Diferenças entre edições de "Charles Darwin"

4 872 bytes adicionados ,  02h57min de 21 de outubro de 2015
Adicionando frases com fontes
m (Bot: removing existed iw links in Wikidata)
(Adicionando frases com fontes)
'''[[w:Charles Darwin|Charles Darwin]]''' ''([[12 de fevereiro]] de [[1809]] - [[19 de abril]] de [[1882]]) foi um biólogo inglês, conhecido como o formulador da [[w:Teoria da Evolução|Teoria da Evolução]].''
----
 
*"(...) a ignorância mais freqüentemente gera confiança do que o conhecimento: são os que sabem pouco, e não os que sabem muito, que afirmam de uma forma tão categórica que este ou aquele problema nunca será resolvido pela ciência."
:- ''A Descendência do Homem e Seleção em Relação ao Sexo ([[1871]]) - Volume 1, Introdução, [http://darwin-online.org.uk/content/frameset?pageseq=16&itemID=F937.1&viewtype=image página 3].
 
*"Quando primeiro se disse que o sol estava parado e que o mundo girava, o senso comum da humanidade declarou a doutrina falsa; mas o antigo ditado ''Vox populi, vox Dei'' [a voz do povo é a voz de Deus], como todo filósofo sabe, não pode ser confiado na ciência."
:- ''A Origem das Espécies, 1859, capítulo VI, 6ª edição, [http://darwin-online.org.uk/content/frameset?pageseq=171&itemID=F391&viewtype=image p. 143-144]
 
*"Parece-me (quer eu esteja certo ou errado) que argumentos diretos contra o cristianismo e o teísmo não produzem muitos efeitos no público, e a liberdade de expressão é mais bem promovida pela iluminação gradual das mentes dos homens que advém do avanço da ciência. Sempre foi, portanto, meu objetivo evitar escrever sobre religião, e tenho limitado-me à ciência. É possível, entretanto, que eu tenha sido bastante influenciado pela dor que sentiriam alguns membros de minha família se eu apoiasse, de qualquer forma, ataques diretos à religião."
:- ''Carta 12757, de Darwin a Edward Bibbins Aveling, 13 de Outubro de 1880
 
*"Confesso que não consigo ver tão claramente como outros vêem, e como eu deveria querer ver, evidência de um projeto e de beneficência ao nosso redor. Parece-me que há muito sofrimento no mundo. Não consigo me convencer de que um deus beneficente e onipotente teria propositalmente criado o ''Ichneumonidæ'' com a intenção explícita de se alimentar dentro dos corpos de lagartas vivas, ou feito o gato para divertir-se com ratos."
:- ''The Reluctant Mr. Darwin, David Quammen, p. 119-121
 
*"O velho argumento do projeto [''design''] na natureza, como dado por Paley, que inicialmente me parecia tão conclusivo, falha agora que a lei da seleção natural foi descoberta."
:- ''The Autobiography of Charles Darwin 1809–1882
 
*"(...) a descrença tomou conta de mim num ritmo vagaroso, mas por fim se concretizou. O ritmo foi tão lento que não senti angústia, e nunca duvidei por um único momento de que minha conclusão estava correta. De fato, não consigo entender direito porque alguém gostaria de que o cristianismo fosse verdadeiro; pois a clara linguagem do texto parece mostrar que os homens que não acreditam, e isso incluiria meu Pai, Irmão e quase todos os meus melhores amigos, serão eternamente punidos. E esta é uma doutrina odiosa."
:- ''The Autobiography of Charles Darwin 1809–1882
 
*"Apesar de não ter pensado muito sobre a existência de um deus pessoal até um período consideravelmente tardio de minha vida, darei aqui as conclusões vagas a que cheguei. O velho argumento do projeto [''design''] na natureza, como dado por Paley, que antes me parecia tão conclusivo, falha agora que a lei da seleção natural foi descoberta. Não podemos mais argumentar, por exemplo, que a bela "dobradiça" de uma concha bivalve deve ter sido feita por um ser inteligente, como a dobradiça de uma porta feita pelo homem. O ''design'' parece estar ausente na variabilidade de seres orgânicos e na ação da seleção natural tanto quanto na direção em que o vento sopra. Tudo na natureza é o resultado de leis fixas. Discuti isso no fim de meu livro ''The Variation of Animals and Plants under Domestication'', e o argumento lá apresentado, até onde sei, nunca foi respondido."
:- ''The Autobiography of Charles Darwin 1809–1882
 
*"Estou ciente de que a suposta crença instintiva em Deus tem sido usada por muitas pessoas como um argumento para sua existência. (...) A idéia de um Criador universal e beneficente não parece surgir na mente do homem até que ele tenha sido inspirado por uma exposição cultural contínua."
:- ''A Descendência do Homem e Seleção em Relação ao Sexo ([[1871]]) - Volume 2, [http://darwin-online.org.uk/content/frameset?pageseq=411&itemID=F937.2&viewtype=side página 395].
*"(...) um agnóstico seria a descrição mais correta de meu estado de espírito."
:- ''Em uma [http://www.theguardian.com/science/blog/2007/jul/27/darwinsfaith carta a John Fordyce], 1879
 
*"Não posso fingir saber sobre esses problemas abstrusos. O mistério do começo de todas as coisas é insolúvel por nós; e eu, pessoalmente, contento-me em permanecer um agnóstico."
:- ''The Life and Letters of Charles Darwin, volume I, capítulo VIII: "Religião", [http://darwin-online.org.uk/content/frameset?pageseq=331&itemID=F1452.1&viewtype=image página 313]
 
*"Não há diferenças fundamentais entre o homem e os animais nas suas faculdades mentais (...) os animais, como os homens, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento."
:- ''OA Descendência do Homem Decentee Seleção em Relação ao Sexo ([[1871]]) - Cap. II: Comparação dos Poderes Mentais do Homem e Dos Animais Inferiores, pg 34.
 
* "Um livro e tanto escreveria o capelão do Diabo sobre os trabalhos desastrados, esbanjadores, ineficientes e terrivelmente cruéis da natureza!"
11

edições