Diferenças entre edições de "Anne Brontë"

2 031 bytes adicionados ,  13h00min de 16 de junho de 2016
sem resumo de edição
 
* '''Desejei contar a verdade, pois a verdade sempre revela a sua própria moral para aqueles que são capazes de recebê-la.''' Porém, assim como um inestimável tesouro frequentemente se esconde no fundo de um poço, é necessário coragem para mergulhar em sua busca, especialmente quando aquele que assim o faz provavelmente incorrerá em mais desprezo e descrédito, por causa da lama e da água nas quais ele se aventurou a mergulhar, do que em enaltecimento pela joia que encontra; assim como, de forma similar, '''aquela que se compromete com a faxina do apartamento de um solteiro descuidado está mais suscetivel a ser responsabilizada pela poeira que levanta do que louvada pela limpeza que realiza.'''
::- Prefácio da autora á segunda edição, ''A Inquilina de Wildfell Hall‎'' - Página 5, Anne Brontë, traduzido por Michelle Gimenes, Editora Pedrazul, 2014, ISBN 9788566549133 - 368 páginas
 
* '''Se eu pudesse conseguir a atenção pública, preferiria sussurrar verdades completas a suaves disparates.'''
::- Prefácio da autora á segunda edição, ''A Inquilina de Wildfell Hall‎'' - Página 5, Anne Brontë, traduzido por Michelle Gimenes, Editora Pedrazul, 2014, ISBN 9788566549133 - 368 páginas
 
* Quando temos que lidar com o vício e com personagens viciados, afirmo que é melhor retratá-los como realmente são do que como gostariam de aparentar. Representar algo mau de forma menos ofensiva é, sem dúvida, o curso mais agradável para um escritor de ficção seguir; no entanto, seria o mais honesto ou o mais seguro? '''Seria melhor revelar as ciladas e armadilhas da vida para um jovem e incauto viajante, ou cobri-las com galhos e flores? Oh, leitor! Se houvesse menos desse delicado ocultar dos fatos - sussurrado, "Paz, paz", quando não existe paz, haveria menos pecado e dor para os jovens de ambos os sexos que são deixados a extrair seu amargo conhecimento da experiência.'''
::- Prefácio da autora á segunda edição, ''A Inquilina de Wildfell Hall‎'' - Páginas 5-6, Anne Brontë, traduzido por Michelle Gimenes, Editora Pedrazul, 2014, ISBN 9788566549133 - 368 páginas
 
* Se eu tiver alertado um jovem impulsivo para não seguir tais passos ou evitar que uma moça imprudente cometa o mesmo erro natural da minha heroina, o livro não terá sido escrito em vão.
::- Prefácio da autora á segunda edição, ''A Inquilina de Wildfell Hall‎''‎ - Página 6, Anne Brontë, traduzido por Michelle Gimenes, Editora Pedrazul, 2014, ISBN 9788566549133 - 368 páginas
 
* Quando sentir que é meu dever falar uma verdade intragável, com a ajuda de Deus, EU A DIREI, embora isso prejudique meu nome, o prazer imediato do leitor e o meu próprio.
::- Prefácio da autora á segunda edição, ''A Inquilina de Wildfell Hall‎''‎ - Página 6, Anne Brontë, traduzido por Michelle Gimenes, Editora Pedrazul, 2014, ISBN 9788566549133 - 368 páginas
 
* É muito bom falar sobre a nobre resistência e provas de virtude, porém a cada cinquenta – ou quinhentos – homens que se cederam à tentação, mostre-me apenas um que teve a virtude de resistir. E como eu deveria tomar como certo que meu filho será um em mil, ao invés de me preparar para o pior e supor que ele será como o resto da humanidade, a não ser que eu tente evitar isso?