Mário Quintana: diferenças entre revisões

235 bytes removidos ,  15 de março de 2016
* "A vida é louca/ a vida é uma sarabanda/é um surrupio.../ A vida múltipla dá-se as mãos como um bando de raparigas em flor/ e está cantando em tono a ti: Como eu sou bela amor!/ Entra em mim, como em uma tela de [https://pt.wikiquote.org/wiki/Pierre-Auguste_Renoir Renoir]/ enquanto a primavera/ enquanto o mundo não poluir o azul do ar/ Não vás ficar/ Não vás ficar ai.../ como um salso chorando na beira do rio.../ (Como a vida é bela! como a vida é louca!)
::- A canção da vida, '''Mário Quintana''' - L&PMPocket, 2013,- p. 120
 
* “O aborto não é, como dizem, simplesmente um assassinato. É um roubo. Nem pode haver roubo maior. Porque, ao malogrado nascituro, rouba-se-lhe este mundo, o céu, as estrelas, o universo, tudo. O aborto é o roubo infinito.”
 
* "Quem pretende apenas a [[glória]] não a merece."
Utilizador anónimo