Diferenças entre edições de "Amor"

1 571 bytes adicionados ,  02h14min de 14 de janeiro de 2016
m
+ fontes - sem fontes
m (+ fontes - sem fontes)
m (+ fontes - sem fontes)
 
* "[[Amor]] é um arder, que se não sente; É ferida, que dói, e não tem cura"
:::- [[Abade de Jazente]] no poema "[[s:Amor é um arder, que se não sente#quote1|Amor é um arder, que se não sente]]"
::- [[Abade de Jazente]]
:::- no poema "[[s:Amor é um arder, que se não sente#quote1|Amor é um arder, que se não sente]]"
 
* "O [[amor]] é sede depois de se ter bem bebido"
* "[[Sigmund Freud|Freud]] ensinou que o amor era a supervalorização. Ou seja, se você visse o objeto amado como realmente é, não seria capaz de amá-lo."
::- [[Saul Bellow]] in: A Mágoa Mata Mais
 
* "Vivendo para aprender a amar."
::- [[André Massucci]]
 
* "Não sabes, criança? 'Stou louco de amores..."
::- ''[[Castro Alves]], in: - O Laço de Fita''
[[Image:Francesco Hayez 008.jpg|thumb|"Um covarde é incapaz de exibir amor; amor é a prerrogativa do bravo." — [[Mahatma Gandhi]]]]
 
* "Nenhum de nós jamais morreria por amor. Iríamos sofrer e nos separar e encontrar outra pessoa. Pertenciamos ao mundo da comédia, não ao da tragédia."
::- [[Graham Greene]] in: Os Farsantes
 
* "É tão absurdo dizer que um [[homem]] não pode amar a mesma [[mulher]] toda a [[vida]], quanto dizer que um [[violinista]] precisa de diversos violinos para tocar a mesma [[música]]."
::- ''Il est aussi absurde de prétendre qu'il est impossible de toujours aimer la même femme qu'il peut l'être de dire qu'un artiste célèbre a besoin de plusieurs violons pour exécuter un morceau de musique et pour créer une mélodie enchanteresse.''
::- [[Honoré de Balzac]]
:::- ''Physiologie du mariage ou Méditations de philosophie éclectique sur le bonheur et le malheur conjugal: Nouv. éd.‎ - [http://books.google.com.br/books?id=PpcGAAAAQAAJ&pg=PA61 Página 61], de [[Honoré de Balzac]] - Publicado por Charpentier, 1838 - 408 páginas''
 
* "Quanto mais você julga, menos você ama."
::- Plus on juge, moins on aime.
::- [[Honoré de Balzac]]
:::- Oeuvres illustrées - Volume 3 - [https://books.google.com.br/books?id=ynY_AAAAcAAJ&pg=RA3-PA21 Página 21], [[Honoré de Balzac]], ‎Tony Johannot - Marescq, 1832
 
* "Nunca devemos julgar as pessoas que amamos. O amor que não é cego, não é amor."
::- [[Honoré de Balzac]]
 
* "É mais fácil ser amante do que marido, pois é mais fácil dizer coisas bonitas de vez em quando do que ser espirituoso dias e anos a fio."
::- Il est plus facile d'être amant que mari, par la raison qu'il est plus difficile d'avoir de l'esprit tous les jours que de dire de jolies choses de temps en temps.
::- [[Honoré de Balzac]]
:::- Oeuvres illustrées - Volume 3 - [https://books.google.com.br/books?id=ynY_AAAAcAAJ&pg=RA3-PA14 Página 14], [[Honoré de Balzac]], ‎Tony Johannot - Marescq, 1832
 
* "Durante toda a vida, eu não podia sequer conceber em meu íntimo outro amor, e cheguei a tal ponto que, agora, chego a pensar por vezes que o amor consiste justamente no direito que o objeto amado voluntariamente nos concede de exercer tirania sobre ele."
::- [[Fiódor Dostoiévski]] in: Notas do Subterrâneo ou Memórias do subsolo
 
* "Ademais, podemos observar que o amor, nesse período, é de uma natureza mais séria e mais firme do que nas épocas mais jovens da vida. O amor das moças é incerto, caprichoso, e tão néscio que nem sempre podemos descobrir o que pretendem; antes, pode-se quase duvidar de que elas próprias o saibam."
::- [[Henry Fielding]] in: Tom Jones
 
* "Amor é uma palavra; o que importa é a conexão que esta palavra implica."
:::- [[Matrix Revolutions]]
 
* "Um covarde é incapaz de exibir amor; amor é a prerrogativa do bravo."
::- [[Mahatma Gandhi]]
 
* "Odeie o pecado e ame o pecador."
::- [[Mahatma Gandhi]]
 
* "O amor é a força mais sutil do mundo."
::- [[Mahatma Gandhi]]
 
* "A [[mulher]] se apaixona através de suas [[orelha]]s e o [[homem]] através de seus [[olho]]s."
 
* "Tudo que eu entendo, entendo apenas por causa do que eu amo."
::- все что я понимаю, я понимаю только потому, что люблю.
::- [[Leon Tolstoi]]
:::- [[Leon Tolstoi]] citado em Герои Отечественной войны по гр. Л. Н. Толстому: (Война и мир. Соч. гр. Л. Н. Толстого, т. V, 1869 г.) - [https://books.google.com.br/books?id=bof2CAAAQBAJ&pg=PT6 página 6], Николай Лесков - IQ Publishing Solutions LLC, 1869, ISBN 5447815797, 9785447815790, 64 páginas
 
* "Ao toque do amor, qualquer um vira um poeta."
::- [[Platão]]
 
* "Amor: uma perigosa doença mental."
::- [[Platão]]
 
* "De todas as formas de cautela, cautela no amor é talvez a mais fatal para a felicidade verdadeira."
::- Of all forms of caution, caution in love is perhaps the most fatal to true happiness.
::- [[Bertrand Russell]]
:::- The Conquest of Happiness - [https://books.google.com.br/books?id=ODIiumCiFOoC&pg=PA129 Página 129], [[Bertrand Russell]] - Routledge, 2006, ISBN 0415378478, 9780415378475, 183 páginas
 
* "Temer o amor é temer a vida e os que temem a vida já estão meio mortos."
::- To fear love is to fear life, and those who fear life are already three parts dead.
::- [[Bertrand Russell]]
:::- Marriage and morals - página 287, Star books, [[Bertrand Russell]], Edição 3, Editora H. Liveright, 1929, 320 páginas
 
* "A morte não termina com um amor verdadeiro. Ela apenas o adia um pouquinho."
::- [[William Goldman]] em seu romance "The Princess Bride"''
:::- ''em seu romance "The Princess Bride"''
 
* "Se eu sei o que é o amor, é por sua causa."
::- Wenn ich trotzdem weiß, was Liebe ist, so ist es deinetwegen.
::- [[Hermann Hesse]]
:::- [[Hermann Hesse]] in: Narziß und Goldmund (1930)
 
* "Não te vingarás nem guardarás ira contra os filhos do teu povo; mas amarás o teu próximo como a ti mesmo: Eu sou o SENHOR."