Mário Quintana: diferenças entre revisões

195 bytes adicionados ,  02h47min de 27 de abril de 2013
(→‎Falsas atribuições: ajustando informações sobre a citação da crônica "Quase".)
 
* "I. Da Observação:
<poem>: Não te irrites, por mais que te fizerem...
Estuda, a frio, o coração alheio.
Farás, assim, do mal que eles te querem,
Teu mais amável e sutil recreio...</poem>
:— ''(In: Espelho Mágico) p. 211 [2]''
 
: consciência de que é louco."
:- ''(In: Espelho Mágico) [1] em [2] p. 218, XLII.''
 
*XL. "DO SABOR DAS COISAS
 
:Por mais raro que seja, ou mais antigo,
:Só um vinho é deveras excelente:
:Aquele que tu bebes calmamente
:Com o teu mais velho e silencioso amigo...
:-(In: Espelho Mágico)"
 
* "E agora pedem-me que fale sobre mim mesmo. Bem! eu sempre achei que toda confissão não transfigurada pela arte é indecente. Minha vida está nos meus poemas, meus poemas são eu mesmo, nunca escrevi uma vírgula que não fosse uma confissão."
Utilizador anónimo