Diferenças entre edições de "Provérbios em Português"

correct layout; +novos
m (- *** "Convidados ... " - Relampgos e trovões)
(correct layout; +novos)
copwp
{{wikificação}}
 
''Esta seleção contém'' '''[[w:provérbio|provérbio]]s em [[w:língua portuguesa|língua portuguesa]]'''. ''A língua portuguesa é predominante nos seguintes países: [[w:Angola|Angola]], [[w:Brasil|Brasil]], [[w:Cabo Verde|Cabo Verde]], [[w:Guiné-Bissau|Guiné-Bissau]], [[w:Macau|Macau]], [[w:Moçambique|Moçambique]], [[w:Portugal|Portugal]], [[w:São Tomé e Príncipe|São Tomé e Príncipe]], [[w:Timor Leste|Timor Leste]].''
 
"Provérbio - uma sentença de caráter prático e popular, que expressa em forma sucinta, e não raramente figurativa, uma idéia ou pensamento"
Tem gente que está confundindo provérbio com citação. A quem couber a revisão ou ao próprio que assina, favor retirar as citações e encaminhá-las, por exemplo, para uma página pessoal.
 
 
==A==
* "A verdade ensina o caminho, mas a mentira confunde toda a gente." (Portugal)
* " A vida é louca, nela eu estou de passagem ." (Brasil)
* "A abelha não leva chumbo." (Africano)
* "A açorda faz a velha gorda e a menina formosa."
* "A fruta proibida é a mais apetecida."
* "A função faz o orgão."
* "A galinha da minha vizinha é mais gorda que a minha." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "A galinha da minha vizinha é sempre melhor que a minha." (Portugal)
* "A galinha que canta como galo corta-se-lhe o gargalo."
* "A gosto danado o doce é amargo."
*** "A ocasião faz o furto, o ladrão já nasce feito."
* "A ordem dos fatores não altera o produto."
* "A paixão é cega." (Portugal)
** '''Adulteração:'''
*** "A ordem dos tratores não altera o viaduto."
* "A verdade na arte é apenas a sinceridade das impressões do artista." (Portugal)
* "A vida humana sem religião, é viagem sem roteiro." (Portugal)
* "A vida não tem preço." (Portugal)
* "A vingança é um prato que se serve frio."
* "A bom entendedor meia palavra basta."
** '''Adulterados:'''
*** "Água mole em pedra dura tanto bate até que falta água."
*** "Água mole em pedra dura, tanto bate e nunca fura."
* "Água pelo São João tira azeite e não dá pão."
* "Águas passadas não movem moinhos." (Brasil e Portugal)
** '''Adulterados:'''
*** "Águas passadas já passaram."
* "Águas verdadeiras, pelo São João as primeiras." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
* "As rosas caem os espinhos ficam."
* "As sopas e os amores, os primeiros são os melhores."
* "As tatuagens nas costas são conhecidas daquêles que as executam (não de quem as traz.)." (Portugal)
* "Às três é de vez."
* "As boas contas fazem os bons amigos."
*** "Atrás de mim virá quem bom de mim (fará|dirá)."
* "Azeite de cima, mel do meio e vinho do fundo, não enganam o mundo."
* "Água mole pedra dura, tanto bate até que fura." (Brasil)
 
