Abrir menu principal

Alterações

149 bytes adicionados ,  01h44min de 5 de janeiro de 2017
sem resumo de edição
*"Se tem uma coisa que eu detesto nesse mundo são as festas obrigatórias em que as pessoas choram porque estão alegres, os fogos de artifício, as musiquinhas chochas, as grinaldas de papel de seda que não têm nada a ver com um menino que nasceu há 2 mil anos num estábulo indigente."
 
*"... a idéiaideia complacente de que a vida não fosse algo que transcorre como o rio revolto de Heráclito, mas uma ocasião única de dar a volta na grelha e continuar assando-se do outro lado por noventa anos a mais."
 
*"No ano de meus noventa anos quis me dar de presente uma noite de amor louco com uma adolescente virgem."
* — E você, vá pra casa e se arme, que eu vou matá-lo.
 
*“Os mortos não saem”, disse. “O que acontece é que não agüentamosaguentamos com o peso da consciência.”
 
*José Arcadio Buendía sonhou essa noite que naquele lugar se levantava uma cidade ruidosa, com casas de paredes de espelhos. Perguntou que cidade era aquela, e lhe responderam com um nome que nunca tinha ouvido, que não possuía significado algum, mas que teve no sonho uma ressonância sobrenatural: Macondo. No dia seguinte, convenceu os seus homens de que nunca encontrariam o mar. Ordenou-lhes derrubar as árvores para fazer uma clareira junto ao rio, no lugar mais fresco das margens, e ali fundaram a aldeia.
*Sentiu-se esquecido, não com o esquecimento remediável do coração, mas com outro esquecimento mais cruel e irrevogável que ele conhecia muito bem, porque era o esquecimento da morte.
 
*Por uma curiosa inversão do costume, foi Úrsula que lhe tirou aquela idéiaideia da cabeça, assim como foi também ela quem esqueceu as antigas mágoas e decidiu que Melquíades ficaria na casa deles, embora nunca permitisse que lhe fizessem um daguerreótipo porque (segundo as suas próprias palavras textuais) não queria ficar para a chacota dos netos
 
*Enquanto isso, Melquíades acabou de plasmar nas suas placas tudo o que era plasmável em Macondo e abandonou o laboratório de daguerreotipia aos delírios de José Arcadio Buendía, que tinha resolvido utilizá-lo para obter a prova científica da existência de Deus.
*Naquele Macondo esquecido até pelos pássaros, onde a poeira e o calor se fizeram tão tenazes que dava trabalho respirar, enclausurados pela solidão e pelo amor e pela solidão do amor puma casa onde era quase impossível dormir por causa do barulho das formigas ruivas, Aureliano e Amaranta Úrsula eram os únicos seres felizes, e os mais felizes sobre a terra
 
*Tornaram a fechar portas e janelas para não demorarem nos trâmites de desnudamento, e andavam pela casa como Remedios, a bela, sempre quis estar, e se espojavam em pêlopelo nos barreiros do quintal, e uma tarde por pouco não se afogaram quando se amavam na caixa-d’água
 
*De repente, como um estampido naquele mundo de inconsciência feliz, chegou a notícia da volta de Gastón. Aureliano e Amaranta Úrsula abriram os olhos, sondaram as almas, se olharam na cara com a mão no coração e compreenderam que estavam tão identificados que preferiam a morte à separação.
==Frases==
 
* "A idade não é a que a gente tem, mas a que a gente sente." Gabriel Garcia MarquezMárquez, in: Memória de Minhas Putas Tristes
 
* '''"Prefiro a morte a escrever uma coisa tão sem estilo."'''
:- ''Fonte: [http://veja.abril.com.br/190700/vejaessa.html Revista Veja, Edição 1 658 - 19/7/2000]; referindo-se aoa um texto piegas a ele atribuído que circula na internet falando de seu câncerInternet.''...
 
*"A pessoa pode abdicar do sexo, mas o sexo não abdica da pessoa"
:*:- ''citado em "Citações da Cultura Universal" - Página 469, Alberto J. G. Villamarín, Editora AGE Ltda, 2002, ISBN 8574970891, 9788574970899''
 
*"A vida não é mais que uma sucessão contínua de oportunidades para sobreviver."
::- ''la vida no es más que una continua sucesión de oportunidades para sobrevivir.''
:::- ''"La mala hora" - página 120, Gabriel García Márquez - Alfaguara, 1983 - 197 páginas''
 
== Frases apócrifas e sem fontes, atribuídas a ele ==
== Sem Fontes ==
 
*"13 Linhas Para Viver", ''13 líneas para vivir''um [''poema sentimental com 13 linhas, apócrifo, que circula pela Internet como sendo de García Márquez'']
 
* "É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem saber ver." ''[autorAutor desconhecido; é uma das várias frases cuja autoria frequentemente se vê atribuída, na Internet, a García Márquez, embora não tenha sido escrito pelo autor]''
 
*"Não chore porque já terminou, sorria porque aconteceu." (AutorVerdadeiro autor: Dr. Seuss)
 
* "Para mim é suficiente ter a certeza que tu e eu existimos neste momento." [autor desconhecido]
* "Te amo não por quem tu és, mas por quem sou quando estou contigo." [autor desconhecido]
 
* "Um verdadeiro amigo é alguém que pega a sua mão e toca seu coração." [''autor desconhecido; é parte de "13 Linhas Para Viver", poema apócrifo, sentimental, que circula pela Internet como sendo de García Márquez'']
 
[[Categoria:pessoas]]