enche a galinha o papo."<ref name="APR" />
* "Gaiola bonita não faz cantar o canário."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gaivotas em terra, tempestade no mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Galinha de campo não quer capoeira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Galinha gorda por pouco dinheiro, não há no poleiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Galinha pedrês que canta seu dono avanta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Galinha que canta quer galo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Galinha que em casa ficaa, sempre pica."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Galinha velha faz bom caldo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Galinhas de S. João, no natal ovos dão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Galinhas de S. João, pelo Natal poedeiras são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Galo pedrês não o vendas nem o dês."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Galo que fora de horas canta, faca na garganta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ganha boa fama e deita-te na cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ganha o que souberes e poupa o que puderes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ganhá-lo como um preto, gastá-lo como um fidalgo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ganhar muito dinheiro sem esforço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Garganta de aduladores, sepulcro aberto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gato com luvas nunca caçou ratos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gato escaldado, de água fria tem medo."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Gato escondido com o rabo de fora."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Gato miador não é bom caçador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gato miador, ruim caçador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gato prisioneiro torna-se leão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Geada na lama, neve na cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Generosidade é dar antes de ser solicitado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Generoso como ninguém é aquele que menos tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gente baixa só tem olho no interesse."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gente tola e touros: paredes altas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gira o disco e toca a mesma."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Gordura é formosura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gosto de ti que me entendes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gostos não se discutem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gota a gota, o tonel se esgota."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Governa a tua boca conforme a tua bolsa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Governa-te bem e governarás os outros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Gozar à grande e à francesa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Graças a Deus muitas, graças com Deus nenhumas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Grande aparato, pequeno recato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Grande cozinha, pequeno testamento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Grande nau, grande tormenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Grande palrador, grande mentiroso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Grandes caminhadas, grandes mentiras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Grandes peixes, pescam-se em grandes rios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Grão a grão enche a galinha o papo."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Grão a grão, enche a galinha o papo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Grilhões, nem de ouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda a ovelha, mesmo quando não vês o lobo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda em moço, acharás em velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda o melhor saio para Maio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda o que não presta e encontras o que é preciso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda o que não presta e terás o que precisas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda o teu dinheiro para o mau tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda pão para Maio e lenha para Abril."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda pão para Maio, lenha para Abril e o melhor tição para o S. João."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda que comer, não guardes que fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guardado está o bocado para quem o há-de comer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guardando a língua se guarda a concórdia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda-te do cão preso e do moço galego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda-te do homem que não fala e do cão que não ladra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda-te do moço grunhidor e do gato miador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guarda-te do tolo, se tens miolo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guerra avisada não mata soldados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guerra começada, só Deus sabe quando acabada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guerra de S. João, paz todo o ano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Guerra, peste e carestia andam sempre em companhia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==H==
* "Há casos que podem mais que as leis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há dias em que cair é uma sorte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há gostos para tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há limites para tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há mais aprendizes que mestres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há mais ingratos que sapatos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há mais marés que marinheiros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há mais quem nos queira mal que bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há mais quem suje a casa do que quem a varra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há males que vêm por bem e bens que por mal vêm."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há males que vêm por bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há mar e mar, há ir e voltar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há moiro na costa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há muitas maneiras de matar pulgas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há muitas Marias na terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há muito furto e engano à conta do cigano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há que dar tempo ao tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há sempre um ajudante à missa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há sempre um chinelo velho para um pé doente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há sempre um mau da fita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há sempre um sapato roto para um pé descalço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há sempre um testo para cada panela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Há sempre uma primeira vez para tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Hábito de frade e saia de mulher chega onde quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Haja fartura, que a fome ninguém a atura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Haja saúde e dinheiro para o vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Havendo fome, não há comida ensossa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Hoje a cantar, amanhã a chorar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Hoje chuva e amanhã vento, tudo muda num momento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Hoje louvado, amanhã desprezado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Hoje por mim, amanhã por ti."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Hoje qualquer gato pingado quer jogar golfe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Hoje vai tudo pelo portal fora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem ajuizado por todos é respeitado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem ambicioso não é preguiçoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem apaixonado não admite conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem atrevido, odre de bom vinho e vaso de vinho pouco duram."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem casado, ave na gaiola."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem casado, nem bom marido nem bom soldado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem de sábado, boi de segunda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem de sete ofícios, em todos é remendão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem em jejum, não ouve nenhum."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem embrutecido tem pouca educação e menos juízo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem mentiroso larga a honra a pouco preço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem morto, mau encontro; homem vivo, grande perigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem muito palavroso, muito mentiroso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem néscio dá, às vezes, bom conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem ocupado não cuida coisas más nem as faz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem palreiro faz o seu amigo mudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem peludo, ou forte ou amorudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem pequenino, embusteiro ou bailarino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem pequenino, ou velhaco ou dançarino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem pequenino, velhaco ou dançarino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem pequeno, fole de veneno."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem pequeno, saco de veneno."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem pobre com bem pouco se agasta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem prevenido é difícil ser cozido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem prevenido vale por dois."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem prudente vale mais que o valente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem que bate no peito, velhaco perfeito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem reina, mulher governa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem rico, com a fama casa seu filho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem ruivo e mulher barbuda, saúdam-se de longe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem valente e vinho velho duram pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Homem velho e mulher nova dão filhos até à cova."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Honra e proveito não cabem em saco estreito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Hora a hora, Deus melhora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Hóspede e pescada, aos três dias enfada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Hóspede raro, hóspede caro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==I==
* "Idade e experiência valem mais que adolescência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ir à lã e sair tosquiado."<ref name="LDP" />
* "Imita a formiga e viverás sem fadiga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Indo por caminho recto, de longe se faz perto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Infeliz daquele rato que tem apenas um buraco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ingratidão não se pode sofrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ingrato é o que não paga o que deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Inimigo batido ainda não é vencido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Inimigo dividido é meio vencido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Inimigo é amigo tardio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Inverno de Março e seca de Abril, deixam o lavrador a pedir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Inverno laborioso, Verão venturoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ir à guerra ou casar, não se deve aconselhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ir à lã e sair tosquiado."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Ir à lã e ser tosquiado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ir a Roma e não ver o Papa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ir dar um recado e ficar a fazer cera."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ir de vento em popa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ir desta para melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ir num pé e vir noutro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ir tudo por água abaixo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ira de irmãos, ira do diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Isso quer Martinho: sopas de vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==J==
* "Justiça tardiaaqui não éestá Justiçaquem falou."<ref name="LDP"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Já o mouro quer ser gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Já que Maomé não vai à montanha, vai a montanha a Maomé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Janeiro fora, mais uma hora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Janeiro frio e molhado, enche a tulha e farta o gado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Janeiro frio ou temperado, passa-o enroupado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Janeiro geadeiro, nem boa meda, nem bom palheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Janeiro greleiro, não enche celeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Janeiro molhado, se não cria pão, cria gado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Janeiro quente, traz o diabo no ventre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Janeiro, tem uma hora por inteiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Jantar sem vinho, escopeta sem pólvora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Jejua galego, que não há pão cozido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Jogarás, perderás, furtarás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Jogo e bebida, casa perdida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Jogo roubado não vai ao cabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Judeu e porco, algarvio e mouro, são quatro nações e oito canalhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Judeu morreu meu pai, judeu quero morrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Judeu pela mercadoria, frade, pela hipocrisia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Judeu, dona e homem de coroa jamais perdoa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Judeus em páscoas, mouros em bodas e cristãos em pleitos gastam os seus dinheiros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Juiz piedoso faz o povo cruel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Julga o ladrão que todos o são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Julga-se sempre o lobo maior do que ele é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Julho quente traz o diabo no ventre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Julho quente, seco e ventoso, trabalha sem repouso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Junho abafadiço, sai a abelha do cortiço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Junho calmoso, ano formoso, Junho chuvoso, ano perigoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Junho calmoso, ano formoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Junho floreiro, paraíso verdadeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Juntam-se as comadres, descobrem-se as verdades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Juntar-se a fome à vontade de comer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Juntar-se o útil ao agradável."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Junto à panela que ferve, não faltam amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Justiça tardia não é Justiça."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Juventude desordenada faz velhice atribulada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Juventude leviana faz velhice desolada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Juventude sem fazer nada, velhice necessitada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==K==
 
==L==
* "Lá me leve Deus, onde estão os meus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lá se vai tudo à vela para Castela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lá vão os pés, onde quer o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lá vem o Agosto, com os seus santos ao pescoço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ladrão endinheirado nunca morre enforcado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ladrão não rouba ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ladrão que não é apanhado passa por honrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ladrão que rouba ladrão, tem cem anos de perdão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lágrimas de herdeiros, risos secretos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lágrimas de mulher valem muito e custam pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lançar pérolas a porcos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Laranja: de manhã, ouro, à tarde, prata, à noite, mata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Laranjas em Janeiro, dão que fazer ao coveiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lavra pelo S. João e terás palha e pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lavrador, antes sem orelhas que sem ovelhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lé com cré e Maria com sua avó."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Leis sem penas, sinos sem badalos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Leitão de mês, cabrito de três, mulher de dezoito, homem de vinte e três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Leite e vinho fazem o velho menino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lembra aos rapazes o que ao diabo esquece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lembra-se mais o credor que o devedor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lembra-te do futuro e o futuro se lembrará de ti."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lembra-te sogra, que foste nora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lenha verde mal se acende, quem muito dorme pouco aprende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lenha verde mal se acende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Levar a sua cruz ao calvário."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Levar as mãos às fogueiras é a mãe das frieiras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Liga-se ao coice conforme o burro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Linda cara, meio dote."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Língua ajuizada é sempre moderada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Língua comprida, mão curta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Língua de mel, coração de fel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Língua do maldizente e ouvido do que o ouve são irmãos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Livra-te do homem que não fala e do cão que não ladra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Livra-te dos ares, que eu te livrarei dos males."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lobo na serra, ou matá-lo ou mantê-lo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lobo não come lobo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lobo velho não cai em armadilha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Logo que Outubro venha, procura a lenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Longas viagens, maiores mentiras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Longe da vista, longe do coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Louca é a ovelha que confia no lobo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Louco é quem quer o que não pode haver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Louvor em boca própria é vitupério."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Louvor humano é puro engano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lua à tardinha, com seu anel, dá chuva à noite a granel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lua com «circo» (círculo) traz água no bico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lua deitada, marinheiro de pé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lua Nova setembrina, sete luas domina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lua nova trovejada, trinta dias é molhada, e se for a de Setembro, até Março irá chovendo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lua nova trovejada, trinta dias é molhada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lua setembrina, para sete luados se inclina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Luar de Janeiro e amor o primeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lugar de dia perdido, nunca é preenchido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lugar ventoso, lugar sem repouso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Lume ao pé da estopa, vem o diabo e assopra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Luta a onda com o rochedo, quem o paga é o mexilhão." <sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==M==
* "Má é a árvore que só dá fruto a poder de trato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo."<ref name="LDP" />
* "Má galinha, mau ovo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale pedaço de pão com amor, que galinha com dor."<ref name="APR" />
* "Má vizinha à porta é pior que lagarta na horta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale tarde do que nunca."<ref name="LDP" />
* "Maçã podre apodrece um cento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um mau acordo, do que uma boa demanda."<ref name="LDP" />
* "Macaco velho não mete a mão em cumbuca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Meter o carro à frente dos bois."<ref name="LDP" />
* "Macaco velho não põe pé em galho seco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Madrasta e enteada sempre andam em ba­talha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Madrasta, o nome lhe basta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Madruga e verás, trabalha e terás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mãe uma vez, mãe para sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mãe, que é casar? Filha, é fiar, parir e chorar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio chuvoso faz o ano formoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio claro e ventoso faz o ano rendoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio come o trigo, Agosto bebe o vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio couveiro não é vinhateiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio coveiro não ó vinhateiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio frio, Junho quente, bom pão, vinho valente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio hortelão, muita palha, pouco pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio jardineiro, enche o celeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio me molhou, Maio me enxugou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio pardo centeio grado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio pardo e ventoso faz o ano formoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio pardo faz o pão grado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio pequenino, de flores enfeitadinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maio que não der trovoada não dá coisa estimada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maior fosse o dia, maior a romaria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais a quem tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais amor, menos confiança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais apaga a boa palavra que caldeira de água."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais barato é o comprado que o pedido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais caro é o dado que o comprado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais chora quem faz mal do quem faz bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais come um boi de uma lambida, que cem andorinhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais comem os olhos que a boca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais cura a dieta que a lanceta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais dano faz a língua que o braço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais dano fazem amigos néscios que inimigos descobertos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Mais depressa se apanha um mentiroso que um coxo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais faz diligência que dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais faz quem quer do que quem pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais fere a má palavra que a espada afiada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais homens se afogam no copo que no mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais lucra quem bem sabe calar do que quem bem sabe falar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais mata a gula que a espada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais perde em amizades quem mais teima nas verdades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais perto estão os dentes que os parentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais pode a amizade que a ousadia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais puxa moça que corda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais quero asno que me leve, a cavalo que me derrube."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais quero para os meus dentes que para os meus parentes." <sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais se sabe por experiência que por aprender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais se toma o pulso ao ter que ao saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais tem Deus para dar que o diabo para levar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale a boa fama do que se deitar numa boa cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale a saúde que o dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale astúcia que força."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale boa fama que dourada cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale boa palavra que ouro de boa lavra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale bom administrador que bom trabalhador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale bom conselho que fortuna."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale bom estômago que bom cozinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale bom folgar que mau trabalhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale bom vagar que má pressa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale bom vizinho que parentesco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale burro vivo que sábio morto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale cair em graça do que ser engraçado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale calar que mal falar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale cautela que arrependimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale comprar a rir que comer a chorar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale dar do que pedir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale deixar a maus que pedir a bons."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale deixar a ricos que pedir a pobres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale engenho que força."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale estragar sapatos que lençóis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale exemplo que doutrina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale experiência que ciência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale ficar solteiro que casar sem ter dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale ficar vermelho cinco minutos, que amarelo toda a vida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale filha mal casada que bem amancebada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale fome que fastio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale guardar que pedir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale inimigo sabedor do que amigo ignorante."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale ir que mandar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale jeito que força."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale ler um homem que dez livros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale má avença que boa sentença."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale magro no mato que gordo no papo do gato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale nada dizer, que dizer nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale o calar do mudo que o falar do mentiroso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale o exemplo que a doutrina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale o pouco honrado que o muito roubado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale pão hoje que galinha amanhã."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale pedaço de pão com amor, que galinha com dor."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Mais vale pedir que roubar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale perder um gracejo que um amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale perder um minuto na vida do que a vida num minuto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale pouco com Deus que muito sem Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale pouco e acertado que muito e errado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale pouco e bom que muito e mau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale pouco que nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale pouco, mas certo, que muito e incerto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale prevenir que remediar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale pronto recusar que falso prometer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale prudência que ciência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale quem Deus ajuda do que quem cedo madruga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale recusar com graça que dar com grosseria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale rico e com saúde do que pobre e doente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale ruim pai que bom padrasto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale sabedoria que força."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale sê-lo que parecê-lo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale ser desejado do que aborrecido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale ser rabo de pescada que cabeça de sardinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale só do que mal acompanhado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale só que mal acompanhado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale solteiro andar que mal casar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale suar que enfermar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale tarde do que nunca."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Mais vale tarde que nunca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale ter mau hálito que não ter hálito nenhum."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale toda a vida solteira que uma hora mal casada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um «toma» que dois «te darei»."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um bom amigo que parente ou primo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um bom trabalhador que um mau mandador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um cobarde vivo que um herói morto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um dia de amores que dez anos de latim."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um gosto do que seis vinténs na algibeira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um mau acordo que uma boa demanda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um mau acordo, do que uma boa demanda."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Mais vale um pão com Deus do que dois com o diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um pássaro na mão que dois a voar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um pé no travão que dois no caixão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um pé que duas muletas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um pedaço de pão com amor que galinha com dor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um que bem mande do que dois que bem façam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale um vizinho à mão do que longe o nosso irmão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale uma hora de sábio que a vida inteira de tolo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale uma mão inchada que uma enxada na mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale uma palavra antes que duas depois."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mais vale vergonha na cara que mágoa no coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal alheio não cura minha dor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal de amor não tem cura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal de muitos conforta a todos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal de muitos consolo é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal descoberto descobre a saúde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal desconhecido com seu dono morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal fechado, mal guardado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal finge quem quer bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal me querem as comadres por lhes dizer as verdades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal não fazer, e medo não ter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal não julga quem mal não cuida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal o haja quem mal de mim diz e quem mo vem trazer ó nariz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal pensa quem não repensa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal por mal, antes cadeia que hospital." <sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal por mal, antes justiça que misericórdia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal que não tem cura: a velhice e a loucura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal que se ignora, coração que não chora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal te aconselha quem do trabalho te afasta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal vai a Beira se antes dos Santos não mói a ribeira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal vai a casa onde a roca manga a espada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mal vai a Portugal se não há três cheias antes do Natal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Manda a santa religião, coçar onde há comichão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Manda e faz, servido serás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Manda quem pode, obedece quem deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mande bem, mande mal, mas mande um só."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Manhãs de Abril, boas de andar e doces de dormir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Manteiga em focinho de cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mão de mestre não suja ferramenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mãos a mais, trabalho a menos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mãos frias, coração quente, amor para sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mãos frias, coração quente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mãos generosas, mãos poderosas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mãos que não dais, porque esperais?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mãos quentes, coração frio, amor vadio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mar calmo não faz bom marinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Março chuvoso, S. João farinhoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Março marçagão, curas meadas, esteiras não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Março marçagão, de manhã cara de cão, ao meio-dia de rainha e à noite de fuinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Março marçagão, manhãs de inverno, tardes de verão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Março ventoso, Abril chuvoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Março virado de rabo, é pior que o diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Março, marçagão, de manhã Inverno, à tarde Verão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maria que do alto fia o fuso lhe cai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Maria que muito monda, nunca pode mondar bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Marido e mulher deveriam tratar-se como visitas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Más suspeitas destrom as verdades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mata a sede à terra e ela te matará à fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mau caminho leva o juiz, quando vai para a forca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mau é desejar sem trabalho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mau é o rico avarento, mas pior o pobre soberbo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mau é quem de todos descrê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mau é ter os olhos maiores que a barriga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mau pai, mau marido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mau pão, não o comas nem o dês a teu irmão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mau princípio, pior fim."