==B==
*”boa "boa quem faz bem." (Portugal)
* "Baleias no canal, terás temporal." (Portugal-São Jorge)
* "Barcos virão, novas trarão." (Portugal-Corvo)
** '''Alternativos:'''
*** "Cada um dá o que tem e a mais não é obrigado."
* "Cada um deita-se na cama que faz." (Portugal)
* "Cada um é filho de seu pai." (Portugal)
* "Cada um é para o que nasce."
* "Cavalo velho não pega andadura."
** '''Alternativos:'''
*** "Cachorro velho não aprende truque novo." (Brasil)"
* "Cego é quem vê por entre fios de seda." (Portugal)
* "Cesteiro que faz um cesto faz um cento." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "Cesteiro que faz um cesto faz um cento se lhe derem verga e tempo."
* "Céu escamado, em três dias é molhado." (Portugal)
* "Céu pedrento, chuva ou vento, não tem assento."
* "Chapa ganha, chapa (gasta|batida)."
* "Como te fizer teu compadre, assim lhe faz." (Portugal)
* "Compreender e compadecer-se, é todo o segredo da bondade." (Portugal)
* "Compro, logo existo!!" (Brasil)
* "Confia, mas reserva-te." (Portugal)
* "Confiamos menos nos homens, à medida que mais os praticamos." (Portugal)
*** "De Espanha nem bons ventos nem bons casamentos." (Portugal)
*** "Da Argentina só vem frente fria." (Brasil)
* "Da flor de Janeiro, ninguém enche o celeiro." (Portugal)
* "Da mão à boca vai-se a sopa."
* "Da minha galinha, a postura é minha." (Portugal)
* "Da noz, o figo é bom amigo." (Portugal)
* "Dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus."
** '''Alternativos:'''
*** "Dar a César o que é de César." (Portugal)
* "Dar o seu a seu dono."
* "Das duas, uma." (Portugal)
* "De boas intenções o inferno está cheio."
** '''Alternativos:'''
** '''Adulteração:'''
*** "De grão em grão a galinha engasga."
* "De hora a hora Deus melhora." (Portugal)
* "De homem para homem não vai força de boi."
* "De livro fechado não sai letrado."
* "De manhã é que começa o dia."
* "De noite todos os gatos são pardos."
* "De pequenino (é que) se torce o pepino."
** '''Alternativos:'''
*** "De pequenino se constrói o destino." (Portugal)
*** "Deitar cedo e cedo erguer, dá imenso sono."
*** "Deitar cedo e cedo erguer, dá um sono do caraças."
* "Deixar entrar pela porta o que saiu pela janela." (Portugal)
* "Depois da noiva casada não faltam pretendentes."
* "Depois da tempestade, vem a bonança."
* "Dividir para conquistar."
** '''Alternativos:'''
*** "Dividir para reinar." (Portugal)
* "Diz o roto ao nu: porque não te vestes tu."
* "Diz o tacho para a panela: sai daqui não me enferretes."
*** "Do mal o menos."
* "Dos Santos ao Natal, é bom chover e melhor nevar." (Portugal)
* "Duas cabeças pensam melhor (do que|que) uma." (Portugal)
* "Dura pouco, quando dura, o que pouco custou a alcançar." (Portugal)
* "Duro com duro não faz bom muro."
** '''Adulteração:'''
*** "Boca fechada não cai os dentes."
*** "Boca fechada não fala."
* "Em bom pano cai a nódoa."
* "Em casa bem regrada: ao meio-dia a olha; à noite a salada." (Portugal)
* "Em Outubro manda o boi para o palheiro e o barco para o muro."
* "Em Outubro pega tudo." (Portugal)
* "Em política, o que parece é." (Portugal)
* "Em pouco muito se diz."
* "Em questões de amor e bravura, os que mais roncam são os que menos fazem." (Portugal)
** '''Adulteração:'''
*** "Errar é humano, perseverar é diabólico!"
*** "Errar é humano, persistir no erro é burrice!!"
* "Erva ruim, não a queima a geada." (Portugal)
* "Está a Candelária a chorar, está o inverno a passar."
* "Falas-me a guaguejar, estás-me a enganar."
* "Farinha pouca, meu pirão primeiro." (Brasil)
* "Favas o Maio as dá, o Maio as leva."
* "Faz a tua ceara onde cante a cigarra."
* "Faz contas com a hóspeda e verás o que te fica." (Portugal)
* "Filho és pai serás."
** '''Alternativos:'''
*** "Filho és, pai serás., Como oconforme fizeres, assim o acharás." (Portugal)
* "Filho aborrecido nunca recebe bom castigo."
* "Filhos criados, trabalhos dobrados."
* "Gaivotas em terra, tempestade no mar."
* "Galinha de campo não quer capoeira."
* "Gato escaldado, de água fria tem medo." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "Gato escaldado tem medo de água fria." (Brasil)
* "Galinha pedrês não a comas nem a dês."
* "Gastos demasiados, caminho de miséria." (Portugal)
 
