Diferenças entre edições de "Dogma"

3 533 bytes adicionados ,  00h23min de 19 de outubro de 2016
m
sem resumo de edição
m
m
 
[[File:Igreja_de_Nossa_Senhora_da_Glória_no_Rio_de_Janeiro_143.JPG|thumb|Igreja de Nossa Senhora da Glória no Rio de Janeiro : Escadaria : Placa memorial das celebrações pela Proclamação do Dogma da Assunção de Maria]]
 
[[w:Dogma|'''Dogma''']] ''é uma crença estabelecida ou doutrina de uma religião, ideologia ou qualquer tipo de organização, considerado um ponto fundamental e indiscutível de uma crença. O termo deriva do grego δόγμα, que significa "o que parece uma opinião ou crença" ou senão da palavra δοκέω (dokeo) que significa "a pensar, supor, imaginar".
----
::- ''You can't teach an old dogma new tricks .
:::- ''[[Dorothy Parker]] citada em Western water shortage? - página 92, Roy Nels Vernström, Kish J. Sharma - Nero and Associates, 1984 - 114 páginas
 
*"Os [[estudante]]s estão sendo doutrinados pelo [[dogma]] do [[relativismo]] e do [[niilismo]] por professores pós-estruturalistas ou pós-construtivistas que parecem não ter [[valor]]es ou [[paixão]] real pelo aprendizado. Por exemplo, [[Michel Foucault]] considerou "Esperando Godot", de [[Samuel Beckett]], uma influência marcante na geração de pensadores da França pós-guerra. Eu sempre desprezei Godot pelo pessimismo reacionário e visão neurótica da fragmentação da cultura. A grande forma de arte da minha geração foi o rock, música empática, emocional, sensorial e conduzida pelos ritmos sublimes da natureza."
::- [[Camille Paglia]] in: Entrevista para a Folha de S.Paulo - 27.3.06
 
* "Não devemos perder de vista que a [[religião]] era uma das melhores armas nas mãos de nossos [[tirano]]s, um de seus [[dogma]]s primordiais era: 'Dai a César o que é de César'. Mas nós derrubamos César do trono e não queremos dar-lhe mais nada."
::- ''Ne perdons pas de vue que cette puérile religion était une des meilleures armes aux mains de nos tyrans : un de ses premiers dogmes était de rendre à César ce qui appartient à César ; mais nous avons détrôné César et nous ne voulons plus rien lui rendre.
:::- [[Marquês de Sade]]; ''[[s:fr:Français, encore un effort si vous voulez être républicains|Français, encore un effort si vous voulez être républicains]], La religion in: [[s:fr:La Philosophie dans le boudoir|La Philosophie dans le boudoir]] (1795)
 
* "... a pobreza da língua nos primeiros tempos, o gosto por frases curtas e concisas, retoricamente eficientes, a consideração pelos ânimos cultos e ingênuos dos ouvintes levaram e seduziram os fundadores de religiões a verbalizar na forma linguística do [[dogma]] o que eles próprios entendiam como ficções conscientes. De acordo com a lei do "deslocamento de ideias"... a ficção consciente do mestre vira em seguida inconscientemente dogma para o discípulo."
::- [[Hans Vaihinger]] in: A Filosofia do como se (1911) - Parte II
 
* “Com cada nova descoberta da química, da física, da biologia, das ciências antropológicas, da aplicação prática de princípios sólidos, o [[dogma]] colapsa. É uma parte daquele velho edifício da religião que desmorona e cai em ruínas.”
::- [[Benito Mussolini]] in: ''[https://fascismoblog.wordpress.com/2016/07/24/deus-nao-existe/ Deus não existe] — 1904''.
 
*"A [[censura]] é a inimiga feroz da [[verdade]]. É o horror à [[inteligência]], à [[pesquisa]], ao [[debate]], ao [[diálogo]]. Decreta a revogação do dogma da falibilidade humana e proclama os proprietários da verdade."
::-'' [[Ulysses Guimarães]] In: discurso proferido em 18 de junho de 1967
 
*"Da velha confusão de teorias médicas, da grande época obscura do empirismo, como um [[dogma]] da ciência de então, uma forma errónea e cheia de [[preconceito]], como se fora um mandado religioso e por isso mesmo eivado de má fé, surgiu com esta frase perturbante: ''O homem é omnívoro''. Como à boca se pode levar tudo que se queira, daí resultou essa monstruosidade deturpante da humanidade!"
::- ''[[Amílcar de Sousa]], ''O homem é frugívoro'', em ''O Vegetariano'', volume I, Sociedade Vegetariana Editora, Porto, 4ª edição 1912, p. 45.