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mau vinho, bom vinagre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Médico, cura-te a ti mesmo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Médicos de Valência, grandes fraldas, pouca ciência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Medo há Paio, pois reza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Medra o trigo debaixo da neve como o carneiro debaixo da pele."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Meia vida é a candeia e pão e vinho a outra meia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Meias, só para os pés."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mel novo, vinho velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mel, se o achaste, come o que baste."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Melão a peso, melancia a olho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Melão e casamento são coisas de acertamento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Melhor é alguma coisa que nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Melhor é chorar com os sábios que rir com os néscios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Melhor é pão duro que figo maduro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Melhor pobre e alegre que rico e melancólico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Melhor sabe descansar depois de muito trabalhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Menino amimalhado, mal dobrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Menino bolsador, menino engordador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Menino farto não é comedor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Menos se mentiria, se de mentir se pagasse sisa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mente bem quem de longe vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mente quem dá com a língua no dente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mentiras de caçadores, não as há melhores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Merece primeiro e pede depois."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Merenda comida, companhia desfeita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mês de Maio, mês das flores, mês de Maria, mês dos amores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mesa sem pão, mesa de galego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mesmo a casa de teu irmão, não vás cada serão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mestre manda, aprendiz faz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Metade do pagamento é o agradecimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Meter o carro à frente dos bois."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Meter o nariz onde não é chamado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Meu dito, meu feito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Meus filhos criados, meus males dobrados; meus filhos casados, meus males acrescentados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Migalhas também são pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mil amigos, pouco; um inimigo, de mais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Missa e pimento são fraco alimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Misturar alhos com bugalhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Moça com velho casada como velha se trata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Moça formosa, lençóis de veludo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Moça gabada, moça estragada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Moça que entristece, de amor adoece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Moças, chitas e fitas, não há feias nem bonitas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mocidade desprevenida, velhice arrependida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mocidade ociosa não faz velhice contente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mocidade ociosa, velhice vergonhosa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mordedura de cão cura-se com o pelo do mesmo cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Morra Marta, morra farta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Morra o homem, fique a fama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Morrer por morrer, morra o meu pai que é mais velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Morreu o bicho, acabou-se a peçonha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Morta minha filha, morto meu genro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Morte desejada não é mais chegada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Morte desejada, vida dobrada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Morte desejada, vida prolongada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Morto o afilhado, desfeito o compadrio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Moura mexida, moura perdida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mouro que não podes haver, forra-o, por tua alma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mudam os ventos, mudam-se os pensamentos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muita confiança, pouco respeito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muita parra, pouca uva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitas cabeças, muitos conselhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitas filhas em casa, tudo se abrasa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitas vezes a boca ri, enquanto o coração chora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitas vezes paga o justo pelo pecador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitas vezes sob um fato vil se encontra um coração gentil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito ameaça quem de medroso não passa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito amor, muito perdão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito atura quem precisa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito bem se canta na Sé, mas é quem é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito come o tolo, mas mais tolo é quem lho dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito custa a um pobre viver e a um rico morrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito dá quem dá o que pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito dar também dói."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito e mal é geral, muito e bem, há pouco quem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito esquece a quem não sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito falar, muito errar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito filho, mãe gulosa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito ganha quem não joga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito longe vai quem não sabe para onde vai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito padece quem ama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito pão tem Castela, mas quem o não tem lazerá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito pior que um inimigo é um falso amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito pode o galo no seu poleiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito pouco sabe quem muito se gaba de saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito prometer, sinal de pouco dar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito rezar e pouco pecar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito riso, pouco siso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito sabe a raposa, mas quem a apanha sabe mais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito saber leva a Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito se engana quem cuida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito se engana quem julga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito se gasta, que a metade basta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito tendes, muito vales; nada tendes, nada vales."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito trabalha um burro, nunca passa de burro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muito vale quem bem manda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitos amigos, em geral, e um, em especial."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitos conhecidos, poucos amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitos estudos fazem um sábio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitos poucos fazem muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitos poucos fazem um bastante."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitos são os chamados e poucos os aproveitados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitos são os chamados e poucos os escolhidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Muitos têm pouco, poucos têm muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher à vela, marido ao leme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher arrenegada é pior que víbora assanhada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher barbuda, de longe a saúda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher barbuda, ovelha cornuda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher beata, mulher velhaca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher boa, ave rara."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher bonita nunca é pobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de bigode quer mais do que o que pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de bom recado enche a casa até ao telhado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de buço, nem qualquer um lhe apalpa o pulso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de cego, para quem se enfeita?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de fidalgo, pouco dinheiro e grande trançado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de janela, diz de todos e todos dela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de muita igreja, Deus nos proteja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de nariz arrebitado é levada do diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de Padroso e vaca de Codeçoso não se dão em todo o Barroso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de pêlo na benta, nem o diabo a aguenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher de velho reluz como espelho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher doente, mulher para sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher e cão de caça procurai-os pela raça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher formosa, doida ou presunçosa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher honrada é a menos falada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher honrada não tem ouvidos nem olhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher honrada não tem ouvidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher janeleira, raramente encarreira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher janeleira, uvas na parreira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher não se enceleira: ou se casa ou vai ser freira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher que a dois ama, aos dois engana."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher que assobia, a sorte lhe desvia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher que assobia, seu homem comia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher que bem se arreia nunca é feia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher que do homem se fia no jurar, vinga-se no chorar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher que muito bebe, tarde paga o que deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher que não perde festa pouco presta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher que sabe latim, mula que faz him, arrenegá-las até ao fim."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher que sabe obedecer em casa reina a valer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher sabida é mulher perdida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher sardenta, mulher rabugenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher sem marido, barco sem leme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher sem vergonha, pior que peçonha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher séria não tem ouvidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher só faz tudo; duas fazem pouco e três nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher, carro e livro nunca se emprestam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher, cavalo e cão não se emprestam nem se dão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulher, vento e fortuna mudam como a Lua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulheres belas e pretensiosas, muitos espinhos e poucas rosas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulheres e sardinhas, querem-se pequeninas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Mulherzinha de janela diz de todos e diz dela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==N==
* "Na adversidade é que se prova a amizade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na primeira quem quer cai, na segunda cai quem quer."<ref name="LDP" />
* "Na água vês teu rosto, e no vinho, o coração dos outros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não basta ser, é preciso parecer."<ref name="LDP" />
* "Na boa cabeça nunca faltam chapéus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não cries galinha onde a raposa mora, nem acrediteis na mulher que chora."<ref name="APR" />
* "NãoNa existeboa crime, ondecompanhia não existe motivomelancolia."<ref name="LDP"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na boca do discreto, o público é secreto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há duas sem três."<ref name="LDP" />
* "Na boca do mentiroso, o certo faz-se duvidoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há fumo sem fogo."<ref name="LDP" />
* "Na boca do saco é que vai o governo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há galinha gorda de pouco dinheiro."<ref name="APR" />
* "Na cadeia e no hospital, todos temos um lugar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há regra sem excepção."<ref name="LDP" />
* "Na cama que farás, nela te deitarás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não queira o sapateiro ir para além do chinelo."<ref name="LDP" />
* "Na casa do vizinho, nunca há fastio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não ter onde cair morto."<ref name="LDP" />
* "Na casa onde há dinheiro, deve haver um só caixeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tudo o que parece é."<ref name="LDP" />
* "Na companhia de estranha gente, o silêncio é prudente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No meio está a virtude."<ref name="LDP" />
* "Na desconfiança está a segurança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na face e nos olhos se vê a letra do coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na felicidade, razão; na infelicidade, paciência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na hora da morte, não vale a pena tomar remédio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na Índia os mais vivem de esperança e o comum morre sem paga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na intenção está o valor da acção."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na juventude somos adultos e na velhice crianças."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na morte e na boda verás quem te honra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na necessidade se prova a amizade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na Primavera o som é tão agradável que não se dá pelo romper do dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na primeira quem quer cai, na segunda cai quem quer."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Na primeira quem quer cai, na segunda só cai quem quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na terra das promessas morre-se de fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na terra de cegos, quem tem um olho é rei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na terra onde fores viver, faz como vires fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na vida é melhor andar num pé só do que em dois de muletas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Na vida nem tudo são rosas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nada cura como o tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nada duvida quem nada sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nada é difícil para quem tem o gosto do trabalho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nada é mais fácil de fazer do que aconselhar e repreender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nada enfurece tanto o homem como a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nada fazer é fazer mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nada há de mais eloquente que uma bolsa bem quente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nada há mais certo na vida que a própria morte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nada há mais traiçoeiro que o adulador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nada se faz sem tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não acendas um fogo que não podes apagar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não acharás um avarento que não viva num tormento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não acordes o gato que dorme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não adianta chorar depois do leite derramado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não agites o que está tranquilo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não anda descalço quem semeia tojos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não andar lá muito católico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não ande descalço quem semeia espinhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não basta ser, é preciso parecer."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Não batas mais no ceguinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não bate a bota com a perdigota."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não cai o mosteiro por falta de um frade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não cantar vitória antes do tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não cavalgues em potro nem gabes tua mulher a outro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não compres a quem comprou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não compres malhada nem vinha desamparada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não consultes tua riqueza com quem está na pobreza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não contes com o amigo que se casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não contes com o ovo no cu da galinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não contes os pintos senão depois de nascidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não corre mais o que caminha, mas sim o que mais imagina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não cortes o que puderes desatar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não coso morto nem vivo, coso isto que está descosido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não coso vivo nem morto, coso aquilo que está roto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não cries galinha onde a raposa mora, nem acrediteis na mulher que chora."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Não cuspas para o ar que te cai na cara."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não cuspas para o ar que te pode cair no nariz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não dá o frade o que bem lhe sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não dá quem tem, senão quem quer bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não dar a mecha para o sebo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não dar o braço a torcer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não dar ponto sem nó."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não deitar foguetes antes da festa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não deites contas ao que não tens."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não deixes a vaca a guardar a erva do prado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não dês a ovelha a guardar ao lobo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não dês o dedo ao vilão, que te tomará a mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não dês pérolas a porcos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não desejes mal a ninguém, que o teu pelo caminho vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não digas mal da mulher por ser brava."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não digas o que sabes, sem saber o que dizes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não digas que é impossível se ainda não o tentaste."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não digas segredo ao teu amigo, porque ele outro tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não diz coisa com loisa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não dizer uma para a caixa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é amado quem só de si tem cuidado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é bom o mosto colhido em Agosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é brava a mulher que cabe em casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é com palha que se apaga o fogo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é com vinagre que se apanham moscas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é de agora o mal que não melhora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é má a mulher que faz o que deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é nada de assustar, é o fumo que faz chorar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é o bater das asas que faz a águia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é o hábito que faz o monge."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é o que se semeia que produz, é o que se esterca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é pobre o que tem pouco, mas o que muito cobiça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é por aí que o gato vai às filhós."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é por muito madrugar que amanhece mais cedo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é por ter grandes orelhas que o burro vai à feira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não é santo da minha devoção."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não esperes dos outros o que podes fazer sozinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não está mais aqui quem falou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não está morto quem esperneia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não estou com gente, Senhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não existe crime, onde não existe motivo."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não faças horta sem sombra nem casa ao pé do rio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não faças mal à conta de te vir bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não faças nada hoje que te envergonhe amanhã."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não faças nada sem consultar a almofada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não faças vinha em terra de senhorio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não falar ao mestre do que ele ensina mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não gastes cera com mau defunto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não guardes para amanhã o que podes fazer hoje."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há amigo nem irmão, não havendo dinheiro na mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há amor como o primeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há amor sem ciúme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há ano, afinal, que não tenha o seu Natal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há atalho para o êxito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há atalho sem trabalho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há ausentes sem culpas, nem presentes sem desculpas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há banquete, por mais rico, em que alguém não jante mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há bela sem senão, nem feia sem sua graça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há bem que sempre dure nem mal que se não acabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há bom caldo só com água."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há bom mosto, colhido em Agosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há botica sem receitas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há cárceres bonitos nem amores feios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há carne sem osso, nem fruta sem caroço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há casa boa, sem galo nem coroa (padre)."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há casamento pobre nem enterro rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há casamento pobre nem mortalha rica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há coisa escondida, que não venha a ser sabida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há coisa mais bonita que chegar à missa e topá-la dita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há coisa mais leal que o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há como a mulher para fazer do homem quanto quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há crime perfeito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há dois sem três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há domingo sem missa nem domingo sem preguiça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há domingo sem sol, nem noiva sem lençol."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há duas sem três."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Não há esperança sem temor nem amor sem receio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há fala mal dita, se não fora retraída."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há festa sem comer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há fome que não traga fortuna."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há fome sem fartura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há fumo sem fogo."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Não há galinha gorda de pouco dinheiro."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Não há galinha gorda por pouco dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há glória sem inveja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há gosto sem desgosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há honra sem trabalho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há légua pequena nem quartilho grande."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há lenha como o azinho, nem carne como o toucinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há louco sem acerto nem sábio sem loucura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há luar como o de Janeiro nem amor como o primeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há luar como o de Janeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há madeira sem nós."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há Maio sem favas nem S. Miguel sem vindimas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há maior amigo que Julho com seu trigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há maior feitiço que o bom serviço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há maior prova de delito que o papel escrito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há mais amigo que Deus e dinheiro na algibeira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há mão que agarre o tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há melhor adaíl para desmandados que os mesmos mouros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há melhor espelho que amigo velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há melhor experiência que a tomada em cabeça alheia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há melhor juiz que o tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há melhor molho que o apetite."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há melhor parente que amigo fiel e prudente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há melhor rapaz, que o que manda e faz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há mês mais irritado que Abril zangado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há mês que não volte outra vez."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há moço doente nem velho são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há montanha sem nevoeiro nem mérito sem calúnia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há morte sem pranto, nem casamento sem canto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há mortório sem pranto nem casório sem canto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há mulher formosa, no dia da boda, senão a noiva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há nada como a fome para dar sabor ao pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há nada como aprendermos à nossa custa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há ninguém que não se engane."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há onde o filho fique bem como no colo da mãe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há pecado sem perdão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há pedaço de pão que sacie a ambição."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há pequeno inimigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há pior cego que aquele que não quer ver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há pior despeito que o do pobre orgulhoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há pior gente de tratar do que a de pouco saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há pior zombaria que a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há pobre sábio nem rico tolo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há pobreza maior que dever."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há pomba branca sem mancha preta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há prazer onde não há comer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há prazer sem amargura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há proveito sem custo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há que fiar em Deus, no tempo de Inverno."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há quinze anos feios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há regra sem excepção."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Não há rosa sem espinhos nem amor sem ciúmes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há rosa sem espinhos nem formosa sem senso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há rosa sem espinhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há rosas sem espinhos nem peixe sem espinhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há Sábado sem sol, nem Domingo sem missa, nem Segunda sem preguiça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há sábio nem douto que de louco não tenha um pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há tolo que não tenha sua esperteza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há trigo sem joio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não há ventos favoráveis para quem não sabe para onde ir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não hajas dó de quem tem muita roupa e faz má cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não julgues ninguém, nem para mal nem para bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não julgues para não seres julgado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não me dês que fazer, dá-me que comer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não me enganas dormitando, também costumo dormir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não meças todos pela mesma bitola."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não metas a foice em seara alheia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não metas dinheiro em saco sem veres se tem buraco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não metas em tua casa quem dela te tire."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não metas o nariz onde não és chamado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não ocupa mais pés de terra o Papa que o sacristão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não ofende quem quer, mas quem pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não peças a quem pediu nem sirvas a quem serviu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não pede louvor quem o merece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não perde um sem outro ganhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não perdes pela demora!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não perguntes ao taberneiro se o seu vinho é bom."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não ponhas todos os ovos debaixo da mesma galinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não ponhas todos os ovos dentro do mesmo cesto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não provam bem as senhoras que se metem a doutoras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não proves amigo em coisa de interesse."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não queira o sapateiro ir para além do chinelo."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Não queremos que ninguém morra, queremos que a nossa vida corra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não receia dar brado quem tem a lei pelo seu lado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não responder, já é resposta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não rias do teu vizinho, se de ti ri o vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não sabe governar quem a todos quer contentar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não sabe mandar quem não sabe obedecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não sabe mandar quem nunca soube obedecer nem trabalhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não saber da missa a metade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não saber é mau, não querer saber é pior."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não são as formosas para os formosos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se afoga no mar o que lá não entrar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se afoga no mar quem por lá não andar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se atiram pedras senão às árvores que têm fruto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se caça a boa moça na praça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se caçam lebres tocando tambor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se canta bem se do coração não vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se deve bater na mulher nem com uma flor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se deve brincar com coisas sérias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se deve casar mulher sem servir um amo, nem homem sem servir o rei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se deve despir um santo para vestir outro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se deve falar em corda em casa de enforcado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se deve festejar o santo antes do seu dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se deve meter foice em ceara alheia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se fala de corda em casa de enforcado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se fazem omeletas sem ovos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se fez Roma e Pavia num dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se gaste vela em mau defunto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se guarde verdade ao mentiroso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se lastima o que bem termina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se lembra a sogra que já foi nora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pescam trutas com bragas enxutas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pode agradar a Deus e ao Diabo, ao mesmo tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pode agradar a gregos e a troianos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pode beber e assobiar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pode cavar ao mesmo tempo na vinha e no bacelo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pode fazer omelete sem ovos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pode remar contra a maré."