* "Geada na lama água na cama."
* "Gente tola e touros: paredes altas."
* "Gira o disco e toca a mesma." (Portugal)
* "Gordura é formosura (|magreza é beleza)."
* "Gostos não se discutem."
*** "Há males que vem para pior|piorar)."
*** "Há males que vem pra ferrar com todo o resto mesmo."
* "Há mar e mar, há ir e voltar"." (Alexandre O'Neill, Portugal)
* "Há que dar tempo ao tempo."
* "Há remédio para tudo menos para a morte."
*** "Sorte no jogo, azar no amor."
*** "Azar ao jogo, sorte aos amores." (Portugal)
* "Ir à lã e (sair!ser) tosquiado." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "Ir buscar lã e ser tosquiado."
* "Juntam-se as comadres, descobrem-se as verdades."
* "Juramentos de amor, juramentos de um dia." (Portugal)
* "Justiça tardia não é Justiça." (Portugal)
 
==K==
* "Mãe há só uma." (Portugal)
* "Mais alto é aquele que mais tem." (Portugal)
* "Mais depressa se apanha um mentiroso (do que|que) um coxo." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "Mais depressa se encontra um mentiroso que um coxo."
*** "É mais fácil pegar um mentiroso do que um coxo."
* "Mais do que o dado, vale a maneira de o dar." (Portugal)
*** "Mais vale tarde do que muito mais tarde."
* "Mais vale um ano à volta que nunca a casa."
* "Mais vale um "''toma''" do que dois "''te darei''"."
* "Mais vale um gosto do que seis vinténs."
* "Mais vale um gosto na vida que seis (reis|vinténs) na algibeira."
* "Mais vale um inimigo sábio que um amigo ignorante."
* "Mais vale um mau acordo (do que|que) uma boa (sentença|demanda)." (Portugal)
* "Mais vale um pássaro na mão do que dois a voar."
** '''Alternativos:'''
* "Manhã com arco mal vai o barco. se à tarde vem, é p'ra teu bem."
:- '' Arco-Íris.
* "Manhã de névoa, tarde de sesta"." (Portugal)
* "Manhã de nevoeiro, tarde de calmeiro"." (Portugal)
* "Manda quem pode, obedece quem tem juízo."
** '''Alternativos:'''
*** "Manda quem pode, obedece quem deve."
* "Mãos frias, coração quente."
** '''Alternativos:'''
*** "mãos frias, coração quente (amor ardente| amor para sempre|)."
* "Mordedura (de cão) cura-se com o pêlo do mesmo cão."
* "Morra Marta, morra farta."
* "Morrer e pagar quanto mais tarde melhor." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "Pagar e morrer, é a ultima coisa a fazer." (Portugal)
* "Mulher que a dois ama, a ambos engana." (Portugal)
* "Mulher que nas juras de homem se fia, chora de noite e de dia." (Portugal)
* "Mulher séria não tem ouvidos." (Portugal)
* "Mulheres, mulas e muletas, tudo se escreve com a mesma letra."
 
