Diferenças entre edições de "Michel de Montaigne"

1 251 bytes removidos ,  16h58min de 27 de maio de 2018
m
+ fontes - sem fontes
m (+ fontes)
m (+ fontes - sem fontes)
:::- ''Les Essais: édition nouvelle corrigée suivant les premières Impressions de L'Angelier. Avec la vie de l'Autheur extraicte de ses propres escrits, [https://books.google.com.br/books?id=u9ee8gxnJOQC&pg=PA52 página 52], [[Michel de Montaigne]] - Michel Blageart, 1640 - 750 páginas
 
*"Belas almas[[alma]]s são as universais, abertas e prontas para tudo."
::- ''Mais les belles ames, ce sont les ames universelles, ouvertes et prunes à tout
:::- ''Essais de Michel, seigneur de Montaigne, etc - [https://books.google.com.br/books?id=uKlcAAAAcAAJ&pg=PA230 Página 230], [[Michel de Montaigne]] - 1818
==== '''Livro 1''' ====
 
* "Se fosse para buscar os favores do mundo, teria me enfeitado de belezas[[beleza]]s emprestadas. Quero que me vejam aqui em meu modo simples, natural e corrente, sem pose nem artifício: pois é a mim que retrato."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Ao leitor, p. 37, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
* "Ensinar os homens a morrer é ensiná-los a viver".
::- ''(Ensaios, Livro I, Capítulo XX - "De como filosofar é aprender a morrer")''
 
* "Meditar sobre a [[morte]] é meditar sobre a [[liberdade]]; quem aprendeu a morrer, desaprendeu de servir; nenhum mal atingirá quem na existência compreendeu que a privação da vida não é um mal; saber morrer nos exime de toda sujeição e coação."
::- ''(Ensaios, Livro I, "De como filosofar é aprender a morrer)''
 
::- ''(Ensaios, Livro I, "Dos canibais")''
 
* "Não é uma [[alma]] que se forma, não é um [[corpo]] que se forma, é um [[homem]]. Não se deve separa-los."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. I, Cap. XXV, p. 113, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "O verdadeiro [[espelho]] de nossos discursos é o curso de nossas vidas[[vida]]s."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. I, Cap. XXV, p. 117, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "Quero que as coisas dominenm e encham a [[imaginação]] de quem escuta, de tal modo que o ouvinte não tenha nenhuma [[lembrança]] das palavras[[palavra]]s."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. I Cap. XXV, p. 122, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "Os apressados que têm um [[desejo]] frenético de encontrar a [[cura]] se deixam levar por todo tipo de [[conselho]]."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. I, Cap. XXV, p. 126, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "Quanto mais vazia a [[alma]], e sem contrapeso, mais facilmente se verga sobre a carga da primeira persuasão."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. I, Cap. XXVI, p. 132, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "Quantas coisas pouco verossímeis existem, testemunhadas por pessoas de [[]]; se não podemos convencermos, ao menos devemos deixa-las em suspenso; pois condena-las como impossíveis é pretender conhecer, por uma temerária presunção até onde vai a possibilidade."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. I, Cap. XXVI, p. 135, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. 1 Cap. XXXVIII, p. 178, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "A posição de um homem que mistura a [[devoção]] com uma vida execrável parace ser bem mais condenável que a de um homem coerente com sigoconsigo mesmo e inteiramente dissoluto."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. I, Cap. LVI, p. 182, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "Fastidiosa [[enfermidade]], a de se [[crer]] tão forte a ponto de persuadir-se de que não é possível acreditar no contrário."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. I, Cap. LVI, p. 184, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. II, Cap. XXXII, p. 289, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "Todas as tendencias[[tendencia]]s que nascem em nós sem [[razão]] são viciantes: é uma espécie de [[doença]] que se deve combater."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. II, Cap. XXXVII, pp. 312-13, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "É o [[temor]] da [[morte]] e da [[dor]], a [[impaciência]] com o [[mal]], uma furiosa e irreprimível sede de [[cura]] que nos cegam assim: é pura [[covardia]] o que torna nossa [[crença]] tão frouxa e manipulável."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. II, Cap. XXXVII, p. 334, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. II, Cap. XXXVII, p. 341, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
*"Nunca houve no mundo duas opiniões iguais, nem dois fios de cabelo ou grãos. A qualidade mais universal é a [[diversidade]]."
::- ''Et ne feut iamais au monde deux opinions pareilles, non plus que deux poils, ou deux grains : leur plus universelle qualité , c'est la diversité.
:::- ''Essais: avec des sommaires analytiques, et les notes de tous les commentateurs; precedes de la preface de Mademoiselle de Gournay et d'un pr℗ecis de la vie de Montaigne‎, Livre II, Chapitre XXXVII - [http://books.google.com.br/books?id=trI5AAAAcAAJ&pg=PA330 Página 330], Michel Eyquem de Montaigne, Marie de Jars de Gournay - Tardieu-Denesle, 1828 - 391 páginas
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. III, Cap. II, p. 347, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "Tenho minhas leis[[lei]]s e meu [[tribunal]] para julgar a mim mesmo, e a eles me dirijo mais que a outro lugar. Restrinjo minhas ações em função dos outros, mas só as entendo em função de mim. Só vós é que sabeis se sois covarde e cruel, ou leal e devotado: os outros não nos veem, advinham-vos por conjecturas incertas; vem não tanto vossa natureza como vossa arte. Por isso, não confiais em sua sentença, confiais na vossa."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. III, Cap. II, p. 350, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "Prefiro ter menos [[fama]]. E só me jogo ao mundo pela parte que dele tiro. Quando eu partir, ele estará quite comigo."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. III, Cap. II, p. 352, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. III, Cap. III, p. 365, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "Prefiro formar a minha [[alma]] a mobila-la."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. III, Cap. III, p. 366, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. III Cap. III p. 366, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
* "A [[doutrina]] que não conseguiu chegar-lhes à [[alma]] ficou-lhes na [[língua]]."
::- ''Montaigne, [http://www.blogdacompanhia.com.br/2010/11/os-ensaios-de-michel-de-montaigne/ Os Ensaios, Uma Seleção (2010)], Liv. III Cap. III p. 370, Org. M. A. Screech, Trad. Rosa Freire D'aguiar.''
 
