Diferenças entre edições de "David Hume"

1 043 bytes adicionados ,  17h05min de 5 de junho de 2015
sem resumo de edição
(Adicionada uma sobre apelo às consequências, das Investigações)
*"A natureza, por uma necessidade absoluta e incontrolável determinou-nos para julgar, assim como para respirar e sentir"
:::- ''O Livro da Filosofia, pg. 152 - Editora Globo"
 
*"A visão de mundo que se reconhece sujeita a uma evolução permanente, que exirá por isso mesmo uma revisão constante. [...] a natureza mesma de um tal empreendimento, que certamente visa a obtenção de resultados relativamente consensuais, se acomoda sem maior problema ao pluralismo de pontos de visa e de peroectivas fenomênicas diferentes ao antigo conflito das verdades se substitui agora o diálogo desses pontos de vista e dessas perpectivas. Mentém-se, aposta no caráter intersubjetivo da racionalidade, mercê de dua postura cética, a filosofia se pode pensar sob o prisma da comunicação, da conversa, do diálogo do consenso e... da relatividade. E, asssim pensada ela pode contribuir__ e muito__para favorecer o entendimento entre os homens: tendo destruíndo as verdades, ela poderá eventualmente ensiná-los a conviver com as suas diferenças."
:::- ''HUMER, David. Investigação sobre o entendimento Humano, seção XII, Parte III. [[São Paulo]]: Abril Cultural, [[1973]], páginas. 196;- ISBN 9788516063924)''
 
 
94

edições