==N==
* "Na terra onde vieres ter faz como vires fazer."
* "Na adversidade é que se prova a amizade."
* "Na água turva é que se apanha o bargue." (Africano)
* "Nada se dá com tanta liberalidade como os conselhos." (Portugal
* "Não alimentes burros a pão-de-ló."
* "Não basta ser, é preciso parecer." (Portugal)
* "Não confies em flores que desabrocham em Março, nem em mulher que não tem vergonha."
* "Não contes com o ovo no cu da galinha."
* "Não é vilão o da vila, senão o que faz vilania." (Portugal)
* "Não está sempre na mão de cada um o ser feliz, mas está o merece-lo." (Portugal)
* "Não existe crime, onde não existe motivo." (Portugal)
* "Não faças aos outros o que não gostas que te façam a ti."
* "Não faças nada, sem consultar a almofada." (Portugal)
* "Não há nada tão forte, a que não derrube a morte." (Portugal)
* "Não há regra que não falhe." (Portugal)
* "Não há regra sem excepção." (Portugal)
* "Não há nada, por mais antigo que seja, que não fosse já novo." (Portugal)
* "Não há parto sem dor."
* "Não peças a quem pediu, nem sirvas a quem serviu." (Portugal)
* "Não ponhas dúvidas, nem faças contendas sem que saibas a quem te diriges." (Portugal)
* "Não queira o sapateiro ir para além do chinelo." (Portugal)
* "Não queira o sapateiro tocar rabecão."
* "Não se arrancando a silveira, padece a videira." (Portugal)
* "Nem todo o grão vai ao olho do moinho."
* "Nem todos os dias morrem bispos." (Portugal)
* "Nem tudo o que parece é." (Portugal)
* "Nem tudo que reluz é ouro."
** '''Alternativos:'''
* "Ninguém é bom juiz (nem mau advogado), em causa própria." (Portugal)
* "Ninguém é mais fácil de enganar, que aquele que não engana ninguém." (Portugal)
* "Ninguém é profeta em terra própria."
** '''Alternativos:'''
*** "Ninguém é profeta na sua terra."
* "Ninguém seria vendeiro, se não fosse o dinheiro." (Portugal)
* "No aperto e no perigo se conhece o amigo."
* "No dia de São José tudo pega pelo pé." (Portugal)
* "No dia de S. Martinho vai à adega e prova o vinho." (Portugal)
* "No meio (está|é que está) a virtude." (Portugal)
* "No melhor pano cai a nódoa."
* "No Natal, passadinha de Natal."
* "Nuvens finas, sem ligação, bom tempo, brisas de feição."
* "Nuvens pequenas, altas e escuras são chuvas certas e seguras."
* "Nunca abra a janela do carro quando o boi estiver próximo."
 
==O==
* "O comer e o coçar estão no começar."
* "O corno é sempre o último a saber."
* "O crime compensa." (Portugal)
* "O crime não compensa."
* "O cu não tem nada a ver com as calças."
* "O dinheiro fez-se para se (contar|gastar)."
* "O dinheiro não dá a felicidade, mas ajuda muito."
* "O dinheiro não fala." (Portugal)
* "O Direito é uma ciência de rigor." (Portugal)
* "O eco da primeira palavra fica sempre no coração." (Africano)
* "O enfatuado é um tolo, que os tolos reputam sábio." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "O macaco não vê o seu rabo." (Cabo Verde)
***: ''"Em [[w:Crioulos de Barlavento|crioulo]]: "Macóc' ca ta oiá sê rób'."''
* "O magnânimo tem por sua a honra dos seus." (Portugal)
* "O maior revés nada vale, quando a honra fica de pé." (Portugal)
* "O que mais custa melhor sabe."
* "O que não mata engorda."
* "O que não tem remédio, remediado está." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "O que não tem solução, solucionado está."
*** "Pau que nasce torto, mija fora da bacia."
** '''Alternativos:'''
*** "Quem torto nasce, tarde ou nunca se endireita." (Portugal)
*** "Pau que nasce torto morre torto."
* "O que o berço dá só a tumba tira."
* "O que tu sabes já eu me esqueci."
* "O rabo é o pior de esfolar."
* "O respeito não se ganha, conquista-se." (Portugal)
* "O ridículo desonra mais que a desonra." (Portugal)
* "O rio passado, o santo não lembrado." (Portugal)
* "O risco que corre o pau, corre o machado."
* "O saber não ocupa lugar!."
* "O sábio aponta para a lua; o tolo olha para o dedo." (Portugal)
* "O segredo é a alma do negócio." (Portugal)
* "O seguro morreu de velho."
* "Onde alhos há, vinho haverá." (Portugal)
* "Onde canta galo não canta galinha."
* "Onde choram, não cantes." (Portugal)
* "Onde entra o beber, sai o saber." (Portugal)
* "Onde está galo não canta galinha."
** '''Alternativos:'''
*** "Os carneiros|ovelhas começam por dar a lã, e acabam por dar a carne."
* "Os carros não foram feitos para bater." (Portugal)
* "Os cegos por ambição ainda vêem menos, que os cegos por nascimento." (Portugal)
* "Os conselhos que damos aos outros, devemos tomá-los para nós." (Portugal)
* "Osso que acabes de comer não o voltes a roer."
* "Ossos do ofício, que o não há sem ossos." (Portugal)
* "Ou há moralidade, ou comem todos." (Portugal)
* "Ouro é o que ouro vale." (Portugal)
* "Outubro recolhe tudo."
* "Ovelha que (bale|berra), bocado que perde."
* "Ovelha que barrega, é bocada que perde." (Portugal)
* "O macaco está coberto com a pele e uma girafa, mas ainda é um macaco, pois não tem o grande pescoço."
 
