Diferenças entre edições de "Charles Baudelaire"

447 bytes adicionados ,  23h18min de 5 de janeiro de 2010
m
fonte
m (fonte)
m (fonte)
::- ''L'admiration commence souvent où finit la compréhension
:::- ''[[Charles Baudelaire]] citado em "Au soir le soir: théâtre 1960-1970‎" - Página 72, Bertrand Poirot-Delpech - Mercure de France, 1969 - 292 páginas
 
*"A [[música]] perfura o [[céu]]."
::- ''La Musique creuse le ciel
:::- ''citado em "The cult of beauty in Charles Baudelaire, Volumes 1-2" - Página 39, Solomon Alhadef Rhodes - Institute of French studies, Columbia university, 1929
 
*"O [[amor]] é um [[crime]] que não se pode realizar sem cúmplice."
::- ''Ce qu'il ya d'ennuyeux dans l'amour, c'est que c 'est un crime où l'on ne peut se passer d'un complice
:::- ''Œuvres complètes‎ - Página 634, Charles Baudelaire, Marcel A. Ruff - Éditions du Seuil, 1968 - 760 páginas
 
==Atribuídas==
 
*"Aos olhos da saudade, ah, como é pequeno o mundo".
 
*"A música perfura o céu."
 
*"É preciso estar sempre embriagado. Para não sentirem o fardo incrível do tempo, que verga e inclina para a terra, é preciso que se embriaguem sem descanso. Com quê? Com vinho, poesia, ou virtude, a escolher. Mas embriaguem-se."
*“Ora um mar de neblina banhava os edifícios, e os agonizantes no fundo dos hospitais.”
 
*"O amor é um crime que não se pode realizar sem cúmplice."