Diferenças entre edições de "Aristóteles"

515 bytes removidos ,  05h37min de 20 de maio de 2013
sem resumo de edição
m (r2.7.2) (Robô: A modificar vi:Aristotle para vi:Aristoteles)
----
 
''As citações de Aristóteles são frequentemente citadas pelos [[w:Corpus aristotelicum#Numeração de Bekker|Números de Bekker]], que estão vinculados à original grego e, portanto, independente da tradução utilizada.''
* "O tirano deixa o povo e a massa contra as celebridades, de forma que o povo não sofra nenhuma injustiça por parte desses. Está claro para os fatos: quase a maioria dos tiranos, por assim dizer, eles surgiram de demagogos que foram ganhando a confiança caluniando as celebridades"
::- ''Aristóteles, Política, V, 10, 3-5''
 
===''[[w:Das Partes dos Animais|Das partes dos animais]]''===
* "As [[tirania|tirani­as]], efetivamente, umas se estabeleceram deste modo, quando já as cidades tinham crescido; outras, antes isto, surgiram de [[rei]]s que se apartaram dos costumes de seus antepassados e aspiravam a um comando mais despótico. Outras, dos cidadãos eleitos para as magistraturas supremas, pois antigamente as democracias estabeleciam para muito tempo os cargos civis e religiosos; outras surgiam das oligarqui­as quando elegiam a um só com poder soberano para as mais importantes magistraturas"
* Em todas as coisas da natureza existe algo de maravilhoso.
::- ''Aristóteles, Política, V, 10, 5-6''
** Livro I, 645.a16
 
* Devemos aventurar-se no estudo de cada tipo de animal, sem desgosto, por todos e cada um vai nos revelar algo natural e algo bonito.''
* "A felicidade e a saúde são incompatíveis com a ociosidade."
** Livro I, 645.a21
::- ''Aristóteles citado em "Série saúde mental e trabalho, Volume 2" - Página 279, de Liliana Andolpho Magalhães Guimarães e Sonia Grubits - Editora Casa do Psicólogo, 2004, ISBN 8573963522, 9788573963526''
 
===''[[w:Da geração dos animais|Da geração dos animais]]''===
* "O prazer no trabalho aperfeiçoa a obra."
* A Natureza voa do [[infinito]], porque o infinito não tem fim e é imperfeito, e a Natureza sempre procura se corrigir.
::- ''Aristóteles citado em "Série saúde mental e trabalho, Volume 2" - Página 279, de Liliana Andolpho Magalhães Guimarães e Sonia Grubits - Editora Casa do Psicólogo, 2004, ISBN 8573963522, 9788573963526''
** Livro I, 715.b15
 
* No que diz respeito a geração de animais parecidos entre si, como zangões e vespas, os fatos em todos os casos é que são semelhantes a um certo ponto, mas os zangões ssão desprovidos dos recursos extraordinários que caracterizam as abelhas, o que devemos esperar; por que eles não têm nada de divino como as abelhas têm.
==Atribuídas==
** Livro III, 761.a2
 
===''[[w:Metafísica (Aristóteles)|Metafísica]]''===
* "O que é um amigo? Uma única alma habitando dois corpos."
* Todos os homens, por natureza, anseiam o conhecimento. Uma indicação disso é o prazer que tomamos em nossos sentidos, pois, mesmo sendo além de sua utilidade, eles são amados por si mesmos, e acima de todos os outros, o sentido da visão. Pois não só a visão para a ação, porque mesmo quando não vamos agir em nada, preferimos a visão sobre quase todo o resto. A razão disso é que acima de todos os sentidos que nos faz saber, [a visão] traz à tona muitas diferenças entre as coisas.
::- ''[[Aristóteles]] citado em "Pedagogia do Amor" - Página 34, Gabriel Chalita, Editora Gente Liv e Edit Ltd, 2003, ISBN 8573124083, 9788573124088 - 208 páginas
** Livro I, 980a.21 : parágrafo de abertura da obra
** Variação: Todos os homens, por natureza, desejam o conhecimento...
** A primeira frase está no ''Oxford Dictionary of Scientific Quotations'' (2005), 21:10.
 
