Diferenças entre edições de "Severino Cavalcanti"

183 bytes adicionados ,  13h21min de 6 de dezembro de 2009
m
sem resumo de edição
m (clean up AWB)
m
 
* "Que maravilha! Que maravilha! Eu só ouço [[aplauso]]s. As [[vaia]]s são para o [[governo]]."
:- ''presidente da Câmara dos Deputados, ao ser vaiado no 1º de Maio de 2005, em São Paulo; Veja, 11.05.05.''
 
* "Essa [[história]] de [[nepotismo]] é coisa para [[fracasso|fracassados]] e [[derrota]]dos que não souberam criar seus [[filhos]]."
:- ''presidente da Câmara dos Deputados, ao defender a nomeação de seu filho, José Maurício, para um cargo federal em Pernambuco; citado em [http://veja.abril.com.br/200405/vejaessa.html Revista Veja], Edição 1901 . 20 de abril de 2005''
 
* "Esse aqui é o dono do [[Brasil]]. Ele manda no Brasil."
:- ''dirigindo-se a [[Lázaro Brandão]], presidente do Bradesco, em reunião com empresários, em São Paulo; citado em Veja, 23.03.05.''
 
* "Eu daria zero para aqueles programas onde aparece [[mulher]] beijando mulher e [[homem]] beijando um homem. Não só [[novelas]], mas programas de um modo geral. Mas aproveitam as novelas para apresentar esses temas que só fazem ferir a [[família]] brasileira."
:- ''em abril de 2005, ao tornar público um projeto de lei de sua autoria; Folha de S. Paulo, 06.04.05.''
 
*"Sou um homem [[cristão]] e por isso tenho votos. Quando fui inquirido aqui pelos [[homossexuais]], com o senhor Gabeira à frente, bateram palmas para mim”