Osama bin Laden: diferenças entre revisões

382 bytes adicionados ,  9 de outubro de 2011
m
sem resumo de edição
Sem resumo de edição
mSem resumo de edição
|DomiPubli=
|EbooksG=
|Color=#c0c0c0c0c0c0rib
}}
'''Usāmah bin Muhammad bin `Awad bin Lādin''' ''([[10 de março]] de [[1957]] - [[1 de maio]] de [[2011]]) (árabe:'' أسامة بن محمد بن عود بن لادن), ''comumente conhecido como'' '''Osama bin Laden''' (أسامة بن لادن), ''milionário saudita; foi o chefe da [[w:al-Qaeda|al-Qaeda]], uma organização islâmica militante envolvida nos ataques terroristas contra alvos civis e militares em diversos lugares do mundo.''
* "O que os Estados Unidos experimentam agora é só uma cópia do que nós temos experimentado. Nossa nação islâmica tem vivido a mesma coisa por mais de 80 anos, humilhação e desgraça, seus filhos mortos e seu sangue espalhado, suas santidades profanadas. (...) Um milhão de crianças inocentes estão morrendo no momento em que falamos, mortas no Iraque sem qualquer culpa. (...) Mas quando a vingança caiu sobre os Estados Unidos depois de 80 anos, a hipocrisia ergueu a cabeça. (...) Os Estados Unidos têm dito ao mundo a falácia de que estão lutando contra o terrorismo. Em uma nação no Extremo Oriente – no Japão –, centenas de milhares, jovens e velhos, foram mortos e eles dizem que isto não é um crime de guerra. (...) Um milhão de crianças foram mortas no Iraque e para eles isto também não é uma questão clara. (...) Eu digo isto para os Estados Unidos e seu povo: eu juro por Deus que os Estados Unidos não viverão em paz até que a paz reine na Palestina, e antes de tudo que o exército dos infiéis deixe a terra de Mohamed. Que a paz esteja sobre ela. Deus é o Senhor e glória ao islamismo."
:- ''Gravação publicada em Janeiro de 2005''
 
==Atribuídas==
{{sem fontes}}
 
* "As operações estão sob preparativos e vocês as verão nas suas casas assim que estiverem completas, se Deus quiser"
 
* "A realidade mostra que a guerra contra os EUA e seus aliados não se restringe apenas ao Iraque, como ele garante, mas que o Iraque se tornou um ponto gravitacional e um terreno de recrutamento para [militantes] qualificados"
 
==Sobre==
 
* "Quando eu disse que não há negociação, quis dizer que não há negociação."
::- ''[[George W. Bush]], presidente americano, recusando proposta do [[Talibã]] para entregar [[Bin Laden|Laden]] a um país neutro; citado em [http://veja.abril.com.br/241001/vejaessa.html Revista Veja], Edição 1 723 - 24 de outubro de 2001.''
 
 
[[Categoria:Pessoas]]