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pode ser burro em tempo de moscas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pode ter sol na eira e chuva no nabal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pode tocar o sino e ir na procissão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se pode viver sem amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se rasgue um lençol para remendar outro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não se ria o roto do esfarrapado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não sei que faça, se beba o vinho, se parta a cabaça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não serás bem amado, se só contigo tens cuidado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não subas tu, sapateiro, acima da chinela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não sujes a água que hás-de beber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não te abaixes por pobreza, nem te levantes por riqueza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não te dê Deus mais mal que muitos filhos e pouco pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não te fies em cantigas nem fales de raparigas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não te fies em céu estrelado, nem em amigo reconciliado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não te fies em mulher que não fala e cão que não ladra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não te fies em quem uma vez te enganou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não te metas a comprar o que não possas pagar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não tem seguro o seu estado rei desarmado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não ter eira nem beira, nem raminho na figueira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não ter onde cair morto."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Não ter papas na língua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não ter ponta por onde se lhe pegue."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não tira bom resultado, quem vai aonde não é chamado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não trocar o certo pelo duvidoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não vá o Diabo tecê-las."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não vale um chavo galego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não valem leis sem costumes; valem costumes sem leis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Não vendas a pele do urso antes de o matar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nariz de cão e cu de gente não se quer quente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nariz de cão e cu de gente, nunca está quente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nas costas de uns vêem-se as dos outros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nas costas dos outros vemos as nossas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nas lágrimas de um herdeiro, é bem maluco quem nelas acredita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nas mulheres, acaba a amizade onde começa a rivalidade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nas mulheres, pelejam mais as línguas que os braços."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nas ocasiões é que se conhecem os amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nasce erva em Março, ainda que lhe dêem com um maço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Natal ao lar, Páscoa a assoalhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Naus da Índia, Deus as leva, Deus as traz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Negócio bem começado está meio acabado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem a camisa seja ciente do que a tua alma sente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem amigo reconciliado, nem duas vezes guisado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem aquece, nem arrefece!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem cão negro, nem moço galego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem com cada mal ao médico, nem com cada dúvida ao letrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem com toda a sede ao pote, nem com toda a fome à arca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem come nem deixa comer!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem comer sem vinho beber, nem assinar antes de ler."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem contes com parentes, nem dividas com ausentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem erva no trigo, nem suspeita no amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem Inverno sem capa nem Verão sem cabaça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem mula manca há-de sarar nem mulher má se há-de emendar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem mulher casada nem vinha vindimada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem no Inverno sem capa nem no Verão sem cabaça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem o pai morre, nem a gente almoça!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem o rei nem o papa à morte escapa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem oito nem oitenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem pão quente nem vinho que salte ao dente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem por casa nem por vinho cases com mulher mesquinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem por muito madrugar amanhece mais cedo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem sempre aquele que dança é quem paga a música."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem sempre foge quem volta as costas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem sempre galinha, nem sempre sardinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem sempre o forno faz rosquilhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem sempre o que parece é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem sempre os fins justificam os meios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem só de pão vive o homem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem só quem é rico vive."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tanto ao mar nem tanto à terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tanto nem tão pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tão formosa que mate, nem tão feia que espante."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem todas as lágrimas vêm do coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem todas as verdades se dizem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem todos os que usam o cavalo são cavaleiros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem todos os que vão à guerra são soldados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem todos os que vão ao estudo são letrados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem todos podem ser ricos, mas todos podem ser honestos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tudo o que luz é oiro, nem tudo o que alveja é prata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tudo o que luz é oiro, nem tudo o que brilha é prata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tudo o que luz é oiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tudo o que parece é."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Nem tudo o que reluz é ouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tudo o que se conta é dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tudo o que vem à rede é peixe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem tugiu, nem mugiu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem um dedo faz a mão, nem uma andorinha faz o Verão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem vilão por amigo, nem avaro por vizinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nem vinha em baixa nem trigo em cascalho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nenhuma fechadura resiste, se a chave é de oiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Néscio é quem cuida que os outros são burros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nesta vida caduca, quem não trabalha não manduca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Neste mês só se faz uma vez, pró outro, duas ou três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Neste mundo cansado, não há bem completo nem mal acabado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Neve em Fevereiro, presságio de mau celeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Névoas de Agosto, nem bom nabo, nem bom magusto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nevoeiro de mais de três dias, durará oito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nevoeiro de S. Pedro, põe o vinho a medo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nevoeiro de São Pedro põe em Julho o vinho a medo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém aponte faltas com o dedo sujo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém corta a mão porque lhe dói um dedo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém cria fama deitado na cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém deve mandar, se não aprendeu a obedecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém diga: «desta água não beberei...»."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém é bom juiz em causa própria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém é menos conhecido que cada um de si mesmo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém é obrigado a fazer o que não pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém é pobre senão de juízo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém é profeta em sua terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém é tão alto que possa tocar o céu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém empobrece por ter dado muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém está bem com a vida que tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém está contente com a sua sorte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém está tão mal que não possa estar pior."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém faz mal que o não pague."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém fica para semente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém foge ao seu destino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém gosta de estar preso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém larga sem dor o que possui com amor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém melhor ajuda o pobre, que o pobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém nasce com as calças abotoadas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém nasce ensinado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém perde o que não tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém pode ser julgado duas vezes pelo mesmo erro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém quer do indigente ser primo nem parente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém quer ser velho nem morrer novo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém sabe ser filho, senão quando chega a pai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém se embebeda com vinho da sua adega."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém se envergonhe de perguntar o que não sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém se meta no que não sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém se meta onde não é chamado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ninguém será bom senhor se não for bom servidor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No amor, quem foge é vencedor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No andar e no beber, conhecerás a mulher."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No baptismo de ciganos: eu te baptizo neste regueiro para que tenhas olho vivo e pé ligeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No bom pano cai a nódoa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No boticário está a chave do médico e no escrivão a do feito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No Carnaval ninguém leva a mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No casamento de ciganos: chapéus ao ar, toca a bailar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dar e no tomar, cuidado no enganar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dia de S. Martinho fura o teu pipinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dia de S. Martinho vai à adega e prova o vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dia de S. Martinho, assa as castanhas e molha-as com vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dia de S. Martinho, encerra o porquinho, souta o soutinho e prova o teu vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dia de S. Martinho, fura-se o pipinho, mas quem for honrado já o deve ter furado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dia de S. Tiago pinta o bago."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dia de Santo André diz o porco «quié», «quié»."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dia de Santo André, vai à esquina e traz o porco pelo pé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No dia em que te casas, ou te matas ou te curas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No Entrudo, vale tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No jogo se perde o amigo e se ganha o inimigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No lar onde não há crença, aparece a desavença."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No meio é que está a virtude."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No meio está a virtude."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "No melhor pano cai a nódoa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No Outono o sol tem sono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No pó semeia que Setembro to pagará."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No poupar é que está o ganho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No quartel de Abrantes, tudo como dantes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No que podes fazer só, não esperes por outro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No que tiveres de pagar, não te faças demorar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No quente é que se cura a gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No riso é o doido conhecido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No S. João a sardinha pinga no pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No S. Martinho bebe o vinho e deixa a água para o moinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No S. Tiago, pinta o bago."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No São Martinho vai à adega e prova o vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No tempo das perdizes, tanto mentes como dizes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No tempo do cuco, tanto está molhado como enxuto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No vender e no comprar não há amigo nem compadre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "No vinho está a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nobres são aqueles que fazem coisas nobres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Noites alegres, manhãs tristes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Noivado prolongado acaba desmanchado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nos olhos se vê quem tem lombrigas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nossa Senhora de Março, traz o cestinho no braço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Notícia ruim corre depressa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Novembro à porta, geada na Horta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Novo rei, nova lei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Novos tempos, novos costumes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Num lado se põe o ramo e noutro se bebe o vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Numa porta se põe o ramo e noutra se vende o vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca a inveja medrou, nem quem ó pé dela morou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca ao bêbado faltou vinho nem à fiandeira linho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca contes o teu segredo a ninguém, uma amiga tem amiga outra amiga amiga tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca de bom mouro bom cristão, nem de bom cristão bom mouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca deixes a certeza pela esperança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca Deus fecha uma porta que não abra outra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca digas o que fazes sem saber o que dizes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca digas, desta água não beberei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca é demasiado tarde para um bom arrependimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca é tarde para amar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca é tarde para aprender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca é tarde para começar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca é tarde para o bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca esperes que teu amigo faça o que tu puderes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca falta rei que nos governe nem papa que nos excomungue."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca falta testo para uma panela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca falta um chinelo velho para um pé manco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca falta um paspalhão para uma paspalhona."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca fiar de quem uma vez te enganar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca fiques a dever a quem te serviu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca foi bom amigo quem por pouco quebra a amizade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca ninguém ficou pobre por dar esmola."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca peças a quem pediu nem sirvas a quem serviu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca queiras do teu amigo mais do que ele quiser contigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca se é tão bem servido que por si mesmo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Nunca se perde o bem fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O abade onde canta, aí janta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O adulador tem na boca mel e no coração fel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O alheio chora por seu dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amigo conhece-se na hora da angústia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amigo que fala verdade é espelho são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor ajuda os atrevidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor das mulheres e a rosa passam com o bom tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor de Carnaval morre na Quaresma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor de mãe é cego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor e a fé, nas obras se vê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor é cego, mas vê muito ao longe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor é cego, mas vê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor é cego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor é como a Lua; quando não cresce mingua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor é forte como a morte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor e o menino começam brincando e acabam chorando."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor faz muito e o dinheiro tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor faz passar o tempo, e o tempo faz passar o amor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor não escolhe idades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor pode muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor, a tosse e a fome não se podem esconder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O amor, no velho, traz culpa, e no mancebo, fruto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O aroma do guisado não enche o estômago."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O arrependimento lava a culpa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O arroz, o peixe e o pepino nasceram na água e morreram no vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O asno aguenta a carga, mas não a sobrecarga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O avarento e a vista são insaciáveis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O avarento é sempre pobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O avarento jamais será rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O avarento não tem e o pródigo não terá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O avarento onde tem o tesouro tem o entendimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O avarento por um real perde um cento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O avarento rico não tem parente nem amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bacalhau quer alho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O barato sai caro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O barulho não faz bem e o bem não faz barulho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bem guisado abre a vontade de comer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bem que se faz nunca foi perdido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bem que se faz por temor não tem duração nem valor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bem só é conhecido depois de perdido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bem soa e o mal voa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O boi e o homem puxam do que comem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom amigo é o parente mais próximo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom cão não ladra em falso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom e o bem nunca enfadam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom filho à casa torna."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom fruto vem de boa semente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom ganhar faz o bom gastar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom gosto não se ensina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom mestre faz o bom discípulo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom modo e o bom falar, a todos agrada, sem nada custar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom mosto sai ao rosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom não quer mal ao mau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom pai ame-se, e o mau sofra-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom passadio faz o homem sadio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom patrão conhece-se no amo e no cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom por si se gaba."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom senso é o travão dos sonhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom vinho alegra o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom vinho arruina a bolsa e o mau o estômago."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom vinho faz bom sangue."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom vinho não precisa de aviso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom vinho por si fala."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom vinho traz a venda consigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bom vinho traz consigo a ventura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O bosque fornece o cabo ao machado que o abaterá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O braço quer peito e a perna quer leito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O brasileiro é caloteiro, ou então é ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O burro carrega o vinho e bebe água."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O burro é sempre burro, mesmo com uma albarda de seda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O burro nem por grandes orelhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O burro, onde caiu uma vez, não volta a cair."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O cabritinho manso mama a sua e a alheia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O calado é o melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O caldo dá-se às pobres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O caldo quer-se ao gosto do doente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O caminho mais curto nem sempre é o mais a direito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O campo da preguiça está cheio de urtigas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O cão é o melhor amigo do homem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O cão e o menino vão para onde lhe fazem o miminho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O cão e o menino vão para quem lhes faz carinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O cão fareja, o lobo rasteja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O cão velho quando ladra dá conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O carácter verdadeiro não se avilta por dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O caro é barato e o barato sai caro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O casamento e a mortalha no céu se talha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O casamento é bom de fazer, mas quem o há-de manter muito há-de saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O casamento pesa muito e descansa pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O castigo tarda, mas não falta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O charuto e a mulher estão no aceitar e no escolher."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O ciúme é irmão do amor, como o demónio é irmão dos anjos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O ciúme infindo às vezes acorda quem está dormindo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O ciúme nasceu cego e morreu surdo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O comer e o coçar vão do começar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O comer e o ranhar todo o mal é começar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O competente não aquece o lugar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O conselheiro não é quem paga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O conselho dos sábios é a providência dos povos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O coração é uma criança, deseja tudo o que vê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O coração tem razões que a própria razão desconhece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O corno é sempre o último a saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O costume faz lei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O crime compensa."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "O crime não compensa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O criminoso volta sempre ao local do crime."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O de baixo é meu o de cima é do judeu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O demasiado rompe o saco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O demónio ensina a roubar, mas não a esconder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O demónio, onde não puder meter a cabeça, põe a cauda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O demónio, quando for velho, faz-se eremita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dente morde na língua, e todavia convivem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O descuido é a morte do artista."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O destino a Deus pertence."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dever acima de tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dia da graça é o da véspera da ingratidão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O diabo deu um tiro com uma tranca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O diabo é tendeiro, ou tece-as, ou não tem sono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Diabo faz com uma mão e desfaz com a outra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Diabo não é tão feio como o pintam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Diabo não tem sono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Diabo nem sempre está atrás da porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Diabo sabe muito, porque é velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Diabo tece-as."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Diabo tenta o homem, e o ocioso, o Diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Diabo, depois de velho, fez-se ermitão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro abre todas as portas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro cala a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro chega devagar e parte a galope."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro compra pão, mas não compra gratidão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro é a medida de todas as coisas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro é a mola real."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro é bom companheiro, mas mau conselheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro é bom de gastar e mau de ganhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro é bom servidor, mas mau senhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro é um diabo, mas sem dinheiro são dois."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro fala todas as línguas ."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro fez-se para gastar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro não compra a felicidade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro não consente faltas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro não fala."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "O dinheiro não mata a fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro não traz felicidade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Direito é uma ciência de rigor."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "O dono do boi é quem pega no chifre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dormir é meio sustento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O egoísta é o próximo de si próprio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O elogio mais bem merecido é o do nosso inimigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O escaravelho a seus filhos chama grãos de oiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O escorregar da língua é pior que o do pé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O esperto só acredita em metade, e o génio sabe em que metade deve acreditar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O estudo torna o homem douto, mas não sábio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O faminto não morre de fastio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O farto de jejum não tem cuidado algum."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O fim de contas, tudo são pontas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O fim justifica os meios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O fogo e a água são maus amos e bons criados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O fogo no coração atira o fumo para a cabeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O forno é a casa dos pobres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O fraco ofendido atraiçoa e o forte perdoa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O freio do bom é o amor, e do mau, o temor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O fruto proibido é o mais apetecido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O fumo vai prós bonitos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O futuro a Deus pertence."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "O gato não te acaricia mas acaricia-se a si."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O grande ladrão começa por uma agulha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O grão em Março, nem na terra nem no saco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O hábito alivia a fadiga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O hábito é uma segunda natureza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O hábito elegante cobre 55 vezes um tratante."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O hábito faz lei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O hábito não faz o monge."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O homem castiga a acção e Deus a intenção."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O homem de sete ofícios nem por isso chega a rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O homem é fogo, a mulher estopa, vem o diabo e assopra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O homem é fogo, a mulher estopa, vem o Diabo e sopra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O homem faz a casa, a mulher torna-a bela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O homem faz o vinho; o vinho refaz o homem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O homem põe e Deus dispõe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O homem prudente vale mais que o valente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O homem que não tem um sorriso, não deve abrir uma loja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O inferno está cheio de boas intenções."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O invejoso é mau e manhoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O João mete o burro ao tojal, em sendo horas, casa com ele."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O juiz deve ter dois ouvidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O lavrador conhece-se no boi e no cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O livro maior é o dos porquês."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O lobo em Janeiro prefere o pior cão, ao melhor carneiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O lobo perde os dentes mas não o costume."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O lobo sonha com ovelhas e a raposa com galinhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O lume ao pé da estopa e o diabo lhe assopra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O macaco é lindo aos olhos de sua mãe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mais mal é de quem vai, porque quem cá fica se não come depenica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mal do olho coça-se com o cotovelo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mal e o bem à cara vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mal e o bem à face vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mal feito à noite, de dia aparece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mal não se deve vencer com o mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mal que da tua boca sai, no teu peito cai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mal que não tem cura é a loucura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mal vem às braçadas e sai às polegadas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mar ensina a rezar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mar que é mar nem sempre está cheio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O marido sem afecto é como uma casa sem tecto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mau costume melhor se corrige hoje que amanhã."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mau crê nas maldades e o bom, nas virtudes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mau, por todo o preço, é caro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O médico cura, mas é a natureza que restabelece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O médico deve ser prudente, o enfermo paciente e o criado diligente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O medo da guerra é a maior garantia da paz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O medo do mal provoca o mal do medo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O medo é o pai da crença."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O medo guarda a vinha que nem o vinhateiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O medo mete a lebre a caminho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O medroso até da sombra tem medo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mel é doce, mas a abelha pica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mel é pouco e os lambedores muitos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O melhor amigo é o dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O melhor bocado é o do fim."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O melhor bocado é o furtado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O melhor caldo é o da matança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O melhor espelho é amigo velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O melhor médico é o que se procura e se não encontra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O melhor meio de ganhar é poupar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O melhor tição pró mês de S. João."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O melhor travesseiro é uma consciência tranquila."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O menino e o escaravelho à sua mãe parecem de oiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mentir exige memória."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mentir não paga sisa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mês de Agosto será gaiteiro se for bonito o 12 de Janeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O milagre é acreditar nele."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mocho não entra no ninho da calandra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O moço dormindo sara e o velho acaba."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O muito puxar desata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mulato sempre parece asno, quer na cabeça quer no rabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mundo anda todo às avessas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mundo é como uma cebola que se descasca a chorar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mundo é de quem tem paciência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mundo é um palco e nós somos os actores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O mundo é uma bola e quem anda nele é que se amola."