Abrir menu principal

Alterações

194 bytes adicionados ,  10h24min de 5 de novembro de 2015
:: Variação: "Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?"
:::-''MARIA: Amo como o amor ama. “Primeiro Fausto” in Poemas Dramáticos, p.126. Lisboa: Ática, 1952. 1ª versão.
 
* "Paro às vezes à beira de mim próprio e pergunto-me se sou um doido ou um mistério muito misterioso." ''[1912] segundo o site: Casa Fernando Pessoa, vide: ''[Sou a sombra de mim mesmo]''
 
==Sobre==
Utilizador anónimo