Diferenças entre edições de "Sêneca"

134 bytes removidos ,  18h17min de 16 de janeiro de 2017
Adicionando fontes
(Adicionando fontes)
 
[[w:Sêneca|'''Lucius Annaeus Seneca''']], ''melhor conhecido como '''Séneca''', o moço, ou ainda, o filósofo classificado geralmente como estoico, nasceu por volta do ano [[4 a.C.]] em Córdova, na altura pertencente ao Império Romano, e morreu no ano [[65]] d.C. em Roma.''
----
 
 
* "Se vives de acordo com as [[lei]]s da [[natureza]], nunca serás [[pobre]]; se vives de acordo com as [[opiniões]] alheias, nunca serás [[rico]]."
::-'' Si ad naturam vives nunquam eris pauper, si ad opinionem nunquam eris dives.
::- ''If you live according to nature, you will never be poor ; if according to opinion, never rich
:::- ''The epistles of Lucius Annæus Seneca [tr.] with large annotations by T. Morell - [httphttps://books.google.com.br/books?id=rrR81KWEU8oC9TYTAAAAYAAJ&pg=PA57PA216 PáginaEpístola 5716], [[Lucius Annaeus Seneca]], Traduzido por Thomas Morell - 1786.
 
* "A [[amizade]] é sempre proveitosa; o [[amor]] às vêzesvezes fere."
::- ''[[Sêneca]] aconselhando a Lucílio, como citado em Quaestio: revista de estudos de educação - Volumes 7-8 - Página 106, Programa de Mestrado em Educação, Universidade de Sorocaba, 2005''
::-'' Amicitia semper prodest, amor aliquando etiam nocet.
:::-'' [https://books.google.com.br/books?id=GM_20c-FvpAC&pg=PA305 Epístola 35, 1]
 
* "Não aprendemos para a vida, mas para a escola."
* "A [[amizade]] é sempre proveitosa; o [[amor]] às vêzes fere."
::-'' Non vitae sed scholae discmus.
:- ''[[Sêneca]] citado em "Tesouro de pensamentos" - página 18, I. Costa Cotrim - Edições de Ouro, 1968 - 255 páginas
:::-'' [https://books.google.com.br/books?id=6NcbBgAAQBAJ&pg=PT25 Epístola 106, 12]; tradução de José Eduardo S. Lohner.
 
* "Quem vive na tranquilidade, que seja mais ativo; quem vive na atividade, que encontre tempo para descansar. A natureza te lembra que fez o dia e a noite."
::- ''Como citado por Alberto J. G. Villamarín em "Citações da Cultura Universal" - Página 20, Alberto J. G. Villamarín, Editora AGE Ltda, 2002, ISBN- 8574970891574 páginas, 9788574970899''[https://books.google.com.br/books?id=adQWhMA1x0YC&pg=PA20 Página 20].
 
* "A vida de um homem não deve ser medida, efetivamente, pela extensão, mas pela intensidade."
* "Não devemos contar a idade pelos anos, mas pelos procedimentos."<ref>{{Citar web|url=http://caras.uol.com.br/noticia/104531-cita%C3%A7%C3%B5es|título=Citações|publicação=Revista Caras|data=3 de Janeiro do 2007}}</ref>
::-'' Senectus non annis computanda, sed factis.
:::-'' como citado por Eliane Zagury em A escrita do eu, Civilização Brasileira, 1982 - 169 páginas, Página 56.
 
== Sobre a Brevidade da Vida ==
 
* "Nenhum gênio está livre das vertentes da [[loucura]]."{{carece de fontes}}
 
* "Não estudamos para a [[escola]], mas para a [[vida]]."{{carece de fontes}}
 
* "A primeira vítima da falta de temperança é a própria liberdade."{{carece de fontes}}
* "Depois de nos precavermos contra o frio, a fome e a sede, tudo mais não passa de vaidade e excesso."{{carece de fontes}}
 
{{ref-section}}
[[Categoria:Pessoas|Seneca]]
[[Categoria:Romanos|Seneca]]
471

edições