Diferenças entre edições de "Gustave Flaubert"

1 338 bytes adicionados ,  01h38min de 5 de maio de 2010
m
+ fontes
m (Bot: Adicionando: eo:Gustave Flaubert)
m (+ fontes)
 
*"Tenha cuidado com a [[tristeza]]. É um [[vício]]".
::- ''Prenez garde à la tristesse, c'est un vice
:::- ''Œuvres complètes de Gustave Flaubert, Volume 5‎ - Página 337, Gustave Flaubert - L. Conard, 1910
 
*“Um dia esbranquiçado passava pela janela sem cortinas, entreviam-se as copas das árvores, e mais além a pradaria meio afogada na [[nevoeiro|névoa]] que fumava ao luar.”
::- ''Dans la chambre, au premier, un jour blanchâtre passait par
 
les fenêtres sans rideaux. On entrevoyait des cimes d'arbres, et plus loin
* "O que o [[dinheiro]] faz por nós não compensa o que fazemos por ele."
la prairie, à demi noyée dans le brouillard, qui fumait au clair de la lune,
 
selon le cours de la rivière.
* "Considero como uma das [[felicidade]]s da minha vida não escrever nos [[jornal|jornais]]; isto prejudica a minha bolsa, mas faz bem à minha [[consciência]]".
:::- ''Madame Bovary: mœurs de province‎ - [http://books.google.com.br/books?id=wZEGAAAAQAAJ&pg=PA121 Página 121], Gustave Flaubert - L. Conard, 1921 - 630 páginas
 
* "Ser estúpido, egoísta e ter boa saúde são três requisitos para a felicidade, mas se a estupidez faltar está tudo perdido."
::- ''Être bête, égoïste, et avoir une bonne santé, voilà les trois conditions voulues pour être heureux; mais si la première nous manque, tout est perdu.
 
:::- ''La correspondance de Flaubert‎ - Página 799, Gustave Flaubert, Charles Carlut - Ohio State University Press, 1968 - 826 páginas
* "Que homem teria sido [[Balzac]], se soubesse escrever!"
 
* "Extirpar: verbo que se emprega ao se falar de heresias e calos"
 
*"O estilo está tanto nas palavras como dentro delas. É igualmente a alma e a carne de uma obra."
::- ''Le style est autant sous les mots que dans les mots. C'est autant l'âme que la chair d'une œuvre
:::- ''Correspondance‎ - Volume 3, Página 199, Gustave Flaubert - G. Charpentier et cie., 1892
 
*"Apesar de tudo, o trabalho ainda é o melhor meio de fazer a vida passar"
::- ''Le travail, c'est encore le meilleur moyen d'escamoter la vie.
:::- ''L'éducation sentimentale: histoire d'un jeune homme, Volume 1‎ - Página xiii, Gustave Flaubert - Éditions de Cluny, 1939 - 480 páginas
 
==Atribuídas==
{{sem fontes}}
 
* "O que o [[dinheiro]] faz por nós não compensa o que fazemos por ele."
 
* "Considero como uma das [[felicidade]]s da minha vida não escrever nos [[jornal|jornais]]; isto prejudica a minha bolsa, mas faz bem à minha [[consciência]]".
 
* "Que homem teria sido [[Balzac]], se soubesse escrever!"
 
[[Categoria:Pessoas]]