Diferenças entre edições de "Ludwig von Mises"

1 857 bytes adicionados ,  00h48min de 23 de agosto de 2010
m
+ fontes
m (+ fontes)
 
 
* "Se a [[história]] da [[civilização]] poderia nos ensinar alguma coisa, seria que a [[propriedade]] privada está indissoluvelmente ligada à civilização".
----
::- ''If history could teach us anything it would be that private property is inextricably linked with civilization.
:::- ''Omnipotent government: the rise of the total state and total war - página 58, Ludwig Von Mises - Yale University Press, 1944 - 291 páginas
 
* "A [[história]] da [[humanidade]] é a história das [[idéia]]s".
::- ''The history of mankind is the history of ideas.
:::- ''Socialism: an economic and sociological analysis - página 566, Ludwig Von Mises - J. Cape, 1953 - 599 páginas
 
* "O [[progresso]] é precisamente aquilo não previsto pelas [[regra]]s e regulamentos".
::- ''Progress is precisely that which the rules and regulations did not foresee.
:::- ''Bureaucracy - página 67, Ludwig Von Mises - Yale University Press, 1944 - 125 páginas
 
 
 
== Ação Humana ==
 
* "Na economia de mercado não há outro meio de adquirir e preservar a riqueza, a não ser fornecendo às massas o que elas querem, da maneira melhor e mais barata possível".
::- ''There is in the market economy no other means of acquiring and preserving wealth than by supplying the masses in the best and cheapest way with all the goods they ask for.
:::- ''Human action: a treatise on economics - página 616, Ludwig Von Mises - Yale University Press, 1949 - 889 páginas
 
* "O primeiro dever de um historiador é o de examinar com o maior rigor todas as doutrinas a que recorrerá para elaborar suas interpretações históricas. Se negligencia fazê-lo e adota ingenuamente as idéias deformadas e confusas que têm grande aceitação popular, deixa de ser um historiador e passa a ser um apologista e um propagandista".
recorrerá para elaborar suas interpretações históricas. Se negligencia fazê-lo e adota ingenuamente as idéias deformadas e confusas que têm grande aceitação popular, deixa de ser um historiador e passa a ser um apologista e um propagandista".
 
* "Os fatos históricos, por si só, não provam nem refutam uma teoria. Precisam ser interpretados à luz da compreensão teórica".
 
* "A economia se ocupa das ações reais de homens reais. Seus teoremas não se referem a homens perfeitos ou ideais, nem a um mítico homem econômico (homo oeconomicus) e nem à noção estatística de um homem médio (homme moyen). O homem, com todas as suas fraquezas e limitações, o homem tal como vive e age na realidade - eis o objeto dos estudos da cataláxia. Toda ação humana é tema para a praxeologia".
::- ''Economics deals with the real actions of real men. Its theorems refer neither to ideal nor to perfect men, neither to the phantom of a fabulous economic man (homo oeconomicus) nor to the statistical notion of an average man (homme moyen). Man with all his weaknesses and limitations, every man as he lives and acts, is the subject matter of catallactics. Every human action is a theme of praxeology.
:::- ''Human action: a treatise on economics - página 646, Ludwig Von Mises - Yale University Press, 1949 - 889 páginas
 
* "As pessoas não poupam e acumulam capital porque existe o juro. O juro não é nem o impulso que faz poupar nem a recompensa ou a compensação concedida pela abstenção do consumo imediato. É a relação entre o valor atribuído aos bens presentes e o valor atribuído aos bens futuros".
 
* "Ninguém pode ser chamado para estabelecer o que é necessário para que alguém seja feliz".
::- ''Nobody is called upon to establish what could make another man happy.
:::- ''Human action: a treatise on economics - página 647, Ludwig Von Mises - Yale University Press, 1949 - 889 páginas
 
* "O homem certamente não é perfeito. Suas fraquezas certamente contaminam todas as instituições humanas e, portanto, também a economia de mercado".
* "A análise de longo prazo, necessariamente, inclui o exame das conseqüências de curto prazo".
 
* "A [[economia]] não lida com coisas e objetos materiais tangíveis, trata dos [[homens]], suas ações e propósitos".
* "Se a [[história]] da [[civilização]] poderia nos ensinar alguma coisa, seria que a [[propriedade]] privada está indissoluvelmente ligada à civilização".
::- ''Economics is not about things and tangible material objects; it is about men, their meanings and actions.
 
:::- ''Human action: a treatise on economics - página 92, Ludwig Von Mises - W. Hodge, 1949 - 889 páginas
 
==Atribuídas==
{{sem fontes}}
 
* "A [[economia]] não lida com coisas e objetos materiais tangíveis, trata dos [[homens]], suas ações e propósitos".
 
* "A [[história]] da [[humanidade]] é a história das [[idéia]]s".
 
* "O [[lucro]] é o [[prêmio]] dos que se afastam com sucesso dos tipos normais de procedimento; o [[prejuízo]] é a [[punição]] dos que, por [[preguiça]], aderem a métodos obsoletos. O [[indivíduo]] é livre para mostrar o que pode fazer de modo melhor do que os outros".
 
* "O [[progresso]] é precisamente aquilo não previsto pelas [[regra]]s e regulamentos".
 
* "A simples [[idéia]] de um [[salário]] mínimo é sinal de [[ignorância]] máxima".