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O necessário deleita, o desnecessário atormenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O néscio calado por sábio é contado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O número das ovelhas não mete medo ao lobo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O ócio é o mais económico dos vícios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O olho do dono engorda o cavalo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O olho do dono faz mais que as duas mãos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O operário incapaz culpa o instrumento defeituoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O óptimo é inimigo do bom."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O ouro abre as portas da terra e a virtude as do céu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O outro mundo é de quem o ganha e este de quem o apanha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O padre ganha-o a cantar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pagar e o morrer, o mais tarde que puder ser."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O palavreado não faz farinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pão do pobre cai sempre com a manteiga para baixo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pão levanta e o vinho derruba."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pão pela cor, o vinho pelo sabor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O parvo, se é calado, por sábio é reputado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ó patego, olha o balão! ."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O patrão indulgente torna o servo negligente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pavão, quanto mais levanta a cauda, mais se lhe vê o rabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O peixe deve nadar três vezes: na água, no molho e no vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O peixe que se escapa do anzol é sempre enorme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pensar é livre, mas o falar exige prudência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ó pernas, para que vos quero!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pescador apressado perde o pescado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O peso dos anos é o maior peso que o homem pode carregar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pior cego é o que não quer ver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pior marido é o enfastiado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pobre não tem lazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pobre pode ir sem esmola, mas não vai sem resposta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pobre preguiçoso murmura do rico laborioso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O polegar não se pode alegrar, quando o indicador sofre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O porco sonha com bolotas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pote tanto vai à bica, que um dia lá fica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pouco basta e o muito se gasta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O pouco com Deus é muito, o muito sem Deus é nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O precisar ensina a rezar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O preguiçoso, para não dar um passo, dá oito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O preto no branco fala como gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O primeiro milho é dos pitos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O primeiro milho é para os pardais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O primeiro passo é que custa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O prometido é devido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O prudente tudo há-de provar, antes de armas tomar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que a loba faz, ao lobo apraz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que a mão direita faz, a esquerda desconhece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que a mulher quer, Deus o quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que à noite se faz, de manhã aparece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que a uns cura, a outros mata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que Abril deixa nado, Maio deixa-o espigado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que abusa do poder tarde ou cedo o perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que arde cura e o que aperta segura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que arma a esparrela muitas vezes cai nela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que come minha vizinha, não aproveita tripas minha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que começa bem está meio feito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que Deus não dá, não o dão os amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é barato sai caro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é bom depressa acaba."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é bom é para se ver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é bom por si se vende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é de mais aborrece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é de mais é erro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é de mais é moléstia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é do homem o bicho não come."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é doce nunca amargou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é duro de passar é bom de lembrar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é meu é meu e o que é teu é nosso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é nosso à nossa mão vem ter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que é vivo sempre aparece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que escapa ao sacho lá vai ter à enxada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que está escrito faz lei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que está mais perto do castiçal é o que vê menos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que existe sempre aparece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que faz bem ao fígado faz mal ao baço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que faz falta é animar a malta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que for teu às tuas mãos vem ter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que lá vai, lá vai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que mais custa, melhor sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que mais dá mais amigo é do Santo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que muito vale muito custa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não custa não lustra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não duvida nada sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não é agradecido, não é bem nascido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não é visto não é lembrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não há , remediado está."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não há se escusa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não mata engorda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não ouve senão um som, não sabe mais que um tom."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não se faz de uma vez, faz-se em duas ou três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não se faz no dia de Santa Luzia, faz-se no outro dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não tem remédio, remediado está."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "O que não veio, há-de vir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que nasce torto, tarde ou nunca se endireita."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "O que o berço dá a tumba leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que o Diabo dá, o Diabo o leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que o Diabo não pode consegue-o a mulher."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que o jogo dá, o jogo leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que o marido proíbe, a mulher o quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que os olhos não vêm o coração não sente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que ouvires dos outros, escuta de ti."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que passou, passou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que sabe recear, sabe ponderar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que se aprende no berço dura até à sepultura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que se dá ao rato, dá-se ao gato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que se há-de dar ao rato dá-se ao gato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que se há-de fazer ao tarde faça-se ao cedo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que se há-de pedir aos santos peça-se a Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que se não faz no dia da romaria, faz-se no outro dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que se não fizer no dia de Santa Maria, faz-se para outro dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que se ouve no lar, diz-se ao luar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que se pede não se alcança de graça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que se usa não se escusa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que tem a ver o cu com as calças?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que tem de ser nosso às nossas mãos nos vem ter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que tem de ser tem muita força."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O rabo do cabrito é o mais ruim de esfolar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O rabo é o mais difícil de esfolar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O rabo é o pior de esfolar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O regueiro vai ter ao rio, o rio vai ter ao mar, quem nasce para pobre, não vale o trabalhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O rei dos dentes é o alho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O rei nasce e o homem faz-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O respeito não se ganha, conquista-se."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "O rico come e o pobre alimenta-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O rico nunca sabe quem é seu amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O rio corre para o mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O rio quando ruge é porque leva água."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O S. Tiaguinho traz sempre o cabacinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O saber esperar é uma virtude."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O saber não está todo numa só cabeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O saber não ocupa lugar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O saber não pesa na cabeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O sábio aponta para a lua; o tolo olho para o dedo."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "O sábio não afirma nada que não prove."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O sábio sabe que não sabe e o néscio cuida que sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O sábio só deve ter a si por guardião do seu segredo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O saco do genro nunca está cheio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O sal é o lanche dos padres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O são ao doente, em regra mente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O segredo é a alma do negócio."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "O seguro morreu de velho e o desconfiado ainda está vivo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O seguro morreu de velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O serviço bem feito, bem parece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O seu a seu dono."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "O seu a seu tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O silêncio é de ouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O sofrimento é um bom mestre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Sol quando nasce é para todos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O temor do Senhor é o princípio da sabedoria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O temor sempre suspeita o pior."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O tempo a tudo dá remédio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O tempo dá o remédio, onde me falta o conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O tempo e a ocasião mostram o que se deve fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O tempo é dinheiro, o resto é conversa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O tempo é dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O tempo é um grande médico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O tempo rói o ferro, quanto mais o amor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O tempo tudo cura, menos velhice e loucura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O temporão nunca pediu ao serôdio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O testamento do pobre na unha se escreve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O tolo faz o jantar e o esperto come-o."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O trabalho do menino é pouco, mas quem o não aproveita é louco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O trabalho é a fonte de todas as riquezas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O trabalho encurta o dia mas alonga a vida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O trabalho enriquece, a preguiça empobrece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O trabalho não mata ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O trabalho paga dívidas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O último a rir é o que ri melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O último que vier come do que trouxer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O útil junta-se ao agradável."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O velho planta a vinha e o velho a vindima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O velho que de si cura, cem anos dura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O ventre em jejum não ouve a nenhum."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O ventre sacia-se; os olhos, não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Verão de S. Martinho é bom, mas é curtinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinagre e o limão são meio cirurgião."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho alegra o olho, limpa o dente e cura o ventre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho de Março fica no regaço, o de Abril vai ao barril, o de Maio é para o gaio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho e a música alegram o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho e a riqueza mudam o homem mais sóbrio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho e as crianças falam verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho é o espelho do homem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho é tagarela e gabarola."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho há-de ser comido, não bebido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho não tem vergonha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho que vai para vinagre não retrocede o caminho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O vinho vende-o em mosto ou vende-o em Agosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Zé nabiça tudo o que vê tudo cobiça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O zombar não tem resposta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==O==
* "Obedeça aos filhos na velhice."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O crime compensa."<ref name="LDP" />
* "Obedece, saberás mandar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O dinheiro não fala."<ref name="LDP" />
* "Obra apressada, obra estragada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O Direito é uma ciência de rigor."<ref name="LDP" />
* "Obra começada, meio acabada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O futuro a Deus pertence."<ref name="LDP" />
* "Obra de vilão: atirar a pedra e esconder a mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que não tem remédio, remediado está."<ref name="LDP" />
* "Obras más desacreditam boas palavras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O que nasce torto, tarde ou nunca se endireita."<ref name="LDP" />
* "Ódio velho não cansa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O respeito não se ganha, conquista-se."<ref name="LDP" />
* "Ofende os bons quem poupa os maus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O sábio aponta para a lua; o tolo olho para o dedo."<ref name="LDP" />
* "Oferecer e não dar é dever e não pagar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O segredo é a alma do negócio."<ref name="LDP" />
* "Oficial do teu ofício teu inimigo é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "O seu a seu dono."<ref name="LDP" />
* "Olha o que te dão, para saberes o que hás-de dar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde a galinha põe os ovos, lá se lhe vão os olhos."<ref name="APR" />
* "OndeOlha cantapara o galoque te digo, não cantaolhes apara galinhao que eu faço."<ref name="APR"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Olhar para a noiva não mata a sede."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
** '''Alternativos:'''
* "Olho por olho, dente por dente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
*** "Onde está o galo, não canta a galinha."<ref name="APR" />
* "Olho que vê, mão que pilha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os carros não foram feitos para bater."<ref name="LDP" />
* "Olho vivo e pé ligeiro!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os homens não se medem aos palmos."<ref name="DAC">{{citar web |URL=https://natura.di.uminho.pt/~jj/pln/calao/dicionario.pdf |título= Dicionário aberto de calão e expressões idiomáticas |autor=ALMEIDA, José João |publicação=Universidade do Minho |data=22 de Março de 2020 }}</ref>
* "Olhos que não vêm, coração que não sente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ou há moralidade, ou comem todos."<ref name="LDP" />
* "Oliveira, a do meu avô; figueira, a do meu pai; vinha, a que eu puser."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde a galinha põe os ovos, lá se lhe vão os olhos."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Onde a razão se não ouve, tolo é quem se não cala."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde alhos há, vinha haverá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde canta galo não canta galinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde canta o galo, não canta a galinha."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Onde choram, não cantes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde comem dois, comem três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde entra o beber, sai o saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde entra o vinho, sai a razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde está o dinheiro, cale-se a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde está o galo, não canta a galinha."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Onde está o mal, está a mezinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde está o Papa, aí é Roma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde estão galos de fama não têm pintos que fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde força não há, direito se perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde há bom saber, poucas vezes há repreender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde há erro, há emenda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde há filhos, nem parentes nem amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde há fumo há fogo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde há galo, não canta galinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde há galos, não cantam galinhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde há gente, há rua suja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde há homens, cessam mulheres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde há riqueza, há amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde manda o amor, não há outro senhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde muitos mandam e ninguém obedece, tudo fenece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde o ouro fala, a língua cala."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde o patrão dorme, ressonam os criados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde se come, ficam migalhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde sobeja a água, falta a saúde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde todos ajudam, nada custa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Onde todos pagam não é o vinho caro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Oração breve depressa chega ao céu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os amigos dos meus amigos, meus amigos são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os amigos duram até que não percas a chave da garrafeira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os amigos e os caminhos se não se frequentam ganham espinhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os amigos são para as ocasiões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os bons conselhos são sempre amargos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os bons dias em Janeiro, vêm-se a pagar em Fevereiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os bons sabem bondades e os maus, malícias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os brincos acabam sempre em chorincos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os cães ladram e a caravana passa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os carros não foram feitos para bater."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Os consolos chegam quando a casa já ardeu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os extremos tocam-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os factos são frutos, as palavras são flores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os filhos da minha filha meus netos são os da minha nora serão ou não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os filhos nunca cheiram mal aos pais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os filhos são a riqueza dos pobres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os filhos sofrem pelas faltas dos pais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os filhos sugam a mãe quando pequenos; o pai quando grandes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os fins não justificam os meios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os gostos não se discutem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os grandes ladrões enforcam os pequenos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os homens conhecem-se pelas palavras e os bois pelos cornos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os homens inteligentes mudam de opinião, os loucos não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os homens não se medem aos palmos."<sup><small>[Note 3]</small></sup>
* "Os homens passam, as obras ficam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os homens são todos iguais, só tirar o nome e nada mais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os homens sobem por ambição e por ela vêm ao chão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os livros fazem-se com os livros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os livros são medicina do esquecimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os médicos e a guerra despovoam a terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os mentirosos deviam ter boa memória."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os moços de Vilar comeram as cabras mortas, agora têm as pernas tortas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os olhos e os avarentos são insaciáveis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os olhos fizeram-se para ver e não para dormir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os olhos são o espelho da alma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os pecados da juventude pagam-se na velhice."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os pecados dos nossos avós pagámo-los nós."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os pequenos dons conservam a amizade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os pobres têm tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os problemas dos outros são sempre fáceis de resolver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os que falam muito não são os que mais produzem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os rios correm para o mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os santos esperam, mas não perdoam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os santos mandam pagar, não mandam prometer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os sapateiros olham para os sapatos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os segundos pensamentos são sempre os melhores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os soldados combatem, mas os heróis serão os reis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os sonhos dos gatos passam-se sempre na cozinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os últimos serão os primeiros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os velhos andam com os dentes e os mancebos com os pés."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Os velhos plantam a vinha, as jovens vindimam-na."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ou entra mosca ou sai asneira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ou há moralidade ou comem todos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ou há moralidade, ou comem todos."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Ou oito ou oitenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ou sim ou sopas!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ou vai ou racha!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ouro adquirido, sono perdido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Outros tempos, outros ventos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Outubro chuvoso, torna o lavrador venturoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Outubro quente, traz o diabo no ventre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Outubro sisudo, recolhe tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Outubro suão, negaças de Verão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ouve primeiro e fala derradeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ouves cantar o galo, e não sabes onde é o poleiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ouvir é prata, calar é ouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ouvir missa não gasta tempo, dar esmola não empobrece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ovelha que bale, bocado que perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ovelha que berra, bocada que perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ovo de uma hora, pão de um dia, vinho de um ano, mulher de vinte, amigo de trinta e deitarás boa conta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ovo sem sal, não faz bem nem mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ovos e juras são para quebrar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==P==
* "Paciência tem limites."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pagar e morrer, quanto mais tarde melhor."<ref name="LDP" />
* "Padres, advogados e mulheres têm todos muita saia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pai imprudente torna o filho desobediente."<ref name="LDP" />
* "Pagar e morrer, quanto mais tarde melhor."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Para doze galinhas, basta um galo."<ref name="APR" />
* "Pagar o justo pelo pecador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para inglês ver."<ref name="LDP" />
* "Pai galego, filho fidalgo, neto ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para tudo na vida há remédio, menos para a morte."<ref name="LDP" />
* "Pai impertinente faz o filho desobediente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para tudo na vida há um tempo."<ref name="LDP" />
* "Pai imprudente torna o filho desobediente."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Pas d'argent, pas de Suisse."<ref name="LDP" />
* "Palavra de burro é coice."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Patrão fora dia santo na loja."<ref name="DAC" />
* "Palavra de homem não volta atrás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Perdido por cem, perdido por mil."<ref name="LDP" />
* "Palavras loucas, orelhas moucas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Preso por ter cão e preso por não o ter."<ref name="LDP" />
* "Palavras são fêmeas, factos são machos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Palavras, leva-as o vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Palheiro sem palha não há."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pano velho não tem remendo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pão com olhos, queijo sem olhos e vinho que salte aos olhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pão de ontem, carne de hoje e vinho do outro Verão fazem o homem são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pão e vinho, um ano meu, outro do meu vizinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pão mole e uvas às moças põem mudas e às velhas tiram as rugas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pão pão, queijo queijo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pão que sobre, carne que baste e vinho que farte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pão que veja, vinho que salte, queijo que chore."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pão quente e vinho novo: homem morto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pão, carne e vinho andam caminho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para a frente que atrás vem gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para baixo todos os santos ajudam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para bom entendedor meia palavra basta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para bom obreiro não há má ferramenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para casar tuas filhas, promete casa e vinhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para conhecer o vilão dá-lhe um bastão para a mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para doze galinhas, basta um galo."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Para fazer casa e plantar vinha gasta-se dinheiro que ninguém adivinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para grandes males, grandes remédios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para inglês ver."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Para judeu, judeu e meio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para ladrão, ladrão e meio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para morrer, basta estar vivo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para o fundo todos os santos ajudam, para cima todos os diabos empurram."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para onde vai o cão vai a raiva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para onde vais? - para a festa (alegre)."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para parte de Fevereiro guarda lenha no quinteiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para pés de pobre todo calçado serve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para quem é, bacalhau basta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para quem não quer, há muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para São João guarda o velho o melhor tição."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para teres bom mosto, cava a tua vinha em Agosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para teu conselheiro não esqueças o travesseiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para tudo na vida há remédio, menos para a morte."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Para tudo na vida há um tempo."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Para um bom mestre não há má ferramenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Para vilão, vilão e meio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Parar é morrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Parir é dor, criar é amor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pariu aqui a galega?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pas d'argent, pas de Suisse."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Passa o dia, passa a romaria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Passar como cão por vinha vindimada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Passarinhos e pardais todos querem ser iguais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pássaro de campo não quer gaiola."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Passear pargo com camarão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Passo lento, passo lento, que este é rico e paga o tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Patrão fora dia santo na loja."<sup><small>[Note 3]</small></sup>
* "Patrão fora, dia santo na loja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pau torto tarde ou nunca se endireita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pecado confessado é meio perdoado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pede o guloso para o desejoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pedra mudada não cria musgo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pega pobre na chouriça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Peixe velho é entendedor de anzóis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pela aragem se vê quem vai na carruagem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pela Ascensão, coalha a amêndoa, nasce o pinhão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pela boca morre o peixe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pela palha se conhece a espiga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pela Santa Marinha vai ver a tua vinha, assim como a achares, assim tua vindima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo (tempo) ruim não te mates, pelo bom não te agaches."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo estalo da castanhola se sabe onde mora a espanhola."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo fruto se conhece a árvore."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo Natal semeia o teu alhal, e se o quiseres cabeçudo semeia-o pelo entrudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo Natal têm os dias um saltinho de pardal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo Natal, bico de pardal (alho)."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. João a sardinha pinga no pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. João deve o milho cobrir o chão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Lourenço, vai à vinha e enche o lenço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Martinho, lume, castanhas e vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Martinho, mata teu porco e bebe o teu vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Martinho, nem nado, nem cabecinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Martinho, prova o teu vinho, ao cabo de um ano já te não faz dano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Martinho, semeia fava e linho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Martinho, semeia o teu cebolinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Martinho, todo o mosto é bom vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Mateus pega no arado e lavra com Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Mateus, não peças chuva a Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Mateus, pega nos bois e lavra com Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Tiago, na vinha acharás o bago, se não for maduro, será inchado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelo S. Tiago, pinta o bago."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pelos Santos, neve nos campos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Penas que se não sabem não se sentem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Peneire-me quem quiser, amasse-me quem souber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pensar duas vezes antes de agir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Perde-se o velho por não poder e o novo por não saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Perdido por cem, perdido por mil."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Perdido por dez, perdido por vinte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Perdoa-se o mal que faz pelo bem que sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pergunta quem é, não perguntes quem foi."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pintos de S. João, pela Páscoa ovos dão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pobreza não é vileza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Poda curta, vindima longa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Poda em Março, vindima no regaço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Poda na rama, vinho na cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Poda tardio, semeia temporão, terás vinho e pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Podar em Março é ser madraço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pode ir o pobre sem esmola, mas não vai sem resposta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por Abril, corta um cardo, nascerão mil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por bem fazer, mal haver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por carne, vinho e pão, deixa tudo o que te dão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por cima de melão, vinho de tostão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por cima de pêras, vinho bebas e tanto bebas que nadem as pêras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por cima do comer nem um escrito ler."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por falta de um soldado, não se deixa a guerra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por jeito se quer a moça e não por força."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por mal, não se leva um português, por bem levam-se dois ou três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por medo dos pardais não se deixa de semear cereais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por morrer uma andorinha não acaba a Primavera."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por pouca saúde, mais vale nenhuma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por S. Francisco, semeia teu trigo; e a velha que o dizia, já semeado o tinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por S. Lucas, colhidas estão as uvas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por S. Lucas, mata os porcos e tapa as cubas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por S. Mateus, vindimam os sisudos e semeiam os sandeus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por S. Matias, fazem-se as enxertias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por S. Simão e S. Judas, já colhidas estão as uvas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por S. Simão, favas no chão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por S. Simão; semear, sim; navegar, não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por S. Vicente, toda a água é quente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por Santa Ana, limpa a pragana."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por São Lucas sabem as uvas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por Sta. Cruz, toda a vinha reluz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por todo o mês de Julho, o celeiro atulho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por três dias de ralhar ninguém deixe de casar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por um cravo se perde uma ferradura, por uma ferradura um cavalo, por um cavalo um cavaleiro, por um cavaleiro um exército inteiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Por um que morre de sede, morrem cem mil de beber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Porco fresco e vinho novo: cristão morto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Porcos com frio e homens com vinho fazem grão ruído."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Porque um burro deu um coice não se lhe há-de cortar a perna."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Português pela vida, francês pela comida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pouca fartura não mata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Poucas leis, bom governo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pouco e em boa paz, muito se me faz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Pouco fel dana muito mel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Praça que parlamenta está prestes a render-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Preciso arte e manha para comer o que outro ganha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Prendeu-me o alcaide, soltou-me o meirinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Preso e cativo não tem amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Preso por cem, preso por mil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Preso por ter cão e preso por não o ter."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Preso por ter cão, preso por não ter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Presunção e água benta, cada um toma a que quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Primeiro a obrigação, depois a devoção."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Primeiro viver depois filosofar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Promessas não pagam dívidas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Puxar a brasa à sua sardinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==Q==
