Abrir menu principal

Alterações

79 bytes adicionados ,  19h31min de 26 de fevereiro de 2011
m
sem resumo de edição
[[w:Émile-Auguste Chartier|'''Émile-Auguste Chartier''']] ''([[3 de março]] de [[1868]] - [[2 de junho]] de [[1951]]), cujo pseudônimo era "'''Alain'''", foi um ensaísta e filósofo francês''.
----
 
==Obras==
 
*"O [[pessimismo]] é [[humor]]; o [[otimismo]] é [[vontade]]."
*"Da infância direi pouco, pois ela não passou de uma estupidez."
:- ''Fonte: "Histoire de Mes Pensées" ''
*"Nada é mais perigoso do que uma ideia quando se tem apenas uma."
:- ''Fonte: "Propos sur la Religion" ''
*"No que é fácil crer, não vale a pena crer."
:- ''Fonte: "Minerva ou da Sabedoria" ''
*"O ensino deve ser decididamente retardatário."
:- ''Fonte: "Considerações sobre a Felicidade" ''
*"A palavrinha «farei» tem perdido impérios. O futuro só tem sentido na ponta da ferramenta."
:- ''Fonte: "Minerva ou a Sabedoria" ''
*"O indivíduo que pensa contra a sociedade que dorme, eis a eterna história, e a primavera terá sempre o mesmo inverno a vencer."
:- ''Fonte: "Política" ''
 
* "O [[erro]] consiste em supormos que a acção tende para o [[prazer]], pois o prazer acompanha a ação."
::- ''L'erreur est de croire que l'action court au plaisir ; car le plaisir accompagne l'action
:::- ''Définitions - página 23, Alain - NRF, 1953 - 244 páginas
 
*"A [[dúvida]] é o [[sal]] do [[espírito]], sem uma pitada de dúvida, todos os [[conhecimento]]s em breve apodreceriam."
::- ''Le doute est le sel de l'esprit ; sans la pointe du doute, toutes les connaissances sont bientôt pourries.
:::- ''Minerve: ou, De la sagesse - págian 301, Alain - P. Hartmann, 1939 - 306 páginas
 
*"Todo o [[poder]] sem controle leva à [[loucura]]."
::- ''Tout pouvoir sans contrôle rend fou.
:::- ''Politique - página 40, Alain - Presses universitaires de France, 1951 - 335 páginas
*"Refletir é negar aquilo em que se acredita."
::- ''Réfléchir, c'est nier ce que l'on croit.
::- ''Qui veut la guerre est en guerre avec soi
:::- ''Mars - página 51, Émile Chartier - Éditions de la Nouvelle revue française, 1921 - 193 páginas
 
*"[[Pensar]] é dizer 'não'."
::- ''Penser, c'est dire non
:::- ''Propos sur la religion - página 193, Alain - Rieder, 1938 - 291 páginas
 
*"A maior objeção ao [[dinheiro]] é que o dinheiro é estúpido."
::- ''Le style est la poésie dans la prose, je veux dire une manière d'exprimer que la pensée n'explique pas.
:::- ''En lisant Balzac - página 166, Alain - Édité par les Laboratoires Martinet, 1935 - 172 páginas
 
==Minerva ou a Sabedoria==
 
*"No que é fácil crer, não vale a pena crer."
:- ''Fonte: "Minerva ou da Sabedoria" ''
 
*"A palavrinha «farei» tem perdido impérios. O futuro só tem sentido na ponta da ferramenta."
:- ''Fonte: "Minerva ou a Sabedoria" ''
 
*"A [[dúvida]] é o [[sal]] do [[espírito]], sem uma pitada de dúvida, todos os [[conhecimento]]s em breve apodreceriam."
::- ''Le doute est le sel de l'esprit ; sans la pointe du doute, toutes les connaissances sont bientôt pourries.
:::- ''Minerve: ou, De la sagesse - págian 301, Alain - P. Hartmann, 1939 - 306 páginas
 
==Propos sur la religion==
 
*"Nada é mais perigoso do que uma ideia quando se tem apenas uma."
:- ''Fonte: "Propos sur la Religion" ''
 
*"[[Pensar]] é dizer 'não'."
::- ''Penser, c'est dire non
:::- ''Propos sur la religion - página 193, Alain - Rieder, 1938 - 291 páginas
 
==Politique==
 
*"Todo o [[poder]] sem controle leva à [[loucura]]."
::- ''Tout pouvoir sans contrôle rend fou.
:::- ''Politique - página 40, Alain - Presses universitaires de France, 1951 - 335 páginas
*"O indivíduo que pensa contra a sociedade que dorme, eis a eterna história, e a primavera terá sempre o mesmo inverno a vencer."
:- ''Fonte: "Política" ''
 
==Propos sur le bonheur==