Diferenças entre edições de "Che Guevara"

6 393 bytes adicionados ,  12h04min de 6 de dezembro de 2019
Adicionando as citações do discurso às Nações Unidas em 1964
m
(Adicionando as citações do discurso às Nações Unidas em 1964)
=== O que aprendemos e ensinamos (1959) ===
<small>[https://www.marxists.org/portugues/guevara/1959/mes/aprendimos.htm O Que Aprendimos e o Ensinamos]
 
* Com efeito, o nosso contato com as massas camponesas ensinou-nos a grande injustiça que entrava o atual regime de propriedade agrária, convenceram-nos da justiça de uma mudança fundamental desse regime de propriedade; ilustraram-nos na prática diária a capacidade de abnegação do campesinato cubano, sobre a sua nobreza e lealdade sem limites. '''Mas nós ensinamos também; ensinamos a perder o medo à repressão inimiga, ensinamos a superioridade das armas populares sobre o batalhão mercenário, ensinamos, em fim, a nunca suficientemente repetida máxima popular: "a união faz a força"'''.
 
=== Notas sobre a Revolução Cubana (1960) ===
<small>[https://www.marxists.org/portugues/guevara/1960/10/08.htm Notas para o Estudo da Ideologia da Revolução Cubana]</small>
 
* '''Nossa posição quando nos perguntam se somos ou não marxistas é a mesma que teria um físico à quem perguntassem se é “newtoniano” ou um biólogo indagado se é “pausteriano”'''. Existem verdades tão evidentes, tão incorporadas ao conhecimento dos povos que já se tornou inútil discuti-las.
 
=== Contra o Burocratismo (1961) ===
<small>[https://www.marxists.org/portugues/guevara/1961/04/burocratismo.htm Contra o Burocratismo]</small>
 
* '''A nossa revolução foi, em essência, o produto de um movimento guerrilheiro que iniciou a luta armada contra a tirania e a cristalizou na tomada do poder.'''
 
=== O Que Deve Ser um Jovem Comunista (1961) ===
<small>[https://www.marxists.org/portugues/guevara/1962/10/jovem.htm O Quê Deve Ser um Jovem Comunista ]</small>
 
* '''Eu acho que a primeira coisa que deve caracterizar um jovem comunista é a honra que sente por ser um jovem comunista.''' Esta honra que o leva a mostrar para todo o mundo sua condição de jovem comunista, que não se submete à clandestinidade, que não o reduz a fórmulas, mas que ele manifesta a cada momento, que lhe sai do espírito, que tem interesse em demonstrar porque é o seu símbolo de orgulho. Junto com isso, um grande sentido do dever para com a sociedade que estamos construindo, com nossos semelhantes como seres humanos e com todos os homens do mundo.
 
* A culpa de muito dos nossos intelectuais e artistas reside em seu pecado original: não são autenticamente revolucionários. Podemos tentar enxertar o ulmeiro para que ele dê peras, mas ao mesmo tempo devemos plantar pereiras. Virão novas gerações que estarão livres do pecado original.
 
== CitaçõesDiscursos ==
=== Discurso às Nações Unidas (1964) ===
<small>[https://www.marxists.org/archive/guevara/1964/12/11.htm At the United Nations] discurso na 19ª Assembléia Geral das Nações Unidas na cidade de Nova York (11 de dezembro de 1964). Guevara citou declarações anteriores de Fidel Castro extensivamente neste discurso, e muitas delas são frequentemente atribuídas a ele.</small>
 
* '''A hora final do colonialismo chegou, e milhões de habitantes da África, Ásia e América Latina se levantam para conhecer uma nova vida e exigir seu direito irrestrito à autodeterminação.'''
 
* Gostaríamos de ver esta Assembléia sair da complacência e seguir em frente. Gostaríamos que os comitês iniciassem seu trabalho e não parassem no primeiro confronto. O imperialismo deseja converter esse encontro em um torneio oratório inútil, em vez de resolver os graves problemas do mundo. Nós devemos impedir que eles façam isso.
 
* '''Uma coexistência pacífica não pode ser limitada aos países poderosos, se queremos garantir a paz mundial.''' A coexistência pacífica deve ser exercida entre todos os estados, independentemente do tamanho, independentemente das relações históricas anteriores que os vinculavam e independentemente da problemas que podem surgir entre alguns deles em um determinado momento.
 
* '''Como marxistas, sustentamos que a coexistência pacífica entre as nações não abrange a coexistência entre os exploradores e os explorados, entre os opressores e os oprimidos.'''
 
* '''Uma vez mais elevamos nossa voz para alertar ao mundo sobre o que está ocorrendo na África do Sul.''' A brutal política do [[Apartheid]] se aplica ante os olhos de todas as nações do mundo. Os povos da África se veem obrigados a suportar que neste continente se oficialize a superioridade de uma raça sobre a outra, que se assassine impunemente em nome desta superioridade racial. As Nações Unidas não farão nada para impedir isto?
 
* Nossos olhos livres se abrem hoje a novos horizontes e são capazes de ver o que ontem, na nossa condição de escravos coloniais, nos impedia observar: que a "civilização ocidental" esconde sob suas vistosas fachadas um quadro de hienas e chacais. Porque nada mais que esse nome merecem os que tem ido cumprir tão "humanitárias" tarefas no Congo.
 