* "Qualquer vício gasta mais que três filhos juntos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando um não quer, dois não brigam."<ref name="LDP" />
* "Quando a árvore se despe, veste-te; quando se veste, despe-te."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais me bates, mais gosto de ti."<ref name="LDP" />
* "QuemQuando cabritosa vende e cabrascabeça não tem juízo, deo algumcorpo ladoé lheque vempaga."<ref name="LDP"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando a casa do teu vizinho está a arder, a tua também corre perigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem cala consente."<ref name="LDP" />
* "Quando a comida tarda, a fome é boa mostarda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem compra a carne, também tem que levar o osso."<ref name="LDP" />
* "Quando a companhia não é certa, uma vista fechada outra aberta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem diz o que quer, ouve o que não quer."<ref name="LDP" />
* "Quando a criatura denta, a morte atenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é vivo sempre aparece."<ref name="LDP" />
* "Quando a esmola é grande, o pobre desconfia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem espera desespera."<ref name="LDP" />
* "Quando a esmola é grande, o santo desconfia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem está de fora racha canhotas."<ref name="DAC" />
* "QuemQuando estáa nofonte conventoseca é que sabea oágua que vaitem valor."<ref name="DAC"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando a força é desigual, antes fugir que ficar mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem estraga velho, paga novo."<ref name="LDP" />
* "Quando a galinha dorme, a raposa vela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem exige respeito tem que se dar ao respeito."<ref name="LDP" />
* "Quando a raposa anda aos grilos, vai mal para a mãe e pior para os filhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz um cesto, faz um cento."<ref name="LDP" />
* "QuemQuando nãoa devesapo salta, água não temefalta."<ref name="LDP"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando Adão cavava e Eva fiava, a fidalguia onde estava?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não quer ser lobo, não lhe veste a pele."<ref name="LDP" />
* "Quando bebes a água, pensa na nascente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não se sente, não é filho de boa gente."<ref name="LDP" />
* "Quando chove em Agosto, chove mel e mosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pisa em cima de ovos, não pode calçar tamancos."<ref name="LDP" />
* "Quando chove na Ascensão, até as pedrinhas dão pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vê caras, não vê corações."<ref name="LDP" />
* "Quando Deus dá a farinha, o Diabo fecha o saco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando Deus dá, é para todos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando Deus fecha uma porta abre logo uma janela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando Deus não quer, os santos não ajudam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando Deus quer, água fria é remédio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando Deus queria, até do Norte chovia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando dois burros zurram, um baixa as orelhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando é velho o cão, se ladra é porque tem razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando em Maio não troa, não é ano de broa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando em Março arrulha a perdiz, ano feliz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando entra o vinho, sai o juízo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando estou em Roma, romano sou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando fala a inocência, fala a verdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando falta o dinheiro, falta tudo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando falta, sobra e quando sobra, falta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando fores a Roma fala romano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando fores ao mercado, pão leve e queijo pesado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando fores de caminho, não digas mal do teu vizinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando há fome não há ruim pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando há homens, não se confessam mulheres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando há obrigações, não há devoções."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando há santos novos, desprezam-se os velhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando há vento, é que se limpa o cereal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando há vento, não há bom tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando juntas as tuas mãos, Deus abre as suas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando Maio chegar, é preciso enxofrar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando manda o apetite, paga a bolsa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando mija um brasileiro mija o mundo inteiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando mija um português, mijam logo dois ou três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando não chove em Fevereiro, nem bom centeio nem bom lameiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando não chove por S. Mateus, é por milagre de Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando não há pão até migalhas vão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando não há vento não há mau tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando não o dão os campos, não o dão os santos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando nasce um filho, a casa fica mais firme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o amigo pode, não há amanhã."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o amo é glutão, passam fome o criado e o cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o corsário promete missas e cera, por mal anda o galeão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o Diabo reza, enganar-te quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o dinheiro bate, todas as portas se abrem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o ferro estiver acendido, então é que há-de ser batido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o ganho é fácil, a despesa é louca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o gato não está os ratos fazem festa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o grão é pouco, agradece a Deus pela palha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o mal é de morte, o mal é morrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o mal é de morte, o remédio é morrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o mal é de nação, nem a poder de sabão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o mar bate na rocha, quem se lixa é o mexilhão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o mar está calmo, qualquer um pode ir ao leme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o médico é piedoso, é o doente perigoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o mestre canta, boa vai a obra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o orgulho grita, o amor cala-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o Outubro for erveiro, guarda para Março o palheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o pardal tem fome vem abaixo e come."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o rio não faz ruído, não leva água ou vai crescido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o sábio aponta para a Lua, o idiota olha para o dedo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o troque (digitalis) troqueleja, já a cereja vermelheja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o vento ronda o mar, na noite de S. João, não há Verão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o vinho desce, as palavras sobem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando o vinho entra, o juízo sai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando os céus choram, a terra ri-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando os doentes bradam, os médicos ganham."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando os elefantes lutam, quem sofre é o capim."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando os favores acabam, começa a ingratidão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando pobre come frango, um dos dois está doente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando ralham as comadres, descobrem-se as verdades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando ralham os ladrões, descobrem-se os roubos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando se fala no diabo, arreguicha o rabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando se fala no diabo, mete-se um pé no Inferno."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando se faz uma panela, faz-se logo um testo para ela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando se vê a casa a arder, chega-se-lhe fogo por outro lado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando te derem o porquinho, acode logo com o baracinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando tosse o prior, bom é o sermão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando um burro fala, os outros baixam as orelhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando um burro zurra, os outros baixam as orelhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando um cego leva a bandeira, ai de quem vai atrás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando um não quer, dois não brigam."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quando um não quer, dois não discutem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando um pai é demasiado bom, os filhos não o são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando um perde, outro ganha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando uma galinha cacareja, a outra copeja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando uma mulher chora, medita num engano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando vem a glória, vai-se a memória."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando vires a casa do vizinho a arder, vai pondo as tuas barbas de molho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quando vires uma mulher, fala, mas não escutes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quantas cabeças tantas sentenças."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto maior é a nau, maior é a tormenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto maior é a riqueza, maior é a ambição."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto maior é a ventura, menos é segura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais a mulher olha a cara, pior vai a casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais alta a berlinda, maior é o trambolhão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais alta é a paixão, mais baixa é a razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais alto se sobe, maior é a queda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais aprendo, menos sei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais barato está o pão, melhor canta o coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais beata, mais coirata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais canhoto, mais maroto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais cedência, mais exigência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais depressa correres, maior é o choque."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais depressa, mais devagar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais há, mais se gasta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais me bates, mais gosto de ti."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quanto mais médicos, mais moléstias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais merecida a pena, tanto mais chorada a culpa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais o tolo sobe, tanto mais mostra o que é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais o vinho sobe, mais as palavras saem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais olho menos vejo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais pequenas são as mentes, maiores os preconceitos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais prima mais se lhe arrima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais se é compreensivo, mais se perdoa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais se tem, mais se quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais te agachas, mais te põem o pé em cima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais te dão, mais amigos são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais uma coisa é vedada, tanto mais é desejada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais velho mais gaiteiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto mais vivemos, mais aprendemos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto me és quanto me dais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto menos mouro, menos guerra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto menos se pensa mais se fala."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto sabes, tanto vales."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quanto tens, quanto vales."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quantos criados, tantos inimigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quase todos os nossos pesares vêm dos nossos pensares."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quatro olhos vêem mais do que dois."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Que o diabo seja cego, surdo e mudo!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Queijo com pão faz o homem são."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Queijo do Alentejo, vinho de Lamego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem à boa árvore se chega, boa sombra o cobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem a comer sua, a trabalhar amua ."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem a dois senhores quer servir, a um há-de mentir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem à hora não vier, comerá do que trouxer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem à mesa alheia come, janta e ceia com fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem a outro serve não é livre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem a ruim perdoa, a ruindade lhe aumenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem a Santos promete, em dívida se mete."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem à semana bem parece, ao Domingo aborrece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem a si teme, nada mais tem a temer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem a tolo pede conselho ainda é mais tolo do que ele."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem abrolhos semeia, espinhos colhe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem aceita presentes vende a sua liberdade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem acerta no casar nada lhe falta acertar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem adormece a dizer mal acorda caluniado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem alegre se levanta, todo o dia canta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem alto quer subir ao mais baixo vem cair."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ama a Beltrão ama a seu cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ama a mulher casada traz a vida emprestada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ama o feio, bonito lhe parece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ameaça de longe, cala-se quando está perto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ameaça sua ira gasta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem anda à chuva, molha-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem anda cego de amores não verá senão paredes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem anda com lobos, aprende a uivar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem anda de capote no Verão, ou é pobre ou ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem anda por toda a parte, por toda a parte aprende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem andou, não tem para andar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ao digno fez bem, fê-lo a ele e a si também."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ao longe vai casar ou se engana ou vai enganar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ao moinho vai, enfarinhado sai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ao tasco vai comer duas casas vai manter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem aplica a justiça deve temê-la."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem arrota pede bolota."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem as faz paga-as."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem as fez que as desfaça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem assim fala não é gago."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bate à porta quer beber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bebe água não se empenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bebe e canta seu mal espanta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem ama bem castiga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem ama nunca esquece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem ata, bem desata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem come e melhor bebe, faz o que deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem começa, bem acaba."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem dorme, não sente as pulgas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem manda, será bem obedecido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem nada não se afoga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem ouve bem responde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem quer, de longe vê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem quiser cear a sua casa vá buscar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem repõe, bem reencontra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem se quer, no caminho se encontra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem serve galardão merece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem trabalhou, melhor descansou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem bem urina escusa medicina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem boa cama fizer nela se deitará."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem boa dita tem a Deus a agradeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem boa vida leva boa fome rapa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem boceja não pode mentir: ou tem fome ou quer dormir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem brinca com fogo acaba por se queimar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem brinca com o gato, não se queixe se é arranhado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem brinca com o lume mija de noite na cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem burro nasce, burro morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem burro vai a Roma, burro vai, burro vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem burro vai a Santarém, burro vai, burro vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem cá fica come e bebe, e a paixão logo se vai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem cabritos vende e cabras não tem, dalgum lado lhe vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem cabritos vende e cabras não tem, de algum lado lhe vem."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem cala consente, mas nem sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem cala consente."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem cala vence."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem caminha por atalhos, não se livra de trabalhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem canta antes do almoço, chora antes do sol posto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem canta mal, canta sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem canta na mesa e dança no leito é tolo perfeito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem canta não assobia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem canta os próprios louvores, desafina sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem canta seu mal espanta, quem chora mais o aumenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem carrega é que sabe o peso que leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem casa a correr, toda a vida tem para se arrepender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem casa filha depenado fica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem casa não pensa, quem pensa não casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem casa por amores sempre vive com dores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem casa quer casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem castiga um, avisa um cento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem cedo adenta, cedo aparenta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem cedo madruga, Deus ajuda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem cedo vai, cedo vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ceia da pipa, almoça da bica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ceia e se vai deitar, má noite há-de passar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ceia em vinhas, almoça em fontes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ceia vinho, almoça água."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem chora, sente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem com águas se cura pouco dura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem com cães se deita, com pulgas se levanta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem com Deus anda, Deus o ajuda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem com ferros mata, com ferros morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem com garotos se deita, cagado se levanta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem com muitas pedras bate com alguma se fere."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem com o demo cava a vinha, com ele a vindima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem com o Diabo se deita com o Diabo amanhece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem com porcos se deita, com carraços se levanta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem com porcos se mistura farelos come."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem come a correr, do estômago vem a sofrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem come do meu pilão, bebe do meu cinturão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem come e canta, não tem amor à garganta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem come e guarda, duas vezes põe a mesa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem come e não convida, trás o diabo na barriga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem come pouco aproveita muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem come salgado bebe dobrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem come sopa com vinho, de velho se faz menino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem come tudo num dia, no outro assobia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem começa mal, acaba pior."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem comer a carne que roa os ossos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem compra a carne, também tem que levar o osso."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem compra e vende, lá se entende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem compra o que não pode vende o que não deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem compra pão na praça e vinho na taberna, filhos alheios governa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem compra ruim pano, veste duas vezes no ano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem compra sem poder, vende sem querer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem conduz com cautela, nada vê, tudo atropela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem confia no acaso, toma um cego por guia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem conta a verdade não merece penas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem conta com a panela alheia, arrisca-se a ficar sem ceia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem conta um conto, acrescenta um ponto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem convida o taberneiro a beber, ou está bêbado ou fica a dever."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem corre atrás de duas lebres, uma e outra perderá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem corre por gosto não cansa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem cospe para o ar, na cara lhe cai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem cria e não castiga, mal cria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá a quem bem entende, não o dá que bem o vende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá antes da morte terá má sorte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá aos pobres empresta a Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá depressa, dá duas vezes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá e tira ao Inferno gira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá e tira é ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá e torna a tirar ao inferno vai parar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá logo dá duas vezes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá o beijo, dá o queijo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá o conselho não dá o remédio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá o pão dá o pau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá o pão sem castigo não vai ao paraíso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá o pão, dá a criação."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá o pão, dá a educação."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá o que tem a mais não é obrigado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá o que tem antes que morra, merece com uma cachaporra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá o que tem mostra o que deseja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá o que tem, a pedir vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá para receber não dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dá, com Deus se parece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem de bom se faz, as abelhas o comem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem de novo baila bem, de velho seu jeito tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem de novo é bonitinho, de velho tem um jeitinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem de novo não morrer, de velho não escapa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem de novo não vai, de velho não escapa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem de pobre não passa a rico não chega."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem de vinho é amigo, cedo está perdido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem de vinho fala sede tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem deixa de ser amigo é porque nunca o foi."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem demanda tem não dorme bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem demanda tiver não come quando quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem depressa resolve depressa se arrepende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem desconfia de tudo, adivinha metade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem desconfia não é certo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem desdenha quer comprar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem deu, dará, quem pediu ,pedirá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem deve não tem razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dia de Entrudo não merenda, aos mortos se encomenda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem diante de ti te elogia, por detrás te critica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dinheiro tiver fará o que quiser."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem diz a verdade não merece castigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem diz o que não viu arrisca-se a mentir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem diz o que quer, ouve o que não quer."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem diz seu segredo mal calará o alheio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem do vinho é amigo de si é inimigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem do vinho é amigo, cedo está perdido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dois desejos quer ter, um deles há-de perder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dois senhores espera um diabo aparece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem domina a sua cólera, venceu um grande inimigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dorme com crianças acorda molhado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dormir ao sol de Agosto, passa por desgosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem dos seus se arreda, dos alheios lhe vem mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem doutro se compadece, de si se lembra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem duvida não se engana."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é bom já nasce feito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é burro vai para moleiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é burro vai para pedreiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é desconfiado não é fiel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é difamado é meio enforcado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é fácil no amar é fácil no aborrecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é grato, é amado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é guarda de muitas vinhas nenhuma pode guardar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é infeliz cai de costas e quebra o nariz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é mau na sua terra é mau fora dela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é mau na sua vila pior será em Sevilha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é mensageiro não merece pancadas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é picado e não se sente, não é de boa gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é pobre não tem vícios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é preto de nação, nem a poder de sabão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é que há-de gabar o burro se não for o cigano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é teu inimigo? O oficial do teu ofício."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é teu irmão? O vizinho mais à mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem é vivo sempre aparece."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem economiza os minutos, ganha as horas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem economiza tem o que precisa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem em amor semeia culpas colhe penas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem em Maio não merenda aos finados se encomenda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem em novo não trabalha, em velho dorme numa palha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem em ruim parte tem a vinha, às costas tira a vindima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem em velho engorda de boa mocidade se logra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem empresta a um amigo, cobra a um inimigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem emprestou, nunca melhorou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem encomendou o sermão que o pague."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem enganar, tem de casar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem envelhece arrefece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem erra e se emenda, a Deus se encomenda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem escorrega também cai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem escuta, de si ouve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem espera da mão alheia, mal janta e pior ceia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem espera desespera."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem espera por sapatos de defunto, anda toda a vida descalço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem espera sempre alcança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem espera, desespera."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem está a bem com Deus, está a bem com todos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem está bem deixa-se estar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem está de fora não racha lenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem está de fora racha canhotas."<sup><small>[Note 3]</small></sup>
* "Quem está dentro é que sabe o que vai pelo convento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem está no convento é que sabe o que vai lá."<sup><small>[Note 3]</small></sup>
