Diferenças entre edições de "Escravo"

867 bytes adicionados ,  16h37min de 10 de maio de 2010
m
+ fontes
m (+ fontes)
m (+ fontes)
 
* "O camponês não é seu escravo, ele é seu vizinho."
::- ''[[Andrzej Frycz Modrzewski]]''
 
* "Quanto a você, da aristocracia, que tem dinheiro mas não compra alegria, há de viver eternamente sendo escrava desta gente que cultiva a hipocrisia."
 
* "Se não encontrarmos respostas adequadas a todas as questões sobre educação, continuaremos a forjar almas de escravos em nossos filhos."
::- ''[[Célestin Freinet]]; Fonte: [http://revistaescola.abril.com.br/especiais/pensadores/pdfs/celestin_freinet.pdf Revista Nova Escola]''
 
* Cai, orvalho de sangue do escravo,
:resce, cresce, seara vermelha,
:resce, cresce, vingança feroz.
::- ''[[Castro Alves]] in: Bandido negro''
 
* "Escravo é aquele que não pode dizer o que pensa."
::- ''[[Eurípedes]]''
 
* "[[Escravidão|Ter escravos]] não é nada, mas o que se torna intolerável é ter [[escravo]]s chamando-lhes [[cidadão]]s."
 
* "Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito, repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece."
::- ''[[Pablo Neruda]]''
 
* "Não ficar de joelhos, que não é racional renunciar a ser livre. Mesmo os escravos por vocação devem ser obrigados a ser livres, quando as algemas forem quebradas."
::- ''[[Carlos Marighella]]''
 
* "Evoluímos tanto que os escravos já têm bilhete de identidade."
::- ''[[José Alberto Braga]]''
 
* "A propriedade privada introduz a desigualdade entre os homens, a diferença entre o rico e o pobre, o poderoso e o fraco, o senhor e o escravo, até a predominância do mais forte. O homem é corrompido pelo poder e esmagado pela violência."
::- ''[[Jean-Jacques Rousseau]]''
 
* "Nunca seja um escravo dos padrões que plantaram em você."
::- ''[[Augusto Cury]]''
 
* "Já sabe que me permito dizer tudo e, às vezes, faço perguntas muito francas. Repito sou seu escravo e não se tem vergonha de um escravo: o escravo não pode ofender a ninguém."
::- ''[[Fiódor Dostoiévski]]''
 
* "Cem anos atrás, um grande americano, na qual estamos sob sua simbólica sombra, assinou a Proclamação de Emancipação. Esse importante decreto veio como um grande farol de esperança para milhões de escravos negros que tinham murchados nas chamas da injustiça."
::- ''[[Martin Luther King Junior]]''
 
* "Os piores senhores eram os que se mostravam mais bondosos para com seus escravos, pois assim impediam que o horror do sistema fosse percebido pelos que o sofriam, e compreendido pelos que o contemplavam."
::- ''[[Oscar Wilde]]''
 
* "Não seja [[escravo]] do [[passado]] - mergulhe em mares[[mar]]es grandiosos, vá bem fundo e nade até bem longe; você voltará com respeito por si mesmo, como um novo vigor, com uma experiência a mais, que vai explicar a anterior e superá-la."
::- ''Be not the slave of your own past [...]. Plunge into the sublime seas, dive deep and swim far, so you shall come back with self-respect, with new power, with an advanced experience that shall explain and overlook the old.''
:- ''[[Ralph Waldo Emerson]]''
:::- ''Journals and Miscellaneous Notebooks‎ - v.7 Página 25, de [[Ralph Waldo Emerson]], William Henry Gilman - Publicado por Belknap Press of Harvard University Press, 1960''
 
* "Ninguém é mais escravo do que aquele que se considera livre sem o ser."
::- ''Niemand ist mehr Sklave als der sich für frei hält ohne es zu seyn.
:- ''[[Goethe]]''
:::- ''Werke: Die Wahlverwandtschaften, Volume 14‎ - [http://books.google.com.br/books?id=cIw6AAAAcAAJ&pg=PA259 Página 259], [[Johann Wolfgang von Goethe]] - Cotta, 1817 - 414 páginas
 
* "Quando o conhecimento é o escravo de considerações sociais, ele define uma classe especial; quando ele serve apenas os seus próprios fins, já não é assim. Há obviamente uma lógica neste paradoxo: o conhecimento genuíno é igualitário, uma vez que ele não permite fontes privilegiadas, intermediários, mensageiros da Verdade. Não tolera dados privilegiados e circunscritos. A autonomia do conhecimento é um nivelador."
::- ''[[Ernest Gellner]]; De "Plough, Sword and Book", 1988 ''
 
* "Nisto (...) é que consiste a monstruosidade do amor: em ser infinita a vontade e limitada a execução; em serem ilimitados os desejos, e o ato, escravo do limite."
::- ''[[William Shakespeare]]; Tróilo e Cressida (1601-1602) Ato III - Cena II: Tróilo''
 
* "O trabalho é a melhor e a pior das coisas: a melhor, se for livre; a pior, se for escravo."
::- ''[[Émile-Auguste Chartier]]; Fonte: "Considerações sobre a Felicidade" ''
 
* "Quanto luta o homem por sua liberdade! E pensar que por dentro é tão escravo..."
::- ''[[Carlos Bernardo González Pecotche]]''
 
* "Na verdade, o medo da solidão e da falta de amor é tão grande na maioria de nós que é possível que nos tornemos escravos desse medo."
::- ''The fear of aloneness and lack of love is so great in most of us that it's possible we can become slave to this fear.
:- ''[[Leo Buscaglia]]''
:::- ''Love - página 82, [[Leo F. Buscaglia]] - Fawcett Books, 1982, ISBN 0449234525, 9780449234525 - 207 páginas
 
==Veja também==