* Aqueles que afirmam que as ciências matemáticas não dizem nada do belo e do bem estão em erro. Para estas as ciências dizem e provam muita coisa sobre elas, se eles não a mencionam expressamente, mas provam seus atributos que são seus resultados ou definições, não é verdade que não nos diz nada sobre elas. As principais formas de beleza são a ordem, a simetria e a definição, que as ciências matemáticas demonstram em um grau especial.
** Livro XIII, 1078.a33
 
===''[[w:Política (Aristóteles)|Política]]''===
{{sem fontes}}
 
* O homem é por natureza um animal político.
*"A perfeição é o meio-termo entre dois vícios: um por excesso, e o outro por falta."{{carece de fontes}}
** Livro I, 1253.a2
 
* A natureza não faz nada em vão.
*"Devemos tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais, na medida de sua desigualdade."{{carece de fontes}}
** Vatiações: ...não faz nada sem propósito./não desperdiça nada.
** Livro I, 1253.a8
 
* Aquele que é incapaz de viver em sociedade, ou que não sente essa necessidade porque é [auto]suficiente, deve ser ou uma fera ou um deus.
* "O homem solitário é uma besta ou um deus."{{carece de fontes}}
** Livro I, 1253.a27
 
* O homem, quando perfeito, é o melhor dos animais, mas quando separado da [[lei]] e da [[justiça]], se torna o pior de todos eles.
* "O infinito é a falta de limite, logo, a concepção do mal."{{carece de fontes}}
** Livro I, 1253.a31
:- ''A [[w:filosofia clássica|filosofia clássica]] acreditava que tudo que era bom tinha um fim ou limite.''
 
* O [[dinheiro]] foi destinado a ser utilizado para a troca, mas não para ser aumentado por interesse. E este termo de interesse que significa a geração de dinheiro por dinheiro, é aplicada à reprodução do dinheiro, porque a prole se assemelha ao pai. Por isso, de todos os modos de obtenção de riqueza, este é o mais não-natural.
* "É necessário admitir, em princípio, que as ações honestas e virtuosas, e não apenas a vida comum, são a finalidade da sociedade política."{{carece de fontes}}
** Livro I, 1258.b4
 
* Os homens... são facilmente induzidos a acreditar em um modo maravilhoso em que todos podem ser amigos uns dos outros, especialmente quando alguém é ouvido denunciando os [[corrupção|males]] agora existentes nos estados, fatos sobre contratos, condenações por perjúrio, lisonjas de homens ricos e similares, que dizem surgir fora da posse da propriedade privada. Estes males, no entanto, são devidos a uma causa muito diferente - a maldade da natureza humana.
* "O verdadeiro discípulo é aquele que supera o mestre."{{carece de fontes}}
** Livro II, 1263.b15
 
* Alguém poderia pensar que seria ainda mais necessário limitar a população em vez da propriedade, e que o limite deve ser fixado por meio do cálculo das chances de mortalidade das crianças, e da esterilidade em pessoas casadas. A negligência deste assunto, que em estados existentes é tão comum, é uma causa que nunca falha da pobreza entre os cidadãos, e a pobreza é o pai da revolução e do crime.
* "Meu melhor amigo é aquele que, ao me desejar boas coisas, o faz para o meu bem."{{carece de fontes}}
** Livro II, seção VI
 
* É da natureza do [[desejo]] não ser satisfeito, e a maioria dos homens vivem apenas para a satisfação do mesmo.
* "Deus é demasiado perfeito para poder pensar em outra coisa senão em si próprio."{{carece de fontes}}
** Livro II, 1267.b4
 
* Novamente, os homens em geral desejam o bem, não apenas o que seus pais tiveram.
*"Em tudo o que fazemos temos em vista alguma outra coisa."{{carece de fontes}}
** Livro II, 1269.a4
 
* Mesmo quando as leis estiverem escritas, nem sempre deve permanecer inalteradas
* "A primeira qualidade do estilo é a clareza."{{carece de fontes}}
** Livro II, 1269.a9
 
* Sobre se os [[juízes]] de causas importantes devem ocupar cargos pela vida toda é uma coisa discutível, porque a mente envelhece, assim como o corpo.
* "Interrogado sobre o que havia aprendido com a filosofia, disse: 'A fazer, sem ser comandado, aquilo que os outros fazem apenas por medo da lei."{{carece de fontes}}
** Livro II, 1270.b39
 