* "Quem está perto do lume é que se aquece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem estima o seu louro (boi) estima o seu ouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem estraga velho, paga novo."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem exige respeito tem que se dar ao respeito."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem fala assim não é gago."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem fala com surdos, perde o seu latim."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem fala em barca, quer embarcar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem fala o que quer, ouve do que não quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem fala, semeia, quem escuta, colhe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz a barba a um cão, perde o tempo e o sabão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz a vontade a sua mulher tome o que vier."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz bem ao ingrato, compra caro e vende barato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz de espia não é filho de Maria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz mal, espere outro tal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz o que pode, a mais não é obrigado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz o que pode, faz o que deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz o que quer não faz o que deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz rocas morre logo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz um cesto faz um cento, se lhe derem verga e tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem faz um cesto, faz um cento."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem fez o mal, que cumpra a penitência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem fia e tece, bem lhe parece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem filhos tem ao lado, não morre enfastiado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem fizer a cama bem feita, melhor nela se deita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem foge dos seus, dos alheios é escornado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem foge também se agarra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem foi ao mar, perdeu o lugar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem foi ao vento, perdeu o assento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem foi infiel uma vez sê-lo-á duas ou três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem folga de ouvir mentiras estuda-as para dizê-las."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem fora de horas vier, comerá do que trouxer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem furta pouco é ladrão, quem furta muito é barão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem gaba a noiva? É o pai, que a quer casar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem gasta mais do que tem, a pedir vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem gasta mais do que tem, mostra que siso não tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem gasta sem conta vive sem honra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem gosta, come; e quem não gosta, come menos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem goza saúde perfeita é rico sem o saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem graça faz graça merece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem guarda o que não presta, tem o que lhe faz falta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem guarda, acha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem guarda, tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem há-de gabar o noivo, senão a noiva?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem joga demais acaba perdendo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem junta para si, poupa para os outros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem jura é quem mais mente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem lança em rosto o que deu, parece que o pede."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem lei estabelece guardá-la deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ler, leia para aprender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem leva e traz não deixa paz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem leva flores, leva amor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem lho não bota, não lho tira (estrume às terras)."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem lida com mel sempre lambe os dedos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem língua tem, a Roma vai e de Roma vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem litiga com uma parede perde a cabeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem longe vai à boda, no caminho a larga toda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem longe vai casar, ou se engana ou vai enganar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem má boca tem, má costela faz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais alto sobe, de mais alto cai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais alto subir, de mais alto vem cair."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais ama mais madruga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais dorme, menos vive."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais jura, mais mente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais me dá, mais meu amigo é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais promete, menos cumpre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais sabe mais aprende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais sabe menos afirma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais se cura mais dura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais tem mais quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mais vive mais sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mal adquire para bem gastar, não é de louvar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mal anda, mal acaba."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mal começa, mal acaba."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mal entende, mal conta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mal fala pior ouve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mal fala, sua boca suja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mal faz, por mal espere."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mal não tem, mal não pensa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mal não usa, mal não cuida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mal ouve, mal responde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem maltrata um animal, não é de bom natural."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem manda pode, quem tem juízo obedece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem más manhas há, tarde ou nunca as perderá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem me ama, ama o meu cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem me avisa, meu amigo é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem me empresta ajuda-me a viver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem me faz bem ensina-me a ser bom."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem me namora pelo fato, leve o Diabo o contrato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem me quer bem, diz-me do que sabe e dá-me do que tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem me repreende, do mal me defende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem menos merece, mais deseja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem menos merece, mais reclama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mente não é filho de boa gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mente, cai-lhe um dente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mente, não diz o que sente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem meu filho beija, minha boca adoça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem meus filhos beija, minha boca adoça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mora com judeu cria rabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem morre de medo, de merda se lhe faz o enterro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem mostra ao cão que tem medo, convida-o a morder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muda, Deus ajuda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito abarca, pouco abraça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito abraça, pouco aperta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito ama muito sofre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito bebe, tarde ou nunca paga o que deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito burro toca, algum há-de ficar para trás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito chora, pouco mija."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito come, mal mastiga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito corre, depressa se cansa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito divisa, pouco assisa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito dorme, pouco aprende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito erra, muito aprende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito escolhe pouco acerta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito fala e pouco entende, por tagarela e ruim se vende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito fala e pouco sabe, por asno se gabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito fala, muito erra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito fala, pouco acerta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito murmura, a muito se aventura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito padece, tanto lembra que aborrece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito pede, muito fede."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito promete pouco cumpre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito promete pouco dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito promete, muito falta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito pula, pouco caça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito reza, muito peca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito sabe, amiúde se engana."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito se abaixa todos lhe vêm o rabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem muito se abaixa, o cu se lhe vê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem na aldeia é má pessoa, pior em Lisboa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem na casa da mãe não atura, na da sogra não espere."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem na despesa é frugal, logo aumenta o capital."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nada cria, nada tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nada deseja, nada lhe falta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nada faz já muito dorme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nada promete, nada deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nada sabe de nada duvida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nada tem nada é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nada tem, nada perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nada tem, não tem medo dos ladrões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não acaba de pensar, não dá início ao actuar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não aceita conselhos não merece ajuda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não acredita em Deus, acredita no Diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não ama os animais, também não ama as pessoas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não anda à chuva, não se molha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não anda com cestos na vindima tem pouco amor à vinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não anda por frio e por sol não faz seu prol."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não aparece, esquece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não arrisca, não petisca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não arriscou, não perdeu nem ganhou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não avança, recua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não bebe em companhia, ou é ladrão ou espião."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não cava não come ovos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não ceia, toda a noite rabeia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não chora, não mama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não come por já ter comido, não há nada perdido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não come por ter comido, a doença não é de perigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não confia, não é de confiar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não conta, não erra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não crê não ama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não cria (pitos) não pia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não dá do que gosta não recebe do que deseja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não debulha em Agosto, debulha com mau rosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não der das suas pêras não espere das alheias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não deve, não teme."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem não é bom para si, pior o será para ti."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não é para comer, não é para trabalhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não entende, não aprende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não entrar na água não se afogará."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não está bem que se mude."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não experimenta não sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não faz favores não faz ingratos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não faz mal não merece pena."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não for ao mar, não se há-de afogar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não gasta, o pouco lhe basta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não gosta, não come."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não guarda segredo não ganha para medo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não herda, não medra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não marralha não junta palha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não morre não vê Deus nem a barba do Judeu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não o gasta em vinho, vai-se por outro caminho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não ouve conselho, não chega a velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não ouve não conta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não poda até Março, vindima no regaço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não pode aluga um burro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não pode dormir, acha a cama mal feita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não pode fazer como quer, fará como pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não pode morder, não mostre os dentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não pode, arreia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não pode, não promete."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não poupa não tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não poupa sal nem lenha, não poupa coisa que tenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não quer fazer nada encontra sempre uma desculpa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não quer perder não joga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não quer quando pode, não pode quando quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não quer ser lobo, não lhe veste a pele."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem não sabe calar, não sabe falar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe disfarçar, não sabe reinar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe do mal não sabe do bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe é como quem não vê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe executar, não sabe mandar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe fazer, não sabe mandar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe inventa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe latim, fica assim."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe nadar, não se atire ao mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe não ponha escola."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe onde vai, não chegará muito longe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe sorrir, não abra uma loja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não sabe, é como quem não vê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não se aventurou, não perdeu nem ganhou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não se enfeita, por si se enjeita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não se louva, seja louvado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não se sente, não é filho de boa gente."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem não semeia, não recolhe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não te conhecer, que te compre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem cabeça, tem pernas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem cão, caça com gato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem dinheiro, não tem vícios."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem dívidas é rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem e muito despende, na praça se vende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem farinha, não precisa de peneira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem grandes desejos é rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem manha, morre no ar como uma aranha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem mãozinhas, não come bolachinhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem marido, não tem amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem mulher, não tem patrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem ofício, não tem beneficio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem padrinhos, morre mouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem pão escusa cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem que fazer faz colheres de pau."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem sorte ao jogo tem sorte no amor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem sorte, tanto faz correr, como saltar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não tem vergonha, todo o mundo é seu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não teme o sermão, não teme o bastão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não teme o sermão, não teme o bordão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não trabuca, não manduca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não vai à guerra não morre nela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não vai a palavra não vai a pancada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não vê não peca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem não viu Lisboa, não viu coisa boa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nasce mula, nunca será cavalo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nasce pataca, não chega a vintém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nasce redondo, não morre quadrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nasce torto, tarde ou nunca se endireita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nasceu desgraçado, até as ovelhas o mordem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nasceu para pobre, não chega a rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nasceu para tostões, não chega a milhões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem navega entre honras corre o risco do naufrágio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nega e depois faz, quer paz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem neste mundo quiser andar é ver, ouvir e calar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem no Algarve morar, tenha vinha e figueiral com figueira de tocar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem no caldo deita vinho, de velho se faz menino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nunca comeu melado, quando come se lambuza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nunca meteu a mão no lume, não sabe o que é o fogo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nunca provou o amargo, não sabe o que é o doce."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nunca se aventurou, nunca perdeu nem ganhou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem nunca viu Sevilha nunca viu maravilha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem o alheio não sente, não tem quem o lamente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem o alheio veste, na praça o despe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem o feio ama, bonito lhe parece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem o inimigo poupa aos pés lhe morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem o pássaro quer tomar, não há-de o enxotar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem o seu descuida, o diabo lho leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem o tempo sabe poupar, muito vem a ganhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem oferece não quer dar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem olha a milho, não bota pitos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem olha para as nuvens, nunca sai de viagem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem olha só para uma árvore, perde a visão da floresta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ovelhas cria, tolo é se as não tosquia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem padece compadece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem paga adiantado é mal servido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem paga adiantado não tem bom resultado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem paga débito, adquire crédito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem paga o que deve, sabe o que lhe fica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem paga primeiro é mal servido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem paga tarde paga duas vezes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem para os outros abre buraco, nele cai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem para si não sabe nada sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem parte e reparte e não fica com a melhor parte, ou é tolo ou não tem arte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem parte velho paga novo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem passa o dia a beber, no dia seguinte tem de fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem passarinhos receia, milho não semeia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pede, vende-se; quem dá, compra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pedir fiado, paga mais que dobrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pensa demais, nada faz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem perde a vergonha, nada mais tem a perder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem perdoa ao lobo, prejudica a ovelha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem perdoa não esquece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pergunta aprende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pergunta quer saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pisa em cima de ovos, não pode calçar tamancos."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem planta a nogueira não colhe as nozes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem planta árvores e cria, tem alegria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem planta no Outono leva um ano de abono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem poda sem colete, vindima sem cesta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem poda tardio e semeia temporão, tem vinho e pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pode manda e quem não pode faz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pode manda, quem deve obedece."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pode não quer; quem quer não pode."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pode o mais, pode o menos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem porfia mata a caça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem porfia sempre alcança."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pouco ganha e muito gasta, se não herdou, furtou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pouco sabe depressa o reza."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pouco sabe pouco tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pouco tem e isso dá, cedo se arrependerá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pouco tem, menos gasta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem pouco tem, pouco lhe basta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem poupa no pouco, ganha no muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem poupa o mau, prejudica o bom."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem poupa o seu inimigo, às mãos lhe morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem poupa seu mouro, poupa seu ouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem primeiro chega, primeiro é servido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem procede bem, não teme ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem procura demais, encontra o que não quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem procura sempre acha, se não é um prego é uma tacha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem procura sempre encontra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem procura um amigo sem defeitos, fica sem amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem promete deve."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem promete na quarta e vem na quinta, não é falta que se sinta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem prova de mais não prova nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer a moça anda ao pé e puxa da bolsa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer a sardinha assada chega-lhe a brasa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer aprender a rezar, meta-se no mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer bolota, trepa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer coisas de graça, vai ao diabo que lhas faça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer comer o peixe tem que molhar o cu no rio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer festa, sua-lhe a testa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer ir longe, prepare bem a sua montada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer o bom cão de caça procura-lhe a raça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer o filho ladrão, tira-lhe o pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer os olhos não os toque com as mãos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer que lhe obedeçam muito, mande pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer ser cão encontra sempre uma trela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer ser respeitado respeita-se a si mesmo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer ser rico num ano aos seis meses o enforcam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer vai, quem não quer manda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer ver se a raposa dá leite, é olhar-lhe para barbas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer vista que lhe assista."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer viver e estar bem, aceite o mundo como vem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer viver são e lesto, coma pouco e jante cedo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quer, vai; quem não quer, manda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quiser a vinha velha renovada, pode-a enfolhada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quiser andar pouco e mal, meta-se no areal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quiser barato a caça, compre-a na praça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quiser comer arroz sem sal, vá para o hospital."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quiser comigo estar, traga em que se assentar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quiser mal à vizinha, dê-lhe em Maio uma sardinha, e em Agosto, a vindima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quiser saber as coisas, vá à forja do ferreiro, dê a volta pelo forno e venha pelo fiadeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quiser vencer, aprenda a sofrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem quiser viver em paz, tem de ser mudo, cego e surdo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem rapa tachos com razão lhe chamam guloso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem recebe dado, não escolhe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem regateia quer comprar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem reza a cantar reza duas vezes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem reza a Deus não pede ao Diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem ri à Sexta-feira, chora ao domingo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sabe calar, evita guerrear."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sabe de luta, luta, e quem não sabe, labuta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sabe lamber, sabe morder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sabe não fala; quem fala não sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sabe o truque, não o ensina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sabe sorrir, sabe viver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sabe, sabe, quem não sabe, aprende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sai aos seus não degenera."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se acolhe debaixo de folha, duas vezes se molha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se arrepende salva-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se cala e pedras apanha, tempo vem em que as derrama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se carrega de nabos, carrega-se de diabos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se casa com o dinheiro, adquire uma má mulher."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se cura, não se regala."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se deita a dormir, acaba a pedir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se deita em pipas, amanhece em fontes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se deita sem ceia, toda a noite esperneia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se deserda antes que morra, precisa de uma cachaporra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se encosta ao ferro, enferruja-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se engana no caminho, bem enganado vai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se engana, aprende."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se faz ovelha, é comido pelo lobo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se faz temer, não se faz amar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se fia em viúva rica solteiro fica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se inclina demasiado, mostra o traseiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se lava e não se enxuga toda a pele se lhe enruga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se levanta a cantar, deita-se a chorar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se mata morre cedo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se mete em atalhos, mete-se em trabalhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se mete em bulhas sai arranhado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se mete por atalhos, não se livra de trabalhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se muda, Deus o ajuda ... e o diabo empurra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se não quer aventurar, não passe o mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se obriga a amar, obriga-se a padecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se ofusca, alguma coisa busca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se pica é que se dói."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se queixa, larga a ameixa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se quer bem, sempre se encontra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se rala morre cedo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se sujeita a amar, sujeita-se a padecer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem se veste de ruim pano, veste-se duas vezes ao ano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem segue um cego, cairá num abismo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem segue um mocho vai ter a ruínas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sem dificuldades vence, sem prazer triunfa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem semeia a chorar, recolhe a cantar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem semeia colhe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem semeia e não segura, pode colher amargura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem semeia espinhos, não ande descalço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem semeia ventos, colhe tempestades."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem semeia virtudes, recolhe fama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sempre fala dos grandes é pequeno."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sempre mente, vergonha não sente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sempre tira e nada dá, até o amigo o abandonará."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sempre traz má cor, não é médico nem doutor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem serve depressa serve duas vezes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem seu amigo quer conservar, com ele não há-de negociar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem seu bem usurpa ao dono, não espere um tranquilo sono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem seu inimigo ocupa, às mãos lhe morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem só quer cavalo com defeito, tem de andar a pé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sobre salada não bebe não sabe o bem que perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sofre por amor não sente a dor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem sorri em vez de praguejar, é sempre mais forte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tarde casa, mal casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tarde se levanta, todo o dia corre e pouco adianta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tarde vier comerá do que trouxer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem te avisa, teu amigo é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem te lisonjeia enganar-te quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem te manda a ti, sapateiro, tocar rabecão?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem te viu e quem te vê."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem a consciência limpa dorme tranquilo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem amigos não morre na cadeia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem amigos, é rico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem amigos, não morre na cadeia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem amores não dorme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem apenas dinheiro é um pobre diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem boca não diz assopra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem boca não manda soprar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem boca vai a Roma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem bom vinho, tem bom amigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem bom vizinho, não tema ruído."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem brio, não tem frio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem burro e anda a pé, ainda mais burro é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem burro e anda a pé, mais burro é."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem cabeça de cera, não ande ao sol."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem calos, não se meta em apertos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem canseiras não dorme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem capa sempre escapa, quem a não tem, escapa também."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem capa, sempre escapa; quem tem gabão, escapará ou não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem cem e deve cem, nada tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem coragem, tem vantagem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem cu tem medo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem culpas pague as custas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem defeitos é que põe defeitos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem demasiada pressa chega sempre tarde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem dentes não tem pão, quem tem pão não tem dentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem dinheiro tem graça e amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem dinheiro tem parentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem dinheiro, não lhe falta companheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem doença, abra a bolsa e tenha paciência."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem fama deita-se na cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem filho varão, não chame a outro ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem filhos pequenos por força lhes há-de cantar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem filhos tem cadilhos; quem os não tem, cadilhos tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem fome sonha com pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem fome, não olha ao que come."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem fome, tudo come."