Diferenças entre edições de "Salazar"

497 bytes adicionados ,  16h30min de 15 de outubro de 2011
m
sem resumo de edição
m (- sem fontes)
m
* "Não tem que agradecer-me ter aceitado o encargo, porque representa para mim tão grande [[sacrifício]] que por favor ou amabilidade o não faria a ninguém. Faço-o ao meu [[País]] como dever de consciência, friamente, serenamente cumprido".
:- ''No discurso de posse como ministro das Finanças; "Discursos", volume 1 - Página 3; de Antonio de Oliveira Salazar, Oliveira Salazar - Publicado por Coimbra Editora, 1945''
 
*"Não se discute [[Deus]] e a sua [[virtude]]; não se discute a [[Pátria]] e a [[Nação]]; não se discute a [[autoridade]] e o seu [[prestígio]]"
::- ''[[Salazar]] ao promulgar decreto que previa censura prévia, em 11 de abril de 1933; como citado em "José Saramago: entre a história e a ficção, uma saga de portugueses" - página 141, Volume 22 de Estudos portugueses, Teresa Cristina Cerdeira da Silva, Publicações Dom Quixote, 1989, ISBN 9722007327, 9789722007320, 278 páginas''