Diferenças entre edições de "Nelson Rodrigues"

1 byte adicionado ,  12h14min de 16 de novembro de 2013
m
marcaão correta
m (marcaão correta)
::- ''Memórias: A menina sem estrêla - página 113, Nelson Rodrigues - Edições Correio de Manhã, 1967
 
== Atribuídas ==
 
*"O casamento é o máximo da solidão com a mínima privacidade."
::- ''citado em "Jornal de resenhas: seis anos, de abril de 1995 a abril de 2001" - página 1465, Milton Meira do Nascimento - Discurso Editorial, 2001, ISBN 8586590282, 9788586590283 - 2094 páginas
 
*"Na mulher interessante a beleza é secundária, irrelevante e até mesmo desnecessária. A beleza morre nos primeiros quinze dias, num insuportável tédio visual. Era preciso que alguém fosse de mulher em mulher anunciando: ser bonita não interessa, seja interessante." ''[{{carece de fontes]''}}
 
*"Subdesenvolvimento não se improvisa; é obra de séculos"
*"Enquanto um sábio [[negro]] não puder ser nosso embaixador em [[Paris]],nós seremos o pré [[Brasil]]."<ref>Revista Caras-Edição 914,n°19</ref>
 
== Sobre Nelson Rodrigues ==
*"Nelson Rodrigues é um desses clássicos que todo mundo fala mas pouca gente conhece de fato. Como ele é "''cult''", dizer que ele é o "máximo" é algo esperado em jantares inteligentes, afora, é claro, os ignorantes que o acusam de "machista" ou, na versão mais moderninha da mesma bobagem, "sexista"."
::- No artigo ''O sol sobre o pântano'', publicado no jornal Folha de S. Paulo <ref name="P1">[[Luiz Felipe Pondé]],''[http://www1.folha.uol.com.br/colunas/luizfelipeponde/2013/06/1292354-bonecas-de-quatro.shtml O sol sobre o pântano]'', Jornal Folha de S. Paulo, 03/06/2013</ref>
58

edições