Diferenças entre edições de "Charlie Brooker"

1 130 bytes adicionados ,  17h51min de 5 de maio de 2018
sem resumo de edição
-----
[[Ficheiro:Charlie Brooker.jpg|miniaturadaimagem|Charlie Brooker]]
 
* Há uma regra de ouro básica, penso que se chama a Lei de Sturgeon, que costuma aplicar-se ao cinema, à televisão e à literatura. Ela diz que 90% de todas as coisas é lixo. Não vale a pena ir à maior parte dos sítios, não vale a pena ter a maioria das conversas, não vale a pena comer a maior parte da comida, não vale a pena olhar ou contemplar a maior parte dos objetos do mundo. Eu não quero ir para uma floresta, ou a um piquenique, ou ver a tua peça, ou ler um determinado livro, porque não vale a pena. E isto torna-se mais evidente aos fins de semana. Pelos vistos, não podemos simplesmente ficar em casa a olhar para o telemóvel o dia todo porque parece que isso é mau. E as crianças também sabem disso porque descobriram os iPads e os telemóveis e toda a gente prefere estar sempre olhar para eles, obviamente. Mas porque todos temos um sentimento de dever e de culpa, acabamos por ir para um parque, ou fazer um piquenique, ou ir ao raio de um museu. A maior parte das coisas não merece o nosso esforço.
 
:- ''What does Charlie Brooker dislike doing? - Room 101: Series 7 Episode 1 - BBC One''
 
* No dia 2 de novembro, todo o mundo civilizado vai rezar, rezar para que o [[w:George W. Bush|Bush]] perca. E a Lei de Sod determina que é provável que ele ganhe, refutando assim a existência de Deus de uma vez por todas. O mundo vai aguentar mais quatro anos de idiotice, arrogância e derrame desnecessário de sangue, sem qualquer divindade benevolente para olhar por nós ou para nos salvar. [[w:John Wilkes Booth|John Wilkes Booth]], [[w:Lee Harvey Oswald|Lee Harvey Oswald]], [[w:John Hinckley Jr|John Hinckley Jr]], onde estão vocês quando precisamos?