::- ''como citado in: Arte é o que eu e você chamamos arte 801 definições sobre arte e o sistema da arte, [https://books.google.com.br/books?id=fqmvkpoDLB4C&pg=PA13 página 13], Frederico Morais - Editora Record, 2000, ISBN 8501050024, 9788501050021 - 319 páginas
 
{{sem fontes}}
 
 
 
*"Os homens têm tal apego à própria miserável vida que aceitam as mais duras condições para conservá-la." {{carece de fontes}}
 
*"Nenhum governo está isento de legislar asneiras. O problema é quando tais asneiras são levadas a sério." {{carece de fontes}}
 
*"Os folguedos das crianças não são folguedos. Pelo contrário, é preciso julgá-los como ações mais sérias." {{carece de fontes}}
 
*"O homem não é tão ferido pelo que acontece, e sim por sua opinião sobre o que acontece." {{carece de fontes}}
 
*"O comer é um dos quatro escopos da vida humana: mas quais sejam os outros três nunca o pude saber." {{carece de fontes}}
 
*"A sabedoria é uma construção sólida e única, na qual cada parte tem seu lugar e deixa sua marca." {{carece de fontes}}
 
*"Tenho mais empenho em forjar a minha alma do que mobiliá-la." {{carece de fontes}}
 
*"O rigor das mulheres amadas é aborrecido; mas a liberdade e a fraqueza são, em verdade, ainda mais enfadonhas." {{carece de fontes}}
 
*"Se o mal-estar precedesse a embriaguez, nós nos guardaríamos de beber em excesso. Mas o prazer, para enganar-nos, vai na frente e nos oculta seu séquito". {{carece de fontes}}
 
*"O inverso da verdade tem dez mil formas e um campo ilimitado." {{carece de fontes}}
 
*"Os homens só consideram útil o que oferece dificuldade. A facilidade enche-os de suspeitas." {{carece de fontes}}
== Ligações Externas ==
[http://www.bribes.org/trismegiste/montable.htm Os Ensaios de Montaigne Online e Completos em Francês]