Diferenças entre edições de "Nelson Piquet"

1 206 bytes adicionados ,  02h58min de 2 de dezembro de 2015
sem resumo de edição
 
* "Se eu fosse ele, pulava o muro de Interlagos e só aparecia de novo na Argentina".
:- ''Piquet comenta o que Rubens BarricheloBarrichello iria ouvir nos boxes da Jordan após a rodada na "Descida do Lago", em Interlagos, quando disputava a 3ª posição com Michael Schumacher no Grande Prêmio do Brasil de 1996''.
 
*"Em 1986 aconteceu muito. Em 1987, ficou mais difícil porque o Patrick Head (engenheiro projetista) trabalhava comigo e passava o acerto do carro para o Mansell. Mas quando descobria alguma coisa muito boa, deixava para falar na última hora da corrida e eles não tinham tempo para fazer nada".
:- ''Entrevista para a revista Playboy de Abril de 1988''
 
*"O Barnard é um cara que não trabalha na base do imediatismo, ele planeja as coisas para os dois próximos anos. Foi feito um contrato pelo qual receberia 50% das ações do time no terceiro ano. Depois que começou a juntar as peças, a colocar os planos em execução, mandaram ele embora. Essa é a política da Benetton".
: Piquet conta que a os homens da Benetton demitiram John Barnard (projetista do carro ''Tubarão''), porque os homens de Enstone só querem ganhar dinheiro com as corridas e não o título.
:- ''Entrevista para a revista Quatro Rodas em Setembro de 1992''.
 
*"Antes da corrida fiz meus planos: se o Nigel Mansell e o Ayrton saíssem na frente, deixaria eles irem embora, e só ficaria esperando o resultado daquela briga. Não deu outra: os dois logo se enroscaram, o Mansell sobrou e só então fui para cima do Ayrton. Passei na primeira tentativa, e sem problemas.
: Piquet ficou sabendo anos mais tarde pelo engenheiro da BMW (na época a empresa alemã fornecia o motor para a Brabham) que o motor ia quebrar sem o acidente no GP da Alemanha de 1982. O brasileiro contou ao então piloto, o chileno Eliseo Salazar, que aquele acidente foi a melhor coisa que podia ter acontecido à BMW, porque evitou a vergonha do motor explodir em seu próprio país.
:- ''Entrevista para o site Pit Stop de Março de 2001''
 
*"Agora eu sei que dentro da minha escuderia há duas equipes. Por isso, daqui para a frente, as coisas vão ser diferentes".
: Piquet conta que a equipe Williams vem favorecendo Mansell desde o GP do Canadá de 1986.
:- ''Entrevista para a revista Quatro Rodas em Agosto de 1986''
 
*"Foi John Barnard quem resolveu os problemas de aderência, quem cobria a parte traseira inferior do carro sob o motor. A Williams sabe copiar muito bem".
:- ''Entrevista para a revista Grid em 1987''
 
*"A suspensão ativa foi bolada para compensar a deflexão dos pneus, a oscilação das molas, a variação do peso do carro que se altera com o consumo do combustível, temperatura e a irregularidade da pista".
: Piquet explica o funcionamento da suspensão ativa.
:- ''Entrevista para a revista Quatro Rodas de Setembro de 1992''
 
*"Quando se quer prejudicar, ou alcançar determinado tipo de objetivo, a razão não interessa. Você tem de perguntar isso a eles. O difícil é explicar o abandono de um programa de evolução na Fórmula 1".
Utilizador anónimo