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem frio, embrulha-se na capa do seu tio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem inimigos não adormeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem língua vai a Roma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem má memória, comete sempre os mesmos erros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem mazela, tudo lhe dá nela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem medo de se picar não colha rosas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem medo do lobo, não entre no bosque."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem medo, até da sua sombra desconfia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem medo, compra um cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem medo, fica em casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem menos razão, grita mais forte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem muito riso tem pouco siso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem muitos filhos é pobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem mulher formosa, vinha no caminho e castelo na fronteira, terá guerra a vida inteira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem mulher má está na vizinhança do purgatório."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem o que é seu na mão dos outros, perdê-lo quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem ofício, não morre de fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem padrinho baptiza-se e quem o não tem morre mouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem padrinho não morre mouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem padrinho não morre pagão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem peneiras, não se livra de asneiras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem preguiça nas pernas, ganha ferrugem nos dentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem pressa come cru."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem pressa, vai andando."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem pronta a língua não tem prontas as mãos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem que perder, perde sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem quem o chore, todos os dias morre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem rabo de palha, não se aproxime do fogo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem religião não vai parar à prisão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem saber tem força."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem sarna coça-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem saúde e liberdade é rico e não o sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem telhados de vidro não atira pedras ao vizinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem telhados de vidro não pode atirar pedradas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem terra tem guerra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem três e gasta quatro, depressa esvazia o saco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem um bom marido, trá-lo escrito no rosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem um emprego na mão, facilmente encontra pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem unhas toca guitarra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem unhas toca viola."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem vergonha passa mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem vinhas e não lagar, a seus olhos vê o mal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tem vinho tem vizinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tempo tem e tempo espera, tempo que o diabo lhe leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tiver mando, não tema para ser obedecido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem toca o carrilhão não vai na procissão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem torto nasce, tarde ou nunca se endireita."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem trabalha de graça é relógio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem trabalha Deus ajuda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem trabalha na juventude, repousa na velhice."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem trabalha tem pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem trata delicadamente é querido por toda a gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem troca odre por odre, algum deles sai podre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tudo quer saber, mexerico quer fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tudo quer tudo perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tudo quer, tudo perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tudo quiser saber nada se lhe há-de dizer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem tudo receia, nada teme."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem um bem quer outro tem que perder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem um sabor quer outro há-de perder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem urde e tece, tudo lhe cresce."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem usa de loucuras cedo cai nas sepulturas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem usa, cuida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vacas gabou, nunca bois tocou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai à adega e não bebe é roda que perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai à aldeia não se deita sem ceia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai à boda leva que coma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai à caça sem cães regressa a casa sem lebres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai à festa, três dias não presta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai à fonte e não bebe não sabe o que perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai à guerra, dá e leva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai a pedir não vai a fugir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai ao ar, perde o lugar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai ao mar perde o lugar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai ao mar, previne-se em terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai ao S. Silvestre, vai num ano, vem no outro e não se despe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai ao vento, perde o assento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai muito depressa, pode quebrar a cabeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai para o mar, aparelha-se em terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai para o mar, avia-se em terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai por atalhos, não se livra de trabalhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai seguro, vai longe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai ter com um advogado como um frango é depenado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vai, vai, quem fica, fica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vareja antes do Natal, deixa azeite no olival."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vê caras não vê corações."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vê caras, não vê corações."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Quem vê os três Magos não anda longe do Salvador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem veio do mar, tornou-os achar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vier atrás que feche a porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem viu Goa não precisa ver Lisboa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vive bem, calado prega."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vive de esperanças morre de desenganos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vive em paz dorme em sossego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vive na taberna, morre no hospital."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vive seis dias no oásis, ao sétimo anela pelo deserto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vive sem conta, vive sem honra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vive só para si, para pouco vive."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vive sobriamente dispensa o médico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quem vos dever que vos pague."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quer chova, quer não chova, meu amo que coma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quer chova, quer neve, quem tem sede bebe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quer queira, quer não queira, o asno há-de ir à feira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Querem ver o lavrador pobre, é queimar lenha verde e comer pão mole."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Querer dado e arregaçado!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Querer desculpar uma asneira é cometer outra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Querer é poder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Querer ensinar o Padre-Nosso ao vigário."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Querer meter o Rossio na Betesga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Querer sol na eira e chuva no nabal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Querer tapar o sol com a peneira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Querer um no papo outro no saco?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Queres chegar? Tens de saber esperar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Queres conhecer a tua filha? Olha-lhe a companhia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Queres fazer do ladrão fiel? Fia-te dele."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Queres que te siga o cão? Dá-lhe pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Queres ver o porvir? Olha o passado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Queres ver teu marido morto? Dá-lhe couves em Agosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Quero e não quero, gibão amarelo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==R==
* "RaínhaRainha é a galinha que põe os ovos na vindima."<ref name="APR"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Raínha é a galinha que põe ovos na vindima."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Ramo curto, vindima longa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ramos molhados são louvados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Raposa das mil manhas, tu riste ou arreganhas?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Raposa que dorme não apanha galinhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Raposa que vai à vinha, mal da mãe, pior da filha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Raposa velha não cai na ratoeira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "rato que rói a semente tem fraco dente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Recordar é viver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rego torto dá pão direito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Regra do bom viver: faz como vires fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rei desarmado não tem seguro o seu estado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rei iletrado, jumento coroado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rei morto, rei posto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Religião e verdade, a metade da metade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Remédio caro faz sempre bem, se não ao doente, ao boticário."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Remenda o teu pano e dura mais um ano. Volta a remendar e mais um ano vai durar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Remenda o teu pano, que te durará um ano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Repreensão bem dada é palavra abençoada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Resolve devagar, executa depressa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Responde o frade como canta o abade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Responde-se ao tolo consoante a sua tolice."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Reunião de raposas, tragédia no galinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ri com quem ri e chora com quem chora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ri melhor quem ri por último."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rico é quem de nada precisa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rico será quem bons amigos puder contar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rio onde há piranha, jacaré nada de costas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rio pacífico tem margens floridas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rio que se divide, torna-se ribeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rio torto, dez vezes se passa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Riqueza a valer é saúde e saber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Riqueza abandonada ensina a ser ladrões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Riqueza e fortuna, mudam com a Lua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Riquezas fazem riquezas, e piolhos fazem piolhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rir é o melhor remédio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ri-se o roto do esfarrapado e o sujo do mal lavado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Riso pronto, miolo tonto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rodas e advogados, não andam sem ser untados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Roma e Pavia não se fizeram num dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rompe-se o saco à força de querer enchê-lo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rosto de mel, coração de fel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Roubam os ciganos, mas comem os aldeanos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Roupa suja lava-se em casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Rua, que é a sala dos cães!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ruim é a galinha que para si não esgaravata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ruim é o Maio que não rompe uma croça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ruim é o ofício que não dá de comer a seu dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ruim é o sangue que não corre pelas veias."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ruim marido, pior sem ele."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Russo de má pêlo: má casta, má cara e má cabelo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==S==
* "Sábados a chover e bêbados a beber, nunca ninguém os pode vencer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se a montanha não vai a Maomé, vai Maomé à montanha."<ref name="DAC" />
* "Sábados a chover, bêbados a beber, nunca são fartos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se Maomé não vai à montanha, vem a montanha a Maomé."<ref name="DAC" />
* "Sabe mais o tolo no seu, que o avisado no alheio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o vilão soubesse o valor da galinha, em Janeiro nenhuma deixaria o poleiro."<ref name="APR" />
* "Sabe muito a raposa, mas quem a apanha sabe mais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ser mais papista que o papa."<ref name="LDP" />
* "Sabendo de quem vens, dir-te-ei o bem ou mal que tens."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sol na eira e chuva no nabal."<ref name="LDP" />
* "Saber esperar é uma virtude."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Saber muitas línguas é ser muitas vezes homem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Saber muito não evita que nos enganemos um pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Saber os dentes ranger não é saber morder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Saco de penas ao longe pesa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Saco vazio não fica de pé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sacudir a água do capote."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sair mais cara a mecha que o sebo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sair melhor do que a encomenda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sair o tiro pela culatra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sal vertido, nunca bem colhido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Salada bem salgada, pouco vinagre e bem azeitada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Salamanca, a uns sara, a outros manca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Salomão a morrer, Salomão a aprender."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sangue pela boca, nem o das gengivas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Santos de ao pé da porta não fazem milagres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Santos de casa não fazem milagres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Santos de Catalunha, olhos grandes, vista nenhuma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São Brás da mata que se engana a gata."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São como os de Válega, bebem o vinho e partem a malga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São desculpas de mau pagador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São dez cães a um osso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São favas contadas!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São mais as vozes do que as nozes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São mais os casos que as leis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São mais os enganos que as pessoas a enganar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São mais que as mães."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São Mamede te levede, São Vicente te acrescente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São Miguel das uvas, tanto tardas e tão pouco duras!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São Miguel é bom, mas tem o diabo aos pés."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São Miguel soalheiro enche o celeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São precisos dois para se dançar um tango."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São três os mandamentos de Sevilha: olho vê, pé anda e mão pilha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "São Vicente claro e bonito põe o vinho no barril."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sapatos brancos em Janeiro sinal de pouco dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sarampo, sarampelo, sete vezes vem ao pêlo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sardas no rosto trazem desgosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sardinha de S. João, pinga no pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sardinha e galinha, só com a mãozinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sardinha sem pão é comer de ladrão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sardinha: bem salgada, bem cozida, mal assada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sardinheiro, vende a sardinha e come galinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Saudar é cortesia, responder é obrigação."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sáveis em Maio, maleitas de todo o ano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sáveis por S. Marcos enchem os barcos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se a comida vires fazer, fartas-te antes de comer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se a galinha não canta, ninguém sabe quem põe o ovo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se a inveja fosse febre, toda a gente arderia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se a montanha não vai a Maomé, vai Maomé à montanha."<sup><small>[Note 3]</small></sup>
* "Se a rico queres chegar, vai devagar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se a Srª da Graça estiver a chorar está o Inverno a acabar, se estiver a rir está o Inverno para vir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se a tua casa é húmida, abre conta na botica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se ainda não encontraste o mal, olha-te a ti próprio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se bêbado te vires sentir, foge à companhia e vai dormir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se bebe para esquecer, pague antes de beber."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se bebes demais, tropeças e cais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se bem canta o abade, não lhe fica atrás o noviço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se bem me quer João, suas obras o dirão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se crês tudo o que ouves, come tudo o que vês."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se dás, esquece; se receberes, recorda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se deixas a casa aberta, até o santo peca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se desejas mel, não temas as abelhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se Deus não perdoasse a ladrão, ficava sozinho no Céu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se Deus o marcou, alguma coisa nele notou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se Deus o marcou, defeito lhe achou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se Deus ouvisse os cães, choviam ossos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se é pobre e não tem nada, faz-se uma trapalhada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se é rico e tem dinheiro faz-se-lhe o ofício inteiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se em terra entra a gaivota é porque o mar a enxota."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se és velho comilão encomenda o teu caixão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se escuto, esqueço, se vejo, recordo, se faço, sei-o."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se fores à caça e matares um perdigão, mostra-o ao juiz e dá-o ao escrivão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se fores a casa do Galego não te ponhas do lado do sal, nem do lado da lenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se fores a Roma, faz-te romano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sê indulgente e mostrarás ser prudente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se mais me desse mais comia, adeus senhor abade até outro dia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se Maomé não vai à montanha, a montanha vai a Maomé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se Maomé não vai à montanha, vem a montanha a Maomé."<sup><small>[Note 3]</small></sup>
* "Se meu avô não morresse ainda hoje era vivo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se muito come o tolo, mais tolo é quem lho dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se nada tens, nada vales."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não arrancas a silveira, sofre a videira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não convém, não faças; se não é verdade, não digas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não é boi, é vaca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não é no baile que se emprenha é lá que se engenha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não és de bronze, deita-te às onze."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não fazes o que queres, ao menos faz o que puderes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não fora o Pindo e a Panadeira, todas as velhas iam à Ribeira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não fosse o mau gosto, o que seria do amarelo?"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não há vento, rema."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não me dás nada, não és minha tia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não podes com o teu inimigo, alia-te a ele."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não queres, não grites."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se não tens dinheiro na bolsa, tem mel na boca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se neste mundo queres gozar, é ver, ouvir e calar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o cego guia o cego, correm ambos o risco de cair."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o céu caísse, morriam as andorinhas todas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o grande fosse valente, o pequeno paciente e o ruivo leal, todo o mundo seria igual."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o homem fosse adivinho, nunca seria pobrezinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o Inverno não erra o caminho, tê-lo-eis no S. Martinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o olho não mira, o coração não suspira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o pai é bom, adora-se; se não presta, respeita-se."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sê o primeiro a ouvir e o último a falar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o teu amor for doce, não o comas todo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o trabalho dá saúde, então trabalhem os doentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o vento norte ventar, vai-te à fogueira sentar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se o vilão soubesse o valor da galinha, em Janeiro nenhuma deixaria o poleiro."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Se os «ses» fossem feijões, ninguém morria à fome."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se os pepinos dessem em Dezembro, ninguém os comeria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se perguntas muito, andas pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se plantaste um cardo, não esperes que nasça um jasmim."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se podes olhar, vê; se podes ver, aprecia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres a vinha velha remoçada, poda-a enfolhada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres água limpa, tira-a de fonte viva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres aprender a orar, entra no mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres bem casar, teu igual vai procurar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres boa fama, não te demores na cama."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres bom alhal, semeia-o pelo Natal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres bom cabaço, semeia em Março."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres bom conselho, pede-o ao velho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres cedo engordar, come com fome e bebe devagar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres colher flores, não temas os espinhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres conhecer o teu corpo, mata o teu porco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres conhecer o vilão, põe-lhe uma vara na mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres o menino correcto, vigia-o de perto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres o velho menino, em cima do doce dá-lhe vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres pasmar teu vizinho, lavra, sacha e esterca pelo S. Martinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres paz, evita a guerra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres que digam bem de ti, não digas mal de ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres que o teu olho sare, limpa-o com o cotovelo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres saber o valor do dinheiro, tenta pedi-lo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres ser bem servido, serve-te a ti mesmo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres ser bom ervilheiro, semeia no crescente de Janeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres ser bom juiz, ouve o que cada um diz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres ser bom milhareiro, faz o alqueve em Janeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres ser forte, vence-te a ti próprio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres ter corpo são, não trames contra a razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres ter um bom alhal, semeia-o pelo Natal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres um bom cabaço, semeia-o em Março."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres uma boa filha, escolhe uma boa mãe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres ver o teu corpo, mata o porco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres ver o teu homem morto, dá-lhe couves em Agosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se queres viver com saúde, veste quente e come devagar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se sabes o que eu sei, cala-te que eu me calarei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se se discute na cozinha, cada refeição se arruina."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se tens pressa, vai andando."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se tens siso, casa com mulher de juízo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se tens um cão por amigo, tens de suportar as suas pulgas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se todos os caminhos vão dar a Roma, também todos os caminhos partem de Roma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se um burro te zurrar, não lhe zurres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Se vem chuva e depois vento, põe-te em guarda e toma tento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Seara é pão, fogo é destruição."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Seda em Janeiro, fantasia ou falta de dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sede não tem quem água não bebe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Segredo em boca de mulher é manteiga em focinho de cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Segredo em nariz de mulher, é como manteiga em focinho de cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Segredo muito encoberto é sempre descoberto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Segredos, nem à mulher se devem contar, para não complicar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Segue a formiga, se queres viver sem fadiga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Segue a moda ou abandona o mundo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Segue tu sempre a razão, embora a uns agrade e a outros não."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Seja promovido, para que seja removido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sem cobres, pouco valem os nobres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sem comer, não há prazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sem dinheiro, nada feito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sem isca não se pesca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sem ovos não se fazem omeletas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sem saúde não há felicidade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sem tempo nada se faz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sem trabalho nada se faz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sem uma mosca faz-se bem o Verão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Semeia cedo, colhe tardio, colherás pão e vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Semeia e verás, trabalha e terás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Semeia trigo em barral e não ponhas vinho em cascalhal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Semeia, planta e cria, terás alegria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sempre a verdade saiu vencedora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sempre o medo nasceu da culpa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Senhoria de Itália, dom de Espanha, não valem uma castanha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Separar o trigo do joio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ser bom ou mau é gosto de cada um."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ser farinha do mesmo saco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ser mais papista que o papa."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Ser useiro e vezeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Será melhor perder um dedo que uma mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Será melhor ser livre e pobre, que escravo com cadeia de ouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Será melhor ser mendicante que ignorante."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Será melhor um amigo que cem parentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Será melhor um cão amigo do que um amigo cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Será melhor um presente que dois futuros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Será melhor uma abelha que um exército de vespas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Será melhor uma ajuda que cem conselhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Será melhor uma crítica sensata que um elogio exagerado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Serás o que quiseres, se ousares o que puderes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Seria melhor não falar que começar e não acabar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Setembro é o Maio do Outono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Setembro molhado, figo estragado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Setembro ou seca as fontes ou leva as pontes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Setembro que enche celeiro, dá triunfo ao rendeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Silêncio não significa esquecimento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sinal na perna, mulher de taberna."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sinal no braço, mulher de desembaraço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sinal no peito, mulher de respeito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só de bagos fez uma velha cem pipas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só Deus sabe o que está para vir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só Deus sabe o que vai na cabeça de cada um."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só esteja, quem só se deseja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só fala quem tem que se lhe diga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só ganha quem joga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só lembra Santa Bárbara, quando troveja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só me saem duques!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só não se acaba o que nunca se começa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só os cordiais merecem ser tratados com cordialidade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só perde quem tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só quem a si se governa pode governar os outros."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só se morre uma vez."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só se veja, quem só se deseja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só sentimos o mal alheio quando o nosso bate à porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só te lembras de S.ta Bárbara quando troveja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Só vão à forca os ladrões pequenos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sobe devagar, chegarás sem cansar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sobram culpas onde falta amor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sobre comer, dormir, sobre cear, passear."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sobre figos, água, sobre pêras e melão, vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sobre um ovo põe a galinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sofre de medo quem tem medo de sofrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sofre e sofrer-te-ão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sofre para saber e trabalha para ter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sofrer que nem passarinho na mão do menino."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sol de Janeiro sai tarde e põe-se cedo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sol de Junho madruga muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sol de Março queima a dama no Paço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sol de Março, fere que nem maço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sol e chuva, casamento da viúva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sol na eira e chuva no nabal, pão na masseira, não pode ser."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sol na eira e chuva no nabal."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Solas e vinho andam caminho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Solteiro, pavão; noivo, leão; casado, jumento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Somos galegos e não nos entendemos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Somos irmãos, mas as nossas bolsas não são irmãs."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sonhar é fácil!"<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sonhava o cego que via, sonhava o que queria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sopa entornada, boca lavada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sopa fervida alarga a vida."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sopas engolidas, goelas humedecidas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sorri se abres uma porta; fica triste se levantas uma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sou bainha de ouro e faca de chumbo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Sozinho não se está bem nem sequer no paraíso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Subiu a rã à pedrinha e diz que viu Calcutá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==T==
* "Tabaco e aguardente transformam o são em doente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tanto é ladrão o que vai à vinha, como o que fica ao portal."<ref name="LDP" />