==P==
* "Padre sem sacristão, toca o sino com os pés." (S.Tomé e Príncipe)
* "Paga o justo pelo pecador."
* "Pagar e morrer, quanto mais tarde melhor." (Portugal)
* "Pai imprudente torna o filho desobediente." (Portugal)
* "Palavra de rei não volta atrás."
* "Palavra puxa palavra."
* "Para São João guarda o velho o melhor tição."
* "Para trás mija a burra."
* "Para tudo na vida há remédio, menos para a morte." (Portugal)
* "Para tudo na vida há um tempo." (Portugal)
* "Para um mau profissional, nenhuma ferramenta lhe serve."
* "Parar é morrer."
* "Pardal que tem fome, vem abaixo e come."
* "Pas d'argent, pas de Suisse." (Portugal)
* "Passarinho que come pedra sabe o cu que tem."
* "Passarinhos e pardais,não são todos iguais."
* "Passou das seis, para mim é boa noite."
* "Patrão fora, dia santo na loja." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "Quando o gato sai, os ratos fazem a festa."
* "Pau que nasce torto, tarde ou nunca se endireita."
* "Pede o guloso para o desejoso."
* "Perde-se o velho por não poder e o novo por não saber."
* "Perdi a roca e o fuso não acho; três dias há que lhes ando no rastro." (Portugal)
* "Perdido por cem, pedidoperdido por mil." (Portugal)
* "Peso e medida, tiram o homem de fadiga." (Portugal)
* "Pimenta nos olhos dos outros é refresco."
* "Poucos fuzis, trovões em barda, rumo em que o vento se alaparda."
* "Pragas com razão, nem ao meu cão." (Portugal)
* "Praia em Outubro, não se desperdiça." (Portugal)
* "Pregar no deserto, é sermão perdido." (Portugal)
* "Preso por ter cão, preso por não ter."
** '''Alternativos:'''
* "Preso por ter cão e preso por não o ter." (Portugal)
* "Presunção e água benta cada um toma a que quer." (Portugal)
* "Primeiro a obrigação, depois a devoção."
==Q==
 
