Egon Schaden

Egon Schaden em outros projetos:

Egon Schaden (São Bonifácio, 4 de julho de 1913São Paulo, 16 de setembro de 1991) foi um antropólogo brasileiro.



  • "A etnologia guarani se divide, a bem dizer, em dois períodos: antes e depois de Curt Nimuendajú. A experiência do então jovem autodidata alemão, que veio ao Brasil no início deste século, foi revolucionária para o conhecimento científico da cultura tribal e, também, em certa medida, para toda a etnologia."
- Egon Schaden, "A Título de Apresentação", in O Guarani: uma bibliografia etnológica, Melià, Saul & Muraro 1987
  • "[Rondon, em 1949,] ponderava que tôda cultura, quaisquer que sejam os seus valores básicos, constitui uma forma legítima de se realizar e exprimir a natureza humana e que, ao contrário do que antes admitira, o abandôno de uma cultura tribal e a passagem para o estado de civilização, em vez de constituir um "progresso", representa uma forma de depauperamento, o sacrifício de um modo mais genuíno de ser homem."
- Egon Schaden, O problema indígena (1960)

Ligações externasEditar