Diferenças entre edições de "Olho"

664 bytes adicionados ,  12h40min de 4 de janeiro de 2015
m
+fontes -sem fontes
m (+fontes -sem fontes)
m (+fontes -sem fontes)
 
* "Gosto de sentir o espanto nos [[olho]]s da platéia quando cochicho todos os meus [[segredo]]s mais profundos no [[microfone]]".
::- ''I like to feel the burn of the audience's eyes when I'm whispering all my darkest secrets into the microphone
:- ''[[Conor Oberst]]''
:::- ''[[Conor Oberst]] citado por Todd Fink (of The Faint) numa falsa entrevista sobre o album Fevers & Mirrors
 
* "Em cada bloco de [[mármore]] vejo uma [[estátua]]; vejo-a tão claramente como se estivesse na minha frente, moldada e prefeita na pose e no efeito. Tenho apenas de desbastar as paredes brutas que aprisionam a adorável aparição para revelá-la a outros [[olho]]s como os meus já a vêem".
::- ''but in every block of marble I see a statue,--see it as distinctly As if it stood before me shaped and perfect In attitude and action. I have only To hew away the stone walls that imprison The lovely apparition, and reveal it To other eyes as mine already see it.
:- ''[[Michelangelo Buonarroti]]''
:::- ''[[Michelangelo Buonarroti]] citado em International journal of religious education: Volume 23 - página 23, National Council of the Churches of Christ in the United States of America. Division of Christian Education, International Council of Religious Education - 1946
 
* "Quando eu vi você/ tive uma [[idéia]] brilhante/ foi como se eu olhasse/ de dentro de um [[diamante]]/ e meu [[olho]] ganhasse/ mil faces num só instante."
::- ''[[Paulo Leminski]]; Fonte: Revista Caras, Edição 665''
::- ''La poesía es pintura de los oídos, como la pintura poesía de los ojos
:::- ''Coleccion de la obras sueltas, assi en prosa, como en verso, Volume 16‎ - [http://books.google.com.br/books?id=jwLY3VrWYIMC&pg=PA428 Página 428], [[Lope de Vega]] - Impr. de A. de Sancha, 1778
 
* "Dois importantes fatos, nesta [[vida]], saltam aos [[olho]]s; primeiro, que cada um de nós sofre inevitavelmente derrotas temporárias, de formas diferentes, nas ocasiões mais diversas. Segundo, que cada adversidade traz consigo a semente de um benefício equivalente.
:- ''[[Andrew Carnegie]] a [[Napoleon Hill]]''
 
* "Não há [[serpente]] ou [[monstro]] odioso / Que, pela [[arte]] imitado, não possa agradar aos [[olho]]s."
:- Quero – respondi.
:O segredo se resume em três palavras, que ele pronunciou com intensidade, mãos nos meus ombros e [[olho]]s nos meus [[olho]]s: - Pense nos outros."
::- ''[[Fernando Sabino]]; Fonte: "O menino no Espelho"''
 
* "Certos lugares que me davam prazer tornaram-se odiosos. Passo diante de uma [[livraria]], [[olho]] com desgosto as vitrinas, tenho a impressão de que se acham ali pessoas, exibindo títulos e preços nos [[rosto]]s, vendendo-se. É uma espécie de [[prostituição]]."
 
* "Desculpe, [[amor]], se meu presente é meio [[loucura|louco]] e bobo e superado: uns lábios em silêncio a [[música]] mental e uns [[olho]]s em recesso a infinita paisagem."
::- ''O poder ultra jovem, e Mais 79 textos em prosa e verso.: E mais 79 textos em prosa e verso - p. 173, de [[Carlos Drummond de Andrade]] - Publicado por Livraria J. Olympio, 1972 - 186 páginas
:- ''[[Carlos Drummond de Andrade]]''
 
* "Há horas em que fico com muito tesão por mim mesma, em que me [[olho]] no [[espelho]] e penso: que delícia. Eu não preciso de ninguém, só de mim."
::- ''[[Letícia Spiller]] em entrevista à revista Oi; citado em [http://veja.abril.com.br/140404/vejaessa.html Revista Veja], Edição 1849 . 14 de abril de 2004''
 
* "Para a [[saúde]] da mente e do corpo, os homens deveriam enxergar com seus próprios [[olho]]s, falar sem megafone, caminhar com sobre os próprios pés em vez de andar sobre rodas, trabalhar e lutar com seus próprios braços, sem artefatos ou máquinas."