* "Quem não morre em novo da velhice não escapa."
* "Quando a passarada berra, o marinheiro procura terra."
: - '' Aves marinhas.
* "Quando um burro (fala|zurra), os outros baixam as orelhas."
* "Quando um cai, todos o pisam."
* "Quando um não quer, dois não brigam." (Portugal)
* "Quando um não quer, dois não discutem."
* "Quando vem a glória, vai-se a memória."
* "Quem a alto sobe de alto cai."
* "Quem acha guarda."
* "Quem bebe é para passar mal, se for para ficar bom que tome remédio." (Brasil)
* "Quem acompanha morcego acorda de cabeça pra baixo."
* "Quem ama o feio, bonito lhe parece."
** '''Alternativos:'''
*** "Quem o feio ama, bonito lhe parece." (Portugal)
*** "A beleza está nos olhos de quem vê." (Portugal)
** '''Adulteração:'''
*** "Quem ama o feio, é porque o bonito não lhe aparece."
*** "Quem boa cama faz, nela se deita." (Portugal)
* "Quem brinca com o fogo queima-se."
* "Quem cabritos vende e cabras não tem, de (algures|algum lado) lhe vem." (Portugal)
* "Quem cala consente."
* "Quem cala, vence." (Portugal)
* "Quem come pouco, muito aproveita." (Portugal)
* "Quem come salgado, bebe dobrado."
* "Quem compra a carne, também tem que levar o osso." (Portugal)
* "Quem conta um conto, (aumenta|acrescenta) um ponto"
* "Quem correconta porum gostoconto, não(aumenta|acrescenta) cansaum ponto."''
* "Quem corre por gosto não cansa."
* "Quem corre, cansa."
** '''Adulteração:'''
* "Quem empresta ao amigo arranja um inimigo." (Portugal)
* "Quem escuta, de si ouve."
* "Quem espera desespera." (Portugal)
* "Quem espera por sapatos de defunto, toda a vida anda descalço."
* "Quem espera sempre alcança."
*** "Quem tem esperança sempre alcança." (Portugal)
** '''Adulteração:'''
*** "Quem muito espera sempre cansa."
* "Quem está no convento é que sabe o que lhe vai dentro."
* "Quem estiver mal que se mude."
* "Quem estraga velho, paga novo." (Portugal)
* "Quem exige respeito tem que se dar ao respeito." (Portugal)
* "Quem fala muito, dá bom dia a cavalo."
* "Quem faz de si, lixo, pisam-no as galinhas." (Portugal)
* "Quem faz o pino, vê o mundo mais direito." (Portugal)
* "Quem faz o que pode a mais não é obrigado."
* "Quem faz um cesto, faz um cento." (Portugal)
* "Quem foge do trabalho, foge do ganho." (Portugal)
* "Quem gasta mais do que tem, mostra que siso não tem."
* "Quem muito dorme pouco aprende." (Portugal)
* "Quem muito escolhe pouco acerta."
* "Quem muito espera desespera." (Portugal)
* "Quem muito espera sempre cansa."
* "Quem muito fala pior ouve."
* "Quem muito fala pouco acerta."
* "Quem não joga não ganha." (Brasil)
* "Quem não pode arreia."
* "Quem não quer ser lobo não lhe (veste|vista) a pele." (Portugal)
* "Quem não sabe, é como quem não vê."
* "Quem não sabe executar, também não sabe ordenar." (Portugal)
* "Quem não sabe falar, não sabe calar|calar-se." (Portugal)
* "Quem não sabe, nem aprende, por asno se vende." (Portugal)
* "Quem não se sente, não é filho de boa gente." (Portugal)
* "Quem não semeia não colhe."
* "Quem não tem bunda não senta na rampa."
** '''Alternativos:'''
*** "Quem nasce para lagartixa não chega a jacaré." (Brasil)
*** "Quem nasce para a merda nunca chega a cagalhão". "
* "Quem nunca comeu melado, quando come, lambuza-se."
** '''Alternativos:'''
* "Quem o inimigo poupa, às mãos lhe morre." (Portugal)
* "Quem o seu cão quer matar chama-lhe raivoso."
* "Quem os fez que os ature."
* "Quem ovos vende e galinhas não tem, de algum lado eles vêm."
* "Quem paga adiantado é mal servido."
* "Quem parte velho paga novo."
* "Quem pergunta quer saber."
* "Quem pisa em cima de ovos, não pode calçar tamancos." (Portugal)
* "Quem pobreza tem, dos parentes é desdém." (Portugal)
* "Quem pode manda e quem não pode, faz."
* "Quem tem vergonha, passa mal."
* "Quem tolos manda a Santarém tolos vão e tolos veem."
* "Quem torto nasce, tarde ou nunca se endireita." (Portugal)
* "Quem tudo quer nada tem."
* "Quem tudo quer tudo perde."
*** "Quem vai ao mar perde o lugar e quem vai ao vento perde o assento."
* "Quem vai, vai, quem está, está." (Portugal)
* "Quem vê caras, não vê corações." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "Quem vê cara não vê coração."
* "Querer é poder."
* "Queres um conselho, pede-o ao velho."
* "Quem nada quer nada perde."
 