* Deve governar quem é capaz de governar melhor.
* "Deixe que cada um exercite a arte que conhece."{{carece de fontes}}
** Livro II, 1273.b5
 
* O bom cidadão não precisa necessariamente possuir a virtude que faz um homem bom.
* "Quem encontra prazer na solidão, ou é fera selvagem ou é Deus."{{carece de fontes}}
** Livro III, 1276.b34
 
* Um estado não é uma mera [[sociedade]], ter um lugar comum, estabelecido para a prevenção mútua de [[crime]] ou pelo bem das trocas(...)A sociedade política existe para ações nobres e não de mero companheirismo
* "Geralmente são os bens que provêm do acaso que provocam inveja."{{carece de fontes}}
** Livro III, 1280.b30, 1281a3
 
* A lei é a razão não afetada pelo desejo
* "O homem prudente não diz tudo quanto pensa, mas pensa tudo quanto diz."{{carece de fontes}}
** Livro III, 1287.a32,
** Varição: ...não afetada pelas paixões.
 
* O tirano deixa o povo e a massa contra as celebridades, de forma que o povo não sofra nenhuma injustiça por parte desses. Está claro para os fatos: quase a maioria dos tiranos, por assim dizer, eles surgiram de demagogos que foram ganhando a confiança caluniando as celebridades
* "A base da sociedade é a justiça. O julgamento constitui a ordem da sociedade: ora o julgamento é a aplicação da justiça." {{carece de fontes}}
::- ''Aristóteles, Política, V, 10, 3-5''
 
* As [[tirania|tirani­as]], efetivamente, umas se estabeleceram deste modo, quando já as cidades tinham crescido; outras, antes isto, surgiram de [[rei]]s que se apartaram dos costumes de seus antepassados e aspiravam a um comando mais despótico. Outras, dos cidadãos eleitos para as magistraturas supremas, pois antigamente as democracias estabeleciam para muito tempo os cargos civis e religiosos; outras surgiam das oligarquias quando elegiam a um só com poder soberano para as mais importantes magistraturas
* "A dúvida é o principio da sabedoria."{{carece de fontes}}
::- ''Aristóteles, Política, V, 10, 5-6''
 
*Se a liberdade e a igualdade, como consideradas por alguns, devem ser encontradas principalmente na democracia, serão melhor alcançadas quando todas as pessoas iguais compartilharem do governo ao máximo.
* "É lícito afirmar que são prósperos os povos cuja legislação se deve aos filósofos."{{carece de fontes}}
** Livro IV, 1291.b34
 
* Os inferiores se revoltam, a fim de que eles possam ser iguais, iguais aos que lhe são superiores. Esse é o estado de espírito que gera as revoluções.
* "Nunca decidas antes de ouvir ambas as partes."{{carece de fontes}}
** Livro V, 1302.a29
 
*A base de um estado democrático é a liberdade.
* "A grandeza não consiste em receber honras, mas merecê-las."{{carece de fontes}}
** Livro VI, 1317.a40
 
*Ambos oligarca e tirano desconfiam das pessoas e, portanto, privam-nas de seus braços.
* "Só há um princípio motor: a faculdade de desejar"{{carece de fontes}}
** Livro V, 1311.a11
 
* A felicidade e a saúde são incompatíveis com a ociosidade.
* "O homem livre é senhor de sua vontade e somente escravo de sua consciência."{{carece de fontes}}
::- ''Aristóteles citado em "Série saúde mental e trabalho, Volume 2" - Página 279, de Liliana Andolpho Magalhães Guimarães e Sonia Grubits - Editora Casa do Psicólogo, 2004, ISBN 8573963522, 9788573963526''
 
* O prazer no trabalho aperfeiçoa a obra.
* "Nós somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência, então, não é um modo de agir, mas um hábito."{{carece de fontes}}
::- ''Aristóteles citado em "Série saúde mental e trabalho, Volume 2" - Página 279, de Liliana Andolpho Magalhães Guimarães e Sonia Grubits - Editora Casa do Psicólogo, 2004, ISBN 8573963522, 9788573963526''
 
==Atribuídas==
* "Devemos tratar os amigos como queremos que eles nos tratem."{{carece de fontes}}
* "O que é um amigo? Uma única alma habitando dois corpos."
 
