Diferenças entre edições de "Eduardo Galeano"

488 bytes adicionados ,  19h32min de 7 de março de 2014
sem resumo de edição
 
* "Dia a dia nega-se às crianças o direito de ser criança. Os fatos, que zombam desse direito, ostentam seus ensinamentos na vida cotidiana. O mundo trata os meninos ricos como se fossem dinheiro, para que se acostumem a atuar como o dinheiro atua. O mundo trata os meninos pobres como se fossem lixo, para que se transformem em lixo. E os do meio, os que não são ricos nem pobres, conserva-os atados à mesa do televisor, para que aceitem, desde cedo, como destino, a vida prisioneira. Muita magia e muita sorte têm as crianças que conseguem ser crianças."
 
=== [[A pedra arde]] ===
 
* "E, pela primeira vez, em tantos anos, o velho contou sua história. - Estes dentes não caíram sozinhos. Foram arrancados à força. Esta cicatriz que marca meu rosto não vem de um acidente. Os pulmões... a perna... Quebrei a perna quando escapei da prisão ao saltar um muro alto. Há outras marcas mais, que você não pode ver. Marcas visíveis no corpo e outras que ninguém pode ver."
::- ''Fonte: A pedra arde, Edições Loyola, São Paulo, 1983.''
 
==Outras==
70

edições