Diferenças entre edições de "Voltaire"

14 bytes adicionados ,  22h30min de 5 de abril de 2015
→‎Mal atribuídas: Adicionando ligações internas.
(Juntando seção "erroneamente atribuídas" a "mal atribuídas".)
(→‎Mal atribuídas: Adicionando ligações internas.)
* "Eu desaprovo o que dizes, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo."<ref>A Contradição: Helvétius; Cápitulo 7, pág. 199.</ref>
**Variante: "Eu não concordo com uma palavra do que você diz, mas defenderei até a morte o direito de dizê-las"
::- largamente utilizada e creditada a Voltaire, esta frase é de [[Evelyn Beatrice Hall]], que a utilizou em correspondência com o ensaísta.<ref>[http://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&id=j3kGAQAAIAAJ&q=I+disapprove+of+what+you+say%2C+but+I+will+defend+to+the+death+your+right+to+say+it#search_anchor The friends of Voltaire], Evelyn Beatrice Hall. Smith Elder & co., 1906; 303 páginas.</ref>
 
* "O homem só será livre quando o último rei for enforcado nas tripas do último padre"
:- Na verdade é de [[Jean Meslier]] (1664-1729), um cura da comuna francesa de Étrépigny, no livro ''Extrait des sentiments de Jean Meslier'', editado por Voltaire<ref>{{Citar web |url=http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI1087579-EI6784,00.html |título=O último rei e o último padre |autor=Giba Assis Brasil |publicação=Terra Magazine |data=3 de agosto de 2006 }}</ref>
 
* "Deus é um comediante entretendo uma platéia com medo demais para rir."
** "Creator — A comedian whose audience is afraid to laugh."
::- Na verdade é de [[H. L. Mencken]], em ''A Book of Burlesques‎'' (1920), p. 203. e ''A Mencken Chrestomathy'' (1949), Ch. 30
 
==Atribuídas==
479

edições