Diferenças entre edições de "Walter Benjamin"

866 bytes adicionados ,  03h39min de 15 de maio de 2014
sem resumo de edição
*"Um acontecimento vivido é finito, ou pelo menos encerrado na esfera do vivido, ao passo que o acontecimento lembrado é sem limites, porque é apenas uma chave para tudo que veio antes e depois”.
::- ''Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Obras escolhidas, Volume 1 - página 15, 7a edição, Walter Benjamin, Editora Brasiliense, 1994
 
*"Sim, isso experimentaram eles, a falta de sentido da vida, sempre isso, jamais experimentaram outra coisa. A brutalidade. Por acaso eles nos encorajaram alguma vez a realizar algo grandioso, algo novo e futuro? Oh não, pois isso não se pode mesmo experimentar. Tudo o que tem sentido, o verdadeiro, o bem, o belo está fundamentado em si mesmo - o que a experiência tem a ver com isso tudo? E aqui está o segredo: uma vez que o filisteu jamais levanta os olhos para as coisas grandiosas e plenas de sentido, a experiência transformou-se em seu evangelho. Ela converte-se para ele na mensagem da vulgaridade da vida. Ele jamais compreendeu que existe outra coisa além da experiência - valores a cujo serviço nos colocamos".
:- ''Trecho extraído do artigo intitulado “Experiência”, publicado em 1913 na revista O Começo (em alemão, ''Der Anfang'').
 
==Atribuídas==
58

edições