Diferenças entre edições de "Bertolt Brecht"

1 198 bytes adicionados ,  12h44min de 22 de maio de 2015
m
sem resumo de edição
m
m
:que está para chegar.
::- ''poema "Tempos Sombrios"
 
*"Privatizaram sua [[vida]], seu [[trabalho]], sua hora de amar e seu direito de pensar. É da empresa privada o seu passo em frente, seu pão e seu salário. E agora não contente querem privatizar o [[conhecimento]], a [[sabedoria]], o [[pensamento]], que só à [[humanidade]] pertence."
::- ''no poema "Privatizado "
 
*"Há homens que lutam um dia, e são bons; há homens que lutam por um ano, e são melhores; há homens que lutam por vários anos, e são muito bons; há outros que lutam durante toda a [[vida]], esses são imprescindíveis."
 
==Atribuídas==
 
*"Privatizaram sua [[vida]], seu [[trabalho]], sua hora de amar e seu direito de pensar. É da empresa privada o seu passo em frente, seu pão e seu salário. E agora não contente querem privatizar o [[conhecimento]], a [[sabedoria]], o [[pensamento]], que só à [[humanidade]] pertence."
::- ''no poema "Privatizado "
:: fontes; Em portugues tem duas obras que citam a frase:
::4 x Brasil: itinerários da cultura brasileira - [https://books.google.com.br/books?id=cvMrAAAAYAAJ&q=Privatizaram+sua+vida,+seu+trabalho,+sua+hora+de+amar+e+seu+direito+de+pensar.+%C3%89+da+empresa+privada+o+seu+passo+em+frente,+seu+p%C3%A3o+e+seu+sal%C3%A1rio.+E+agora+n%C3%A3o+contente+querem+privatizar+o+conhecimento,+a+sabedoria,+o+pensamento,+que+s%C3%B3+%C3%A0+humanidade+pertence&dq=Privatizaram+sua+vida,+seu+trabalho,+sua+hora+de+amar+e+seu+direito+de+pensar.+%C3%89+da+empresa+privada+o+seu+passo+em+frente,+seu+p%C3%A3o+e+seu+sal%C3%A1rio.+E+agora+n%C3%A3o+contente+querem+privatizar+o+conhecimento,+a+sabedoria,+o+pensamento,+que+s%C3%B3+%C3%A0+humanidade+pertence&hl=pt-BR&sa=X&ei=EB9fVd-DMIixggT-zIGICw&ved=0CCEQ6AEwAQ página 84], Fernando Luis Schüler, Gunter Axt, Artes e Ofícios, 2005, ISBN 8574211273, 9788574211275, 270 páginas
::Redação Oficial: conforme decreto no 4.176/28.3.2002 - [https://books.google.com.br/books?id=6CiHEsl0zXYC&pg=PA221 página 221], EDWALDO CRUZ, Editora UFAL, 2008, ISBN 8571774005, 9788571774001, 280 páginas
:: Ver ainda http://web.onda.com.br/charlesb/citacao/Bertold_Brecht.htm
 
* "De nada serve partir das coisas boas de sempre mas sim das novas e ruins".