* '''Todos os homens livres do mundo devem se prestar a vingar o crime contra o Congo.'''
 
* Os Estados Unidos invadem. Estão fazendo isso historicamente na América. Cuba conhece desde os fins do século passado esta verdade, assim como conhece também Colômbia, Venezuela, Nicarágua e a América Central de modo geral, México, Haiti, Santo Domingo.
 
* Concretamente, interviram forças dos Estados Unidos na repressão dos povos da Venezuela, Colômbia e Guatemala, que lutam com as armas pela sua liberdade. No primeiro destes países, não só assessoram o exército e a polícia, como também dirigem os genocídios efetuados desde o ar contra a população campesina de amplas regiões insurgentes e, as companhias ianques instaladas ali fazem todo tipo de pressões para aumentar a ingerência direta.
 
* '''Agora sim, a história terá que contar com os pobres da América, com os explorados e vilipendiados, que tem decidido começar a escrever por si próprios, para sempre, sua história.'''
 
* '''Esta onda de estremecido rancor, de justiça reclamada, de direito pisoteado, que se começa a levantar por entre as terras latino-americanas, esta onda já não parará mais.''' Esta onda irá crescer cada dia que passe. Porque esta onda é formada pela maioria, pela maioria em todos os aspectos, pelos que acumulam com seu trabalho as riquezas, criam os valores, fazem andar as rodas da história e que agora despertam do longo sonho embrutecedor que foram submetidos.
 
* '''Esta grande humanidade disse: "Basta!", e se atreveu a andar'''. E em sua marcha, de gigantes, não irá parar até conquistar a verdadeira independência, na qual já foram mortos mais de uma vez inutilmente.
 
=== Intervenção na Assembléia Geral das Nações Unidas (1964) ===
<small>[https://digitallibrary.un.org/record/692270?ln=en Assembléia Geral - 19ª sessão] Em intervenções após o discurso principal, Guevara, no uso do direito de resposta, comenta as falas dos representantes das nações na 19ª Assembléia Geral das Nações Unidas na cidade de Nova York (11 de dezembro de 1964)</small>
* '''Mantemos, uma e mil vezes, que revoluções não são exportadas. Revoluções nascem dentro das aldeias.''' As revoluções são engendradas pelas explorações que governos, como os da Costa Rica, Nicarágua, Panamá ou Venezuela, exercem sobre seus povos. Depois, os movimentos de libertação podem ser ajudados ou não. Acima de tudo, eles podem ser ajudados moralmente. Mas a realidade é que revoluções não podem ser exportadas.
 
* Sou cubano e também argentino e, se as ilustres senhoras e senhores da América Latina não se ofendem, sinto-me tão patriótico da América Latina, de qualquer país da América Latina, como aquele que mais e, na época necessária, estaria disposto a entregar minha vida pela libertação de qualquer um dos países da América Latina, sem pedir nada a ninguém, sem exigir nada, sem explorar ninguém.
 
* Disseram que nós reconhecemos ter armas atômicas. Não é verdade. Eu acho que foi um pequeno erro do representante da Nicarágua. Nós apenas defendemos o direito de ter as armas que poderíamos obter para nossa defesa e negamos o direito de qualquer país de determinar que tipos de armas teremos.
 
* O representante da Venezuela também usou um tom moderado, embora enfático. Ele disse que as acusações de genocídio são infames e que foi realmente incrível que o governo cubano tenha tomado conta dessas coisas na Venezuela com tanta repressão contra seu povo. Temos que dizer aqui o que é uma verdade conhecida, que sempre expressamos diante do mundo: fuzilamentos, sim, temos fuzilado. '''Fuzilamos e continuaremos fuzilando enquanto seja necessário. Nossa luta é uma luta até a morte.''' Sabemos qual seria o resultado de uma batalha perdida e os vermes também precisam saber qual é o resultado da batalha perdida hoje em Cuba. Nessas condições, vivemos pela imposição do imperialismo norte-americano. Mas sim: não cometemos assassinatos, como está cometendo agora a polícia venezuelana.
 
== Citações ==
*"Se você é capaz de tremer de indignação a cada vez que se comete uma injustiça no [[mundo]], então somos companheiros, que é mais importante".
:- ''"...si usted es capaz de temblar de indignación cada vez que se comete una injusticia en el mundo, somos compañeros, que es más importante."''
::- ''E. Che Guevara - página 207, Ernesto Guevara, Eder Sader - Editora Atica, 1981 - 216 páginas
 
*"A característica fundamental da [[guerrilha]] é a mobilidade."
::- ''Característica fundamental de una guerrilla es la movilidad
:::- ''La guerra de guerrillas: Por Che Guevara - página 28, Ernesto Guevara - Editorial Guemes, 1960 - 211 páginas
 
== Atribuídas ==
 
*“Não me esperem para a colheita, pois estarei sempre a semear.”
::- citado in: Revolucionários! - [https://books.google.com.br/books?id=6y-xCQAAQBAJ&pg=PA41 página 41], Maria Helena Guedes, Clube de Autores, 2015, 305 páginas
277

edições