Diferenças entre edições de "Citações equivocadas"

12 bytes removidos ,  18h09min de 29 de maio de 2014
sem resumo de edição
 
* '''"Agora, Inês é morta"'''
**:''Inês de Castro era amante de D. Pedro, antes deste ser rei de Portugal. O caso caiu na boca do povo, o que desagradou a coroa portuguesa. Por esse motivo, o rei D. Afonso IV ordenou o exílio de Inês depara Castro, noo castelo de Alburquerque, na fronteira castelhana. Mesmo assim, D. Pedro ordenou que Inêsa deamante Castro voltasseretornasse, e passaram a viver juntos. AfrontandoAfrontado, o pai, oe rei Afonso IV mandou matar Inês. Depois da morte dela, D. Pedro concedeu a Inês de Castro o título póstumo de rainha de Portugal. A história da 'rainha morta' ficou conhecida ao ser escrita por Camões no Canto III d'Os Lusíadas, porém a citação nunca foi dita.'' [https://pt.wikipedia.org/wiki/In%C3%AAs_de_Castro]
 
 
* '''"O [[Brasil]] é um país que não deve ser levado a sério."'''
2

edições