Abrir menu principal
Camilo Castelo Branco
Camilo Castelo Branco
Camilo Castelo Branco em outros projetos:

Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco (n. Lisboa, 16 de Março de 1825 - f. São Miguel de Seide, 10 de Junho de 1890) foi um escritor português.


- "Lágrimas Abençoadas", Livro I, Capítulo XXIV (veja wikisource)
  • "Nos livros aprendi a fugir ao mal sem o experimentar".
- O bem e o mal: romance - Página 19, de Camilo Castelo Branco - Publicado por A.M. Pereira, 1926 - 245 páginas
  • "A candura nem sempre é bela."
- "Coração, cabeça e estômago: romance" - Página 49, de Camilo Castelo Branco, Adolfo Casais Monteiro - Publicado por Editôra Civilização Brasileira, 1961 - 172 páginas
  • "O amor quer o monopólio das faculdades da alma".
- Obras de Camilo Castelo Branco: A sereia. 6. ed, página 157, Volume 73 de Obras de Camilo Castelo Branco, Camilo Castelo Branco, Camilo Castelo Branco, Editora Parceria A. M. Pereira, 1965
  • "Os dias prósperos não vêm acaso; são granjeados, como as searas, com muita fadiga e com muitos intervalos de desalento."
- Obras - Volume 31 - Página 89, Camilo Castelo Branco - Parceria A.M. Pereira., 1965