==R==
* "Ri melhor quem ri por último."
** '''Adulteração:'''
*** "Ri por ultimo é retardado porque não entendeu a piada."
* "Roma e Pavia não se fizeram num dia."
** '''Alternativos:'''
* "Saco vazio não se tem de pé." (Portugal)
* "Santos de casa não fazem milagres." (Portugal)
** '''Alternativos:'''
*** "Santo de casa não faz milagre." (Brasil)
* "São mais as vozes que as nozes." (Portugal)
* "Se a rico queres chegar, vai devagar." (Portugal)
* "Se a vida lhe der um limão, faça uma limonada."
** '''Adulteração:'''
*** "Se a vida lhe der um limão, faça dele uma caipirinha."
* "Se ao vale a névoa baixar, vai para o mar. Mas se p'los montes se atrasa, fica em casa."
* "Se não chover pelo São Mateus, guarda as ovelhas que os borregos não são teus." (Portugal)
* "Se não fossem os gonzos, nada valiam as fechaduras." (Portugal)
* "Se não queres engordar come e bebe devagar." (Portugal)
* "Se não tens o que gostas, gosta do que tens." (Portugal)
* "Se não vejo pelos meus olhos, vejo pelos meus óculos." (Portugal)
* "Se queres conhecer o vilão, põe-lhe uma vara na mão."
** '''Alternativos:'''
*** "Se queres conhecer o vilão, põe-lhe um pau na mão." (Portugal)
* "Se queres enfermar, ceia e vai-te deitar." (Portugal)
* "Se sabes o que eu sei, cala-te que eu me calarei."
* "Se tens sardinha, não andes à cata de perú." (Portugal)
* "Se queres ver o pobre soberbo, dá-lhe a chave do palheiro." (Portugal)
* "Se tens vento e depois água, deixa andar que não faz mágoa.
: - '' Chuva.
* "Se um dia Deus quiser, até com norte pode chover."
* "Sol na eira água no nabal."
** '''Alternativos:'''
*** "Sol na eira, chuva no nabal." (Portugal)
** '''Adulteração:'''
*** "Sol na eira, chuva no nabal seria o ideal." (Portugal)
* "Sol nascente desfigurado, no Inverno, frio, no Verão, molhado."
* "Sol posto ledo, com claro ao norte, andar sem medo que estás com sorte."
*** "Tantas vezes vai o cantaro à fonte que um dia lá deixa ficar a asa."
* "Tanto é ladrão o que vai à vinha como o que fica à porta."
** '''Alternativos:'''
* "Tanto é ladrão o que vai à vinha, como o que fica ao portal." (Portugal)
* "Tanto faz dar-lhe na cabeça como na cabeça lhe dar."
* "Tão ladrão é o que vai à vinha, como o que fica ao portal." (Portugal)
* "Tempo de guerra, mentira como terra."
* "Tempo é dinheiro."
** '''Adulteração:'''
*** "Templo é dinheiro."
* "Ter mais olhos (do) que barriga."
* "Todo o burro come palha, a questão é saber-lha dar."
* "Trabalhar para o Bispo." (Portugal)
* "Trabalho de menino é pouco, mas quem não o aproveita é louco." (Portugal)
* "Três foi a conta que Deus fez."''
** '''Alternativos:'''
*** "Um, dois, três, foi a conta que Deus fez."
* "Uma ovelha má põe o rebanho a perder."
* "Uma galinha sustenta dez pintos mas dez pintos não sustentam uma galinha."
* "Uma mão lava a outra."
** '''Alternativos:'''
*** "Uma mão lava a outra e (ambas|as duas) lavam (o rosto|face)."
* "Vencer sem luta é triunfar sem glória."
* "Vencer-se a si, é mais que vencer o mundo." (Portugal)
* "Vender gato por lebre." (Portugal)
* "Vento contra a corrente, levanta mar imediatamente."
* "Vento sudoeste mansinho e panga É de tremer dele, quando se zanga."
 
==X==
* "Xarope bem feito não surte efeito."
* "Xexéu e vira-bosta, cada qual do outro gosta."
** '''Alternativos:'''
* [http://www.lifesabirch.org/proverbios/ Provérbios em Português]
* [http://www.kocher.pro.br/port.htm Provérbios de Portugal e Brasil] ''*Fora do ar''
* [http://pintopc.home.cern.ch/pintopc/www/cois&lois/Proverbios.html Provérbios e locuções proverbias] ''- com âncora para; Expressões e dizeres populares''
* Ver também [http://pintopc.home.cern.ch/pintopc/www/cois&lois/Maximas.html MAXimas] '' - em Pt, Fr, En''
 
30

edições