Diferenças entre edições de "Castro Alves"

Sem alteração do tamanho ,  15h47min de 10 de agosto de 2019
m
→‎Citações: revisando
(→‎Citações: um tanto das cartinhas castroalvianas...)
m (→‎Citações: revisando)
 
== Citações ==
*Eu sinto em mim<br>O o borbulhar do gênio<ref name=ledo>Melhores Poemas de Castro Alves, Global Editora, São Paulo, 1983, 2ª ed, p. 13</ref>
 
*Que sou pequeno — mas só fito os Andes.<ref name=ledo/>
*Sobre "Os Escravos" que ainda escrevia:<br>É um canto do futuro. O canto da esperança e nós não devemos esperar? Sim, e muito e sempre...<br>id. ib.
 
*Sabe que o meu trabalho precisa de uma plateia ilustrada. Precisa talvez mesmo de uma plateia ''acadêmica''. O lirismo, o patriotismo, a linguagem creio que serão bem recebidos por corações de vinte anos, porque o Gonzaga é feito para a mocidade.<br>1868, São Paulo, carta ao ator Joaquim Augusto Ribeiro de Souza, que encenaria sua peça.
 
*Eis-me aqui na Corte há quatro dias, eu, pobre inválido, que não podia chegar até a sala!... Que força, que mola estranha deu vida ao cadáver? Foi Deus. O Deus de Lázaro sustentou-me nesse instante em que a amizade acompanhou-me.<br>25 de maio de 1869, Rio de Janeiro, carta "Aos amigos de S. Paulo", após o acidente de caça que lhe custara o pé.
32

edições