::- ''Aristóteles citado em "Pedagogia do Amor" - Página 34, Gabriel Chalita, Editora Gente Liv e Edit Ltd, 2003, ISBN 8573124083, 9788573124088 - 208 páginas
* "O que você tem capacidade de fazer, tem capacidade também de não fazer."{{carece de fontes}}
 
* "O começo de todas as ciências é o espanto das coisas serem o que são." {{carece de fontes}}
 
* "É bom não exercer qualquer profissão, pois um homem livre não deve viver para servir outro."{{carece de fontes}}
 
* "Ter muitos amigos é não ter nenhum."{{carece de fontes}}
 
* "Nosso caráter é resultado de nossa conduta."{{carece de fontes}}
 
* "O egoísmo não é amor por nós próprios, mas uma desvairada paixão por nós próprios."{{carece de fontes}}
 
* "Mais se estima o que com mais trabalho se ganha."{{carece de fontes}}
 
* "A natureza tem horror ao vácuo."{{carece de fontes}}
 
* "O amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição."{{carece de fontes}}
 
* "O sábio procura a ausência de dor, e não o prazer." {{carece de fontes}}
 
* "Não há nada que envelheça tão depressa como um benefício."{{carece de fontes}}
 
* "Os avarentos entesouram como se devessem viver eternamente, e os pródigos dissipam como se estivessem à beira do túmulo."{{carece de fontes}}
 
* "São nossas atividades que nos levam à felicidade, e as atividades contrárias nos levam à situação oposta." {{carece de fontes}}
 
* "Aqueles que fazem o bem são os únicos que podem aspirar na vida a felicidade."{{carece de fontes}}
 
* "De maneira evidente, o Estado está na ordem da natureza e antecede ao indivíduo; pois, se cada indivíduo por si a si mesmo não é suficiente, o mesmo modo acontecerá com as partes em relação ao todo. Ora, o que não consegue viver em sociedade, ou que não necessita de nada porque se basta a si mesmo, não participa do Estado; é um bruto ou uma divindade. A natureza faz assim com que todos os homens se associem. Ao que primeiro estabeleceu essa fórmula se deve o bem maior; pois se o homem, chegado à sua perfeição, é o mais excedente dos animais, também é o pior quando vive isolado, sem leis."
:- ''Fonte: "Política"''
 
* "Todas as coisas são definidas por suas funções."
:- ''Fonte: "Política"''
 
* "O que, especialmente, diferencia o homem é que ele sabe distinguir o bem do mal, o justo do que não o é."
:- ''Fonte: "Política"''
 
* "O Estado é formado pela reunião de famílias."
:- ''Fonte: "Política"''
 
* "A autoridade e a obediência não constituem coisas necessárias, apenas, mas são também coisas úteis. Alguns seres, quando nascem, estão destinados a obedecer; outros a mandar."
:- ''Fonte: "Política"''
 
* "Fica evidente, portanto, que a cidade participa das coisas da natureza, que o homem é um animal político, por natureza, que deve viver em sociedade, e que aquele que, por instinto e não por inibição de qualquer circunstância, deixa de participar de uma cidade, é um ser vil ou superior ao homem. Esse indivíduo é merecedor, segundo Homero, da cruel censura de um sem-família, sem leis, sem lar. Pois ele tem sede de combates e, como as aves rapinantes, não é capaz de se submeter a nenhuma obediência."
:- ''Fonte: "Política"''
 
* "O homem nada pode aprender senão em virtude do que já sabe."
:- ''Fonte: [http://www.espirito.org.br/portal/artigos/diversos/frases/coletanea-02.html Coletânea de Pensamentos]''
 
* "Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um efeito, mas um hábito."{{carece de fontes}}
 
* "Amamos mais aquilo que com mais esforço conseguimos."{{carece de fontes}}
 
* "A finalidade da arte é dar corpo à essência secreta das coisas, não copiar sua aparência."{{carece de fontes}}
 
* "A excelência nunca é um acidente; é sempre o resultado de elevada intenção, esforço sincero e execução inteligente; representa a sábia escolha entre muitas alternativas - escolha, e não acaso, determina seu destino."{{carece de fontes}}
 
[[Categoria:Pessoas]]
350

edições