* "Tal amo, tais criados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tão ladrão é o que vai à vinha, como o que fica ao portal."<ref name="LDP" />
* "Tal árvore, tais frutos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ter um peso na consciência."<ref name="LDP" />
* "Tal cabeça, tal sentença."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tim tim por tim tim."<ref name="LDP" />
* "Tal é o demo como sua mãe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Triste da casa onde a galinha canta e o galo cala."<ref name="APR" />
* "Tal pai, tal filho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Talento sem virtude é ouro sem dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tamarez, duma pipa faz três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tanta culpa é ser furioso como fraco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tantas vezes vai o cântaro à fonte que lá deixa a asa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tanto é ladrão o que vai à vinha como o que fica à porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tanto é ladrão o que vai à vinha, como o que fica ao portal."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Tanto é passar como não chegar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tanto faz dar-lhe na cabeça como na cabeça lhe dar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tanto pica a pega na raiz do trovisco que quebra o bico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tanto quis o diabo aos filhos, que lhe tirou os olhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tão belo não há nada como aquilo que nos agrada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tão certo como dois e dois serem quatro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tão duro é ao doido calar, como ao sisudo falar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tão grande é o dia como a romaria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tão ladrão é o que vai à horta como o que fica à porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tão ladrão é o que vai à vinha como o que fica à portinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tão ladrão é o que vai à vinha, como o que fica ao portal."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Tão ladrão é o que vai ao naval como o que fica ao portal."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tão vil é na mentira o «sim» como honrado na verdade o «não»."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tarde dá o que espera que lhe peçam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tarde é o que nunca chega."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tarde piaste."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tardou, mas arrecadou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tarefa apressada, tarefa estragada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tarefa bem começada é meio acabada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Teima, mas não apostes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Telha de igreja sempre goteja."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tem cuidado de o ganhar, que tempo fica para o gastar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tem mais tretas que letras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tem muito tempo aquele que o não perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tem o porco meão pelo S. João."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tem tento, quando te der no rosto o vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tem tudo o que lhe apraz quem com pouco se satisfaz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Temor de Deus, quem o tem não temerá ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Temos muito, falta-nos muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tempo de cuco, um pouco molhado, um pouco enxuto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tempo de guerra, mentira na terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tempo é dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tempo e maré, não esperam por ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tempo trás tempo e a chuva trás vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Temporal e guerra não duram sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tenda e venda para quem a entenda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tenda quer-se com quem a entenda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tenda, é preciso quem a atenda, senão que a venda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tenha eu pipas e cabedal e, quem quiser, vinhas e lagares."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tenhamos saúde e paz e teremos assaz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tenho uma gaveta, não sei que lhe faça nem sei que lhe meta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tens vinha dobrada se a tiveres fechada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ter a faca e o queijo na mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ter cara de quem comeu e não gostou."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ter começado é meio caminho andado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ter dor de cotovelo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ter fraca cara para ser santo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ter mais olhos que barriga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ter mais pendão que caldeira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ter um peso na consciência."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Ter uma voz robusta não significa ter razão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Terminado o jogo, vai tanto o rei como o peão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Terra negra dá bom pão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Terra quanta vejas, casa quanta caibas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Testemunhas tem de arredar quem mente ou quer enganar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tim tim por tim tim."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Tirar nabos da púcara sem se escaldar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tirar o cavalinho da chuva."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Toda a macaca acha belos os seus macaquinhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Toda a montanha tem o seu vale."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Toda a palha faz palheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Toda a panela tem a sua tampa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Toda a pergunta tem resposta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todas as coisas boas são em número de três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todas as coisas são difíceis, antes de se tornarem fáceis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todas as flores de amanhã estão nas sementes de hoje."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todo o burro come palha, a questão é saber dar-lha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todo o galo tem o seu poleiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todo o homem tem o seu preço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todo o muito tem a sua recompensa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todo o mundo quer justiça, mas não em sua casa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todo o passarinho gosta do seu ninho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos adoram o sol nascente e mais o seu poente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos ao morrer dão bons conselhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos falam e murmuram, e ninguém olha para si."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos nascem a chorar e ninguém nasce a rir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos os améns levam a alma ao céu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos os caminhos levam à ponte quando o rio vai de monte a monte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos os caminhos vão dar a Roma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos os diabos ruins têm sorte."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos os diabos são parecidos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos os dias galinha enfastia a cozinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos os fidalgos são primos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos os rios correm para o mar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos podem governar, mas nem todos podem trabalhar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos somos de barro e Deus é o oleiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos têm a sua cruz."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Todos têm a sua hora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tola é a ovelha que se confessa ao lobo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Toleirão, cara de burro, nariz de cão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tolo calado, por sábio é contado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tolo é Afonso, mas não de todo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Toma em rapaz bom caminho, seguí-lo-ás em velhinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Toma lá, dá cá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tomar atalhos novos e deixar caminhos velhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tonel mal lavado, vinho estragado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Torna-te erva e serás comido pelas cabras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tostão a tostão, faz um milhão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Touro não berra por filho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trabalha e terás, madruga e verás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trabalhador prudente evita o acidente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trabalhar como um mouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trabalhar e ganhar ensinam a gastar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trabalhar para aquecer, todos gostamos de não fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trabalho apressado, não dá bom resultado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trabalho comum, trabalho de nenhum."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trabalho de menino é pouco, mas quem o despreza é louco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trabalho feito não mete pressa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trabalho precipitado não dá bom resultado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trastes velhos e parentes, poucos e ausentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trazer a coroa não tira a dor de cabeça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trazer o rei na barriga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trazer os outros a toque de caixa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trazes o terço na mão e o diabo no coração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trazia um figo para ti, mal que o vi, logo o comi."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Três burros e um ignorante são quatro animais."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Três coisas enganam os homens: as mulheres, os copos pequenos e a chuva miudinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Três coisas mudam o homem: a mulher, o estudo e o vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Três foi a conta que Deus fez."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Três horas dorme o santo, três e meia o que não é tanto, quatro o estudante, cinco o extravagante, seis o porco e sete o morto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Três inimigos têm o segredo: Baco, Vénus e o interesse; o primeiro descobre, o segundo vende e o terceiro arrasta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Três irmãos, três fortalezas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Três luzes a arder deitam uma casa a perder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Três mulheres e um pato fazem uma feira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Três, foi a conta que Deus fez."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trigo acamado, seu dono levantado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Triste da casa onde a galinha canta e o galo cala."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Tristezas não pagam dívidas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trovão de Janeiro, nem bom prado nem bom palheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trovão do Larouco, todo é pouco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trovoada de Maio, depressa passa ."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Trovoadas em Agosto, abundância de uva e mosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tu que sabes e eu que sei, cala-te tu que eu me calarei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo ao monte e fé em Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo como dantes, quartel-general em Abrantes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo é bom, em seu tempo e seu lugar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo é difícil, antes de ser fácil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo falta a quem tudo quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo o que é pequeno tem graça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo o que é violento não dura muito tempo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo o que vem à rede é peixe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo o que vier é ganho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo pode o dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo quer o que é seu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo se diz e tudo se sabe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo se estima segundo se julga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo se lava, menos a má-língua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo se quer no seu tempo e os nabos pelo Advento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo se vai atrás dos seus donos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Tudo tens, tudo vales, nada tens, nada vales."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==U==
* "Um adquire, outro gasta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um ano de Coimbra vale por três de tarimba."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um avarento por causa de um perde um cento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um bom conselheiro alumia como um candeeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um bom exemplo nunca se perde."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um bom gato, um bom rato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um bom livro é o melhor dos amigos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um bom madeireiro, pelo S. João, há-de ter boa aceitação."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um bom professor faz os alunos bons."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um burro carregado de livros é doutor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um carneiro não turra só."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um cego não pode ser juiz em cores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um coração contente é festim permanente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um cravo com outro se tira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um dedo a mais estraga a mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um dia é pai, e o outro é padrasto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um dia frio, outro quente, logo um homem é doente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um dia o soberbo cai e o humilde sobressai."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um dia segue outro, como um amor faz esquecer outro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um dia vale por dois, para quem diz «Já» e não «Depois»."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um doente come pouco e gasta muito."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um doido fará cem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um grão não enche o celeiro, mas ajuda o seu companheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um homem é um homem e um gato é um bicho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um homem sem carácter é um soldado sem armas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um homem sem dinheiro é um lobo sem dentes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um inimigo é demasiado, cem amigos não chegam."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um lindo vestuário é uma carta de recomendação."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um mau com outro se quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um mouro de trabalho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um néscio dá, às vezes, um bom conselho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um olho no burro, outro no cigano."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um olho no prato, outro no gato."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um padre a pecar, conta a dobrar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um pequeno buraco faz afundar um grande barco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um pobre virtuoso vale mais que um rico vicioso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um pouco de fel torna amargo muito mel."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um prego empurra outro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um recado numa cara sem vergonha é uma enchente de riso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um romeiro não quer outro por parceiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um ruim com outro se quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um santo não pode estar em dois altares."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um único dedo não consegue sequer matar uma pulga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Um velho amigo é melhor que dois novos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma água de Maio e três de Abril valem por mil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma andorinha só não faz a Primavera."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma andorinha só não faz o verão, nem um dedo só faz uma mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma boa cabeça vale mais do que cem braços."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma boa faca não torna bom um mau cozinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma boa fogueira faz uma boa cozinheira."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma boca, uma sopa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma cama em Agosto e uma ceia em Natal, quem quer a pode dar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma chave de ouro abre todas as portas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma coisa é dizer, outra é fazer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma coisa é falar da morte, outra é morrer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma coisa é prometer, e outra é manter."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma coisa pensa o cavalo e outra quem o cavalga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma desgraça nunca vem só."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma escada de mil degrau começa por uma passada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma experiência a mais, uma ilusão a menos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma flor não faz grinalda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma imagem vale mais que mil palavras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma linda barba não faz a sabedoria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma maça podre apodrece um cento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma maçã por dia mantém o médico longe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma mão lava a outra e ambas o rosto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma mentira descobre outra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma mulher faz, duas cansam-se, três necessitam de ajuda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma no cravo, outra na ferradura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma ovelha má põe o rebanho a perder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma ovelha tinhosa faz todo o rebanho tinhoso."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma palavra boa custa pouco e vai longe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma passada má, qualquer a dá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma porta se fecha, outra se abre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma vela acesa a Deus e outra ao diabo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma verdade amarga é mais doce que uma mentira doce."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uma vez ladrão, ladrão para sempre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Unge-te de mel e serás coberto de moscas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uns à porta outros ao ferrolho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uns batem o mato, outros apanham as lebres."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uns comem os figos, a outros rebenta-lhes a boca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uns dando enriquecem, outros roubando mais empobrecem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uns são filhos, outros são enteados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Urinar claro, figas ao médico."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Usa cama de frade e mesa de pobre, terás saúde que farte e alegria que sobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Usa e serás mestre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Useiro e vezeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uva, Nora e Fonte Ladrão três povos eram e três povos são; os três juntos não fazem um bom."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uvas, figo e melão, é sustento de nutrição."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Uvas, pão e queijo sabem a beijo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==V==
* "Vem o demóniorio depor fora,onde enxotavão as galinhas da casaáguas."<ref name="APR"sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vaca de Santo André e mulher de Tourém, não servem para ninguém."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vender gato por lebre."<ref name="LDP" />
* "Vaca, bem cozida e mal assada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Viva a galinha, viva com a sua ''pevide''."<ref name="APR" />
* "Vai a moça ao rio, conta o seu e o do vizinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai e vem pela sombra, para ser burro pouco te abonda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai e vem quem de seu tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai el-rei até onde pode e não onde quer."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai para o Porto a cavalo num burro morto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai para o Porto de rabo alçado e focinho torno."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vais à missa e não vistes os Santos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai-se o bem para o bem e o mal para quem o tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai-se o perigo, volta a presunção."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai-se o tempo com o vento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai-te com Deus e S. Miguel com as almas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai-te ganho que dás perca."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vai-te Vicente para Benavente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale a lei o que quer o Rei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale este homem quanto pesa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais a boa acção, que a oração."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais a nação, que a criação."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais a palavra que o dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais a prática, que a gramática."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais crédito que dinheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais geração do que educação."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais não vender que perder."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais pedir que furtar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais um «sim» tardio que um não «vazio»."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais um a fazer, que cem a mandar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais um ano à volta, que nunca à porta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais um bom mandador que um bom trabalhador."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais um inimigo que nos avisa do que o amigo reservado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais um testemunho de vista que dez de ouvido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais uma hora de ciência do que cem de ignorância."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais uma rosa ao vivo, que cem coroas ao morto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale mais uma sardinha com paz do que uma galinha com guerra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vale quem tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Valha-nos S. Silvestre e a camisa que ele veste."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vamos à vida que a morte é certa, embora em data incerta."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vamos à vida que a morte é certa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vamos andando e vamos vendo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vão as leis onde querem os reis."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vão-se os amores, ficam as dores."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vão-se os anéis e fiquem os dedos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vás onde vás, com quais te achares tal te farás."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vasilha de pinho não faz bom vinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vaso ruim não tem quebra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vassoura nova sempre varre bem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vaza barata, trunfo na mesa."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vêem-se caras, não se vêem corações."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velha galinha, faz gorda cozinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velho como a Sé de Braga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velho é Pedro para cabreiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velho enamorado, cedo enterrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velho enamorado, velho enterrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velho mudado, velho enterrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velho põe a vinha, velho a vindima."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velho que de si cura, cem anos dura."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velho que não adivinha, não vale uma sardinha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velho que não anda, desanda."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velho recém-casado, reza-lhe por finado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Velhos são os trapos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vem o demónio de fora, enxota as galinhas da casa."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Vencer sem luta é triunfar sem glória."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vende público e compra secreto."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vender gato por lebre."<sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Venha minha nora, mas venha cada dia e não cada hora."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Venha o diabo de onde vier, venha a Viana e escolha mulher."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Venha o diabo e escolha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vento de Março e chuva de Abril fazem o vinho florir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vento de Março, chuva de Abril, fazem o Maio florir."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vento leste, não dá nada que preste."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vento suão, água na mão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vento suão, molha no Inverno e seca no Verão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ver a palhinha no olho alheio e não ver a trave no seu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ver as barbas do vizinho a arder e por as suas de molho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ver bem o terreno que pisas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ver os touros de palanque."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ver para crer, como S. Tomé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Ver primeiro onde põe o pé."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Verdade, verdade, não há beleza sem bondade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vergonha não sente, quem culpa não tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vermelho ao mar, calor de rachar."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vê-se na adversidade o que vale a amizade."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vestido, até um bastão parece um barão."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vício não castigado cresce ilimitado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vida de só, vida de Job."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vida que levas, fome que rapas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vida regrada, vida prolongada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinagre na charneca é vinho de três anos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vindima em Outubro que S. Martinho to dirá."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vindima enxuto, colherás vinho puro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vindima molhada, acaba cedo e aliviada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vindima molhada, pipa asinha despejada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vindima molhada, pipa azinha despejada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinha apreciada, quero-a ensolarada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinha com pedra e horta com terra."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinha entre vinhas, casa entre vizinhas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinha na Lua Nova podada, nem dá uva nem dá nada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinha onde pegue, horta onde regue."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinha posta em bom compasso ao primeiro ano dá agraço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinha que rebenta em Abril, pouco vinho dá para barril."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinha, escave-a quem quiser, pode-a quem souber e cave-a o dono."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinhas, minhas; olivais, dos nossos pais; montados, dos antepassados."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho a seis, cabra a três."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho às nozes e água aos peixes."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho com água é saúde do corpo e da alma."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho com melancia faz azia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho de Abril é gentil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho de Airó, bebe-o tu só."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho de boa cepa e filha de boa mãe."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho de casa não embriaga."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho de Março não vai ao cabaço, e vinho de Abril não enche cantil."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho de Março, colhe-se no regaço."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho de pêras não o bebas, nem o dês a quem bem queiras."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho derramado é sinal de alegria."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho doce, bebe-o como se nada fosse."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho e amigo, o mais antigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho e confissão tudo descobrem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho e linho não têm Domingo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho e linho só são frios um bocadinho."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho e medo descobrem o segredo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho e mouro não é tesouro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho e riqueza mudam o homem mais sóbrio."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho em excesso, nem guarda segredo, nem cumpre promessas."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho não prove quem mais vinho tem."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho novo não quer odres velhos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho por fora e vinho por dentro cura os males num momento."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho puro desenrola a língua."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho que baste, carne que farte e pão que sobre e seja eu pobre."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho sobre melancia dá pneumonia."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho tirado é vinho bebido."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho turvo e pão quente, são inimigos da gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho turvo, figos verdes e pão quente são inimigos da gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho turvo, madeira verde e pão quente são três inimigos da gente."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho velho e velhos amigos são boas provisões."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho verde em Janeiro é mortalha no telheiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho, azeite e amigo, o mais antigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho, azeite e amigo, sempre do mais antigo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho, mulheres e tabaco põem o homem fraco."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho, ouro e amigo, quanto mais velho, melhor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho, pela cor, pão, pelo sabor."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinho, vinagre, pão bolorento, sardinha salrenta, deita-te preto, cava enxada."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinhos maus todos são uns."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vinte galinhas e um galo comem tanto como um cavalo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vira o disco e toca o mesmo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Virar o bico ao prego."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vira-se o feitiço contra o feiticeiro."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Visto isto e os actos, quem comeu escusa de pratos."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Viúva nova e rica, casada fica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Viúva rica, com um olho chora, com outro repenica."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Viva a galinha, viva com a sua ''pevide''."<sup><small>[Note 1]</small></sup>
* "Viver de crédito, pagar dobrado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Viver é como desenhar sem borracha."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Viver não custa, o que custa é saber viver."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vizinhança é meia parentela."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vontade de rei não conhece a lei."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Voo de falcão, morte de gavião."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Voz do povo, voz de Deus."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Vozes de burro não chegam ao céu."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==X==
 
 
==Z==
* "Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades."<ref name="LDP"sup><small>[Note 2]</small></sup>
* "Zé Nabiça, quanto vê, quanto cobiça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
* "Zeloso que não sabe dar a capa não tem bom zelo."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Zombai com o tolo em casa, zombará convosco na praça."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
* "Zorro deitado não apanha bocado."<sup><small>[Note 4]</small></sup>
 
==Notes==
{{Referências}}
*<small>[Note 1] - {{citar web |URL=https://books.googleusercontent.com/books/content?req=AKW5QadlbMVPPQjwGLb4Xf1fju0HH9N35d5m-4Utw-tevcQ-vjmXRJ9_qNrbbDC_JSLkJZvnZlzYYn7oawuKlu8DsDGz6yOObaiJ-q0I-XtnZX-HXFa0cGw8hlyS3pTjpIl5xAgwFmYWUhyqvYm5OzW1cRT4riqQXmgvepEPj1cb3vtwdZuxI1j4cjsMsj91I5Y_KQLfOTBOESCCLUyhFETLF8Ja8UE4Wqbu9HADw4rwGhsxIJNFXPk7EU5rdnC8UxtlK_wc3iaEi1pB7law0olEdRFMm-TDvDYdYbSRLRTl2LSV6zyD0ek |título= Adágios, Provébios e Rifãos|autor=ROLLAND, Francisco |publicação=Typ. Rollandiana, Lisboa |data=1780 }}</small>
*<small>[Note 2] - {{citar web |URL=https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/31719/1/ulfd133977_tese.pdf |título= Legispertinagem da Paremiologia|autor=LOPES, Filipe Vasques do Nascimento Neto |publicação=UL-Faculdade de Direito |data=2017 }}</small>
*<small>[Note 3] - {{citar web |URL=https://natura.di.uminho.pt/~jj/pln/calao/dicionario.pdf |título= Dicionário aberto de calão e expressões idiomáticas |autor=ALMEIDA, José João |publicação=Universidade do Minho |data=22 de Março de 2020 }}</small>
*<small>[Note 4] - {{citar web |URL=http://www.cercifaf.org.pt/mosaico.edu/1c/proverb1.txt |título= Provérbios Letra a Letra |autor= |publicação=CECIRFAFE |data=maio de 2002 }}</small>
 
==Veja também==
30

edições