Diferenças entre edições de "Haile Selassie"

3 243 bytes adicionados ,  17h03min de 1 de junho de 2016
*/Haile Selassie/*
(*/Imperador Haile Selassie/*)
(*/Haile Selassie/*)
*"Eu ouvi dessa ideia [I. E., De [[Haile Selassie][ ser a reencarnação de [[Jesus Cristo]]. Também conheci certos rastafaris. Disse-lhes claramente que eu sou um homem, que eu sou mortal, e que eu seria substituída pela geração que se aproximava, e que eles nunca deve cometer um erro em assumir ou fingindo que o ser humano é emanado de uma divindade."
::-"Entrevista com o Bill Mcneil, como citado em transformar seu mundo graças ao poder da sua mente (2009) pela jawara d. Rei, p. 295."
 
==Endereço da Liga das Nações 1936==
 
*"Eu, Haile Selassie I, imperador da Etiópia, estou aqui hoje para reivindicar que a justiça que é devido ao meu povo, e a ajuda prometida a oito meses atrás, quando cinquenta nações afirmou que as agressões tinham sido cometidos em violação dos tratados internacionais.
Não existe um precedente para um chefe de estado próprio falando nesta assembleia. Mas também não há precedente para um povo que está sendo vítima de tamanha injustiça e sendo actualmente ameaçada pelo abandono ao seu agressor."
 
*"É meu dever informar os governos reunidos em Genebra, responsável como elas são para a vida de milhões de homens, mulheres e crianças, do perigo mortífero que ameaça-los, descrevendo a eles o destino que foi sofrido pela Etiópia. Não é só sobre guerreiros que o governo italiano fez guerra. Tem sobretudo atacou populações longe de hostilidades, a fim de aterrorizar e exterminá-las."
 
*"Há 20 anos passados, ou como herdeiro aparente, regente do império, ou como imperador, nunca deixei de usar todos os meus esforços para trazer o meu país os benefícios da civilização, e, em particular para estabelecer relações de boa vizinhança com adjacentes Poderes. Em especial eu conseguido concluir com a Itália o tratado de amizade, de 1928, que é absolutamente proibido o resort, sob qualquer pretexto, a força das armas, substituindo por força e pressão a conciliação e arbitragem em que nações civilizadas basearam a ordem internacional."
 
*"Eu afirmar que o problema apresentado à assembleia hoje é muito mais um. Não é apenas uma questão de a liquidação de agressão italiano."
É SEGURANÇA COLECTIVA: é a própria existência da liga das nações. É a confiança que cada estado é colocar em tratados internacionais. É o valor das promessas feitas aos pequenos estados que a sua integridade e sua independência deve ser respeitado e garantido."
 
*"Tirando o reino do Senhor não existe nesta terra qualquer nação que é superior a qualquer outro. Deveria acontecer isso um governo forte encontra pode impunemente destruir um povo fraco, então a hora ataca por que pessoas fracas para apelar à liga das nações a dar a sua sentença em liberdade. Deus e a história irá recordar o teu julgamento.
Já ouvi isso afirmou que as sanções inadequadas já aplicadas não alcançaram o seu objeto. Em nenhum momento e sob nenhuma circunstância poderia sanções que foram intencionalmente inadequada, intencionalmente mal aplicado, pára um agressor. Isto não é um caso de impossibilidade de parar um agressor mas da recusa a parar de um agressor."
 
*"Peço aos cinquenta e duas nações, que têm dado o povo etíope uma promessa para ajudá-los na resistência para o agressor, o que eles estão dispostos a fazer para a Etiópia? E as grandes potências que prometeram, a garantia de segurança colectiva para pequenos estados sobre os quais pesa a ameaça de que um dia poderão sofrer o mesmo destino da Etiópia, peço que medidas que pretende tomar?
Representantes do mundo vim para Genebra para quitação em seu meio o mais doloroso dos deveres do chefe de um estado. Que resposta devo ter de levar de volta ao meu